Congresso em Foco

Vídeo: “A reforma da Previdência vai acabar com os privilégios de servidores públicos e militares”, prevê Perondi

27.02.2017 11:00 5

Reportagem Em
Publicidade

Publicidade

5 respostas para “Vídeo: “A reforma da Previdência vai acabar com os privilégios de servidores públicos e militares”, prevê Perondi”

  1. Mário Jose do Nascimento disse:

    Quais são estes privilégios, Sr. Deputado?
    Servidores públicos não tem mais estabilidade de emprego!
    Não tem FGTS;
    Não tem participação nos lucros (na iniciativa privada tem);
    Então, quais seriam estes privilégios? Não somos parlamentares, estes, sim, tem todos os privilégios que revoltam todos os trabalhadores!

  2. Marcus Gaudenzi de Faria disse:

    Se o Perondi tivesse lido o excelente documento produzido pela ANFIP, que desmascara a farsa da reforma proposta, não daria uma declaração tão desastrada.

    O sistema de previdência dos servidores públicos civis foi reformado em 1998, 2003 e 2004. Se avaliassem os números veriam que o déficit já esta estabilizado e deve cair nas próximas décadas.

    O problema que existe é a aposentadoria militar precoce. Mas para solucioná-la seria necessário repensar as atividades dos militares (ex: incluir 10 anos de serviço civil quando da ida para a reserva, mas isso demandaria uma PEC), mas não podemos ter soldados sexagenários defendendo o país. E quanto ao regime geral, se cortarem as desonerações sobre a folha de pagamento, o déficit (criado neste caso pelo governo) despencaria). É preciso sim uma idade mínima. Concordo com 65 anos. Mas nossa tabua de expectativa de vida demanda esta idade somente em 2058. Ou seja, poderia ser feita uma transição tranquila para preservar o sistema. O modelo proposto é para defender interesses de entidades de previdência privada. Pressione seu deputado.

  3. COMENTÁRIO QUE EU COLOQUEI NUM VÍDEO QUE FALAVA QUE A PREVIDÊNCIA SOCIAL GASTAVA MUITO DINHEIRO COM APOSENTADORIAS!
    O Brasil não gasta muito com a Previdência Social, o Brasil usa muito o dinheiro da Previdência Social e o principal problema da Previdência Social é a má administração que sempre houve com o dinheiro da Previdência Social. Tanto é verdade que o governo concedeu a desoneração da folha de pagamento de grandes empresas, tanto é verdade que o deu aposentadorias para ex-jogadores de Futebol, que nunca tinham contribuído para o INSS, tanto é verdade da má administração da Previdência Social que o governo também concedeu aposentadoria para o setor Rural que nunca tinham contribuído para o INSS. Então se a previdência não tem dinheiro, se a Previdência é deficitária, então como explicar essas benesses que esses governos corruPTos, comunistas deram usando o dinheiro da Previdência Social. O Dieese e a Anfip que são dois órgãos respeitados já mostram através de estudos que a Previdência Social não deficitária e sim Superavitária. Então essa reforma da Previdência Social da maldade, só tem um objetivo que é prejudicar os futuros aposentados, porque os atuais que recebem acima do piso, já foram prejudicados há muito tempo, principalmente pelo partido dos trabalhadores, que de trabalhadores eles não têm nada e sim de corruPTos, mentirosos e desviadores do dinheiro público, através de obras superfaturadas, que é para eles receberem a maldita propina. https://uploads.disquscdn.com/images/a53a4448211ab624c4f62f9278c09e3a1bec3681e7f4d0bf6e27d3f3b6f48dcd.jpg

    • Luciano C Antônio disse:

      A reforma da previdência é sim prioritária mas ñ aos moldes que está sendo apresentado ao público é de conhecimento geral que a previdência com suas contribuições como patronais, Pis, Cofins, Csll, Inss apresenta-se superavitária o chamado déficit por medida do próprio governo que ñ entra com sua parte no bolo mas sim retira recursos através da chamada DRU, ai apresenta-se ó déficit o problema é o seguinte o processo de inovações tecnológicas sito automação dos processos produtivos na indústria com no setor de serviços para futuro ñ produzirá mão de obra suficiente para toda massa de trabalhadores daí a idade mínima para aposentadoria é um caminho mas ñ um fim por si mesmo deveríamos evoluir do regime de repartição para capitalização e também é fato que as maiores pensões sito setor público como judiciário, políticos militares levam mais da metade das despesas quem paga a conta é o setor privado o povo que mau tem saúde, educação segurança etc a reforma tem ser duramente discutida com toda sociedade !

  4. Valdir disse:

    Vagabundo, sua hora vai chegar!
    Tudo cambada de mentirosos cagões.
    Vai acabar com privilégios de militares uma ova. O General Villas Bôas ameaçou vocês e vocês enfiaram a cara no meio do rabo os excluíram da reforma.
    Recebi mensagem sobre outros vagabundos, que diz que Paulo Paim junto com a COBAP conseguiram assinaturas para abrir CPI. Outros vagabundos com estratégia enganosa, sabedores que CPI termina em pizza!
    Repetindo: A PREVIDÊNCIA NÃO TEM ROMBO, TEM ROUBO!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via