Congresso em Foco

A polêmica exigência de contribuição sindical do servidor público

04.03.2017 12:50 7

Publicidade

7 respostas para “A polêmica exigência de contribuição sindical do servidor público”

  1. Gustavo disse:

    A CONTRIBUIÇÃO SINDICAL COMPULSÓRIA É UMA BIZARRICE, UM ABSURDO! O DESTINO DO DINHEIRO É CONFUSO E ESCUSO. UMA SACANAGEM COM OS SERVIDORES PÚBLICOS. PARA UM JUIZ, DEIXAR DE RECEBER UM DIA DE TRABALHO NÃO FAZ NENHUMA FALTA, TENDO-SE EM VISTA SEUS ESTRATOSFÉRICOS E FARTOS SALÁRIOS E BENEFÍCIOS QUE NÃO ACABAM MAIS, MAS PARA UM RELES MORTAL, FAZ MUITA FALTA NO SUSTENTO DA FAMÍLIA! BANDO DE CRIMINOSOS!

  2. Ayrton Balsemão disse:

    Aqui em São José, SC, um ‘sindicato de servidores’, que não representa os servidores municipais, somente atua para defender os interesses dos professores municipais e eventualmente da saúde, decretou greve dia 27 deste mês e teve uma participação pífia de servidores. Todas as outras secretarias, da administração, assistência social e outras, trabalharam normalmente. E hoje, dia 31, nosso contracheque vem com esse absurdo e abusivo desconto de um dia de trabalho, para satisfazer esses sanguessugas! Indignação!

    • Edinilson Ribeiro da Silva disse:

      Muito bem ao invés de você participar da greve para fortalecer, em contrapartida vocês conquistarem melhorias nas condições de trabalho e salario você preferiu ficar no comodismo e depois atras de teclado do computador para fazer criticas que não contribuem em nada para o sucesso da greve!

  3. Ayrton Balsemão disse:

    Um elogio para o texto… muito bem escrito, principalmente a parte final. Perfeitamente compreensível para uma pessoa comum como eu. Sou servidor municipal (motorista de ônibus) em São José, SC, há treze anos, e pela primeira vez hoje foi cobrada essa famigerada ‘contribuição sindical’, a qual “contribuí” compulsoriamente a minha vida inteira, na iniciativa privada. Parabéns ao Congresso em Foco! Mais uma vez o STF agindo contra os interesses dos trabalhadores, para alimentar esses arremedos de sindicatos, verdadeiras sanguessugas das energias de quem realmente trabalha. Gostaria de saber se vale a pena lutar para evitar essa cobrança de ‘contribuição’, abusiva e que não tem ‘aplicação fática’.

    • Edinilson Ribeiro da Silva disse:

      Vale muito apena você lutar pelo o fim da contribuição sindical desde que você também esteja consciente em abir mão de todos os benefícios que o Sindicato conquista para você; ( ex ) Vale alimentação, Faltas abonadas, lazer, Abonos Natalino, convênios que, com os descontos oferecidos, trás um retorno financeiro para os associados e negociações coletivas que é de competência do Sindicato.

      • Joanan Oliveira Batista disse:

        Quando o sindicato luta e trabalha por isso de forma eficiente sem ficar se esfregando com o poder público, é ótimo.
        O problema é que os sindicatos dos servidores públicos, sejam eles quais forem, têm interesses muito particulares nesta esfera de jogos de poder e influência. Assim sendo, nem a luta pelo dissídio anual é conseguida de forma eficiente. Aqui, por exemplo, o dissídio foi de menos de 5% e foi dividido em 6 parcelas. Ou seja, no segundo mês de reajuste o vencimento já estava desatualizado.
        O fim da contribuição sindical compulsória significa o fim de uma aberração brasileira!

      • Madman disse:

        O fim é da obrigatoriedade né? Se for tão bom assim quanto você fala e se eles realmente fizeram diferença pra conquistar isso (que acho muito difícil), então as pessoas contribuirão da mesma forma. Ex: Ninguém é obrigado a pagar pela Netflix, mas o serviço é bom e muita gente prefere pagar, ao invés de baixar “torresmos”. 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via