Congresso em Foco

Quem apoia a CPI da Lei Rouanet na Câmara

26.05.2016 12:03 25
Atualizado em 27.05.2016 15:03

Reportagem Em
Publicidade

25 respostas para “Quem apoia a CPI da Lei Rouanet na Câmara”

  1. HILDEBERTO AQUINO disse:

    Essa CPI precisamos acompanhar, de perto, não demos trégua, cobremos rigor absoluto! Queremos ver declinados os nomes dos espertalhões que se locupletaram em detrimento dos verdadeiros artistas que carecem de apoio, mas que foram preteridos. Por quê??? Tem gente graúda sabemos, mas que até então posam de intocáveis! Vamos estar ATENTOS, não descuidemos! E como tem pilantra neste País, lamentavelmente, mas um dia isso passará é o que todos desejamos!

  2. Maria Ignez Pura disse:

    CPI da Peppa já !!!! kkkkk

  3. Valdir disse:

    CPI é palhaçada que não dá em nada. Só serve para gastar tempo dos políticos (para fingir que trabalham) e para gastar o dinheiro público. No final não há indiciamento de ninguém.
    A Lei Rouanet tem que acabar. Já existe um abaixo assinado na internet para revogar essa lei em sua totalidade. Basta a população apoiar e manter pressão sobre os políticos. Chega de bandidagem com o povo. Já brincaram demais!

  4. Matheus Schmidt disse:

    Caetano Asqueroso e seu Cocar ridículo devem estar apreensivos…

  5. Lance disse:

    Agora vamos ver porque tem tanto artistazinho de merda defendendo o PT enquanto a população sofre com desemprego e inflação. Vamos ver onde estava acontecendo o golpe o tempo inteiro.

  6. Antonio Roberto disse:

    Chico Buarque e outros devem estar preocupados….

  7. Sergio disse:

    Só 190!!! Onde estão aqueles 367 do “por deus (o deles é com minúscula), pela minha família, pela minha cidade”? Tá até abaixo dos 200 que estão com Paulinho e o Cunha no STF. E em CPIs com desvios bem maiores, como a do HSBC, a conclusão foi que não houve nenhum conclusão! Até a CBF foi canonizada numa CPI, com as bênçãos do Romário!

  8. Maria Martins disse:

    Este jornalista que relaconou os nomes dos parlamentares que apoiam a CPI,deve ter rabo preso com o PT,este pessoal daqui do UOL,estão put…da vida porque tb.perdeu a mamata na gestão dos corruptos petistas,só podem,vcs.colocaram os nomes com intenção clara de constranger os mesmos,vcs.são idiotas e vendidos,não adianta o PT não volta para o poder.

    • Pietro Santanna disse:

      Isto mesmo Maria, o PT e a sua gratidão com o dinheiro publico, cortou toda a verba da GLOBO e dos que não apoiaram, revertendo é claro para o seu hall de amigos e artistas (assalariados do PT), entre eles o UOL

  9. Claudio Padilha disse:

    Vai acabar a mamata

  10. Junior disse:

    CPI: Central de Palanques Iluminados. CPI só serve para isso: ser palanque para parlamentar desocupado aparecer. Qual a última CPI resultou em punição para algum larápio ou em sugestões de reformas para se estancar algum ralo por onde flui o dinheiro público? Só servem para os ‘nobres’ parlamentares assarem belas pizzas às custas do dinheiro da sociedade.

    • rubens celso freitas barbosa disse:

      Júnior, acorda. A CPI dos Correios acabou no Mensalão, que acabou num julgamento no STF, em fila de políticos presos na Papuda, que levou a PF até ao Petrolão e ao maior escândalo de corrupção do mundo. Agora, chegou a vez do pessoal da “farinha boliviana”. Tá na hora desse pessoal trabalhar e pagar cada “carreira” com o dinheiro do próprio bolso e não com dinheiro do povo brasileiro, com a tal da “renúncia fiscal”, verdadeiro nome da Lei Rouanet. Ou acabar com a hipocrisia das Marietas Severos, seu ficante ou da tal de Beltrão, que leva nosso imposto alugando um teatro para os corruptos de estimação. Esses nossos artistas parecem aqueles que adoram andar pela União Soviética de braço dado com Stalin, mesmo sabendo que ele era o maior assassino vivo do planeta (o outro, Hitler, já tinha morrido). Viva a CPI da Farinha.

      • rubens celso freitas barbosa disse:

        … onde se lê “andar”, leia-se “andavam”.

      • Luiz Oliveira disse:

        Estou alinhado com você Rubens. Temos muitas coisas que precisam ser feitas e como criticar a classe política, merecidamente, virou passatempo de todos, quando eles fazem algo que realmente devem fazer também acabam virando alvo de crítica. Estes pseudo artistas, se fossem realmente competentes, não precisariam de leis para auxiliá-los. Nós que trabalhamos de sol a sol, que, inclusive pagamos valores absurdos pelos ingressos de “shows” de terceira categoria, não temos nenhuma lei para nos subsidiar. Veja a fila para obtenção do salário desemprego, este sim, na maioria dos casos, realmente necessário. Abraço!

      • Maria Martins disse:

        Adorei seu comentário,cambada de hipócritas estes artistas corruptos,que vão prá rua defender este pt e a sua corja toda,a começar pela Filma e Lula,só fazem issos ,porque sempre receberam muito dinheiro,a irmão do chico,tomei nojo desse cantor,tinha a irmão lá no Ministério da Cultura,todos eles são calhordas.incluindo o babaca do José de Abreu.

      • Pietro Santanna disse:

        Boa Rubens, excelente texto. Golpe é isto que estes artistas oportunistas querem perpetuar. Isto simé golpe contra o povo…Que todos assinem o abaixo assinado da CPI, que já esta circulando na internet e no Whats-up

      • Junior disse:

        Vc acredita, mesmo, que o Mensalão foi fruto da CPI dos Correios?! Ou será que foram os ‘nobres’ deputados pegaram carona nas investigações do MP e PF? Acorda, Rubens! Quem investiga é a PF, é o MP. São esses caras que sabem fazer investigações, buscar provas, fazer interrogatórios. Os deputados só saem nos noticiários batendo boca, gritando nas sessões, cada um querendo aparecer mais que o outro. Procure ver o relatório final desta e de outras CPIs pra vc entender meu ponto de vista.

        • rubens celso freitas barbosa disse:

          Júnior, em primeiro lugar me desculpe só responder hoje, 27. Não havia lido sua resposta. Sim, Júnior, eu não só acredito que o relatório final da CPI dos Correios acabou no Mensalão, como tal informação verídica já está nos livros de História do Brasil, recentes e isentos, claro. Por outro lado, concordo com você que o MPF e a PF são mais aptos e estão mais preparados para investigações. Mas neste caso específico, foi o relatório da CPI que levou Delúbio Soares, Zé Dirceu e Cia., para a Papuda. Os documentos, as provas materiais e documentais foram tão contundentes que provocaram um movimento dentro do PT para expulsar o presidente da CPI, que se chamava Delcídio Amaral (à época, ele ainda não tinha incorporado o “de” no meio do nome). Até gente como o Lula achava que ele (Delcídio) tinha sido “frouxo” e “perdido as rédeas” da coisa. Ou havia sido leniente, feito corpo mole, e deixado a oposição tomar conta. Vou lembrá-lo de uma única sessão. Aquela em que o deputado Roberto Jefferson “ordenou” para que o Zé Dirceu deixasse o cargo (era Ministro da Casa Civil): “o que é que você está fazendo aí, Zé? Sai daí. Você está prejudicando um homem honesto (ele se referia a Lula, então presidente e chefe de Dirceu)”. E ele saiu. Se não saísse, atingiria o Lula. Saiu e foi para a Papuda. E as sessões de julgamento da Ação 470 (do Mensalão)? Não se lembra? Todos os Ministros do Supremo, ao discorrerem durante o julgamento, se referiam ao relatório da CPI. Não lembra? Tá tudo gravado. Por outro lado, sou obrigado a concordar com você em alguns casos. Algumas CPIs foram vítimas de grandes acordos e até achaques. Veja o caso da CPI do Carf, onde o ex-senador Gim Argelo “achacava” para não convocar figurões da República. Mas dezenas de outras CPIs acabaram em relatórios que estão dando dor de cabeça para muita gente até hoje. E mais: o Brasil que conhecemos hoje, nasceu, ou saiu, das CPIs (mesmo que não tenham chegado a lugar nenhum). Agora, me desculpe. Mas a CPI da Lei Rouanet (ou da farinha boliviana) tem que sair. Como pode a TV Brasil custar R$ 1 bi por ano e dar traço (traço, segundo o Ibope e todos os outros institutos de pesquisa do mundo, é zero de audiência)? Como pode uma TV desse porte pagar até R$ 600 mil por ano para um jornalista fazer um programa por semana e ainda defender um partido político e atacar a oposição numa TV Pública, de todos os brasileiros? Uma TV desse porte, que a maior parte dos brasileiros sequer sabe que existe e ainda segundo o Ibope ela dá traço (audiência zero 24 horas por dia)? Por isso que artistas e jornalistas chapas brancas estão tão irados. Acabou a boquinha. Passei 50 anos da minha vida tendo orgulho da Marieta Severo. Hoje tenho pena dela e raiva de mim mesmo pela ignorância. Porque ela não divide o que tem com os mais pobres. Afinal, não é igualdade o que ela defende? Porque ela não defende publicamente que todos os brasileiros, mesmo garis e coveiros, recebam o mesmo que ela por seus trabalhos? Mas não. Afinal, ela tem que receber mais porque se considera moralmente superior a todos os outros brasileiros que não pensam como ela, que não são petistas ou artistas de esquerda.

          PS – Quantos juízes federais existem no Brasil? Mil? Dois mil? Três mil? Faço essas perguntas por que um dos delatores da Lava Jato disse, no início do processo, que “não tem um único tijolo colocado em obras feitas nos quase 6 mil municípios do Brasil que não tenha passado pelo pedágio dos governantes. Não existe nenhuma obra no Brasil que não seja resultado de acordos e tenha resultado em propina. Então, volto à pergunta? Quantos juízes federais existem no Brasil? E Promotores Públicos Federais? Todos com superestrutura para investigações. Por quê então apenas uma Lava Jato? Porque essas instituições (PF e MPF) dessas milhares de cidades não estão fazendo o mesmo que o Juiz Sérgio Moro está fazendo? Não existe nada em suas cidades ou Estados para investigar? Porque não investigam? Tijolo que pagou propina é o que não falta.

          • Junior disse:

            Oi, Rubens.
            O fato de a CPI dos Correios ter redundado no Ação Penal 470 confirma o velho ditado que diz ‘sempre há exceção para uma regra’, i.é, esta, para nossa alegria, acabou em punição de alguns peixes graúdos. Foi um oásis num deserto de relatórios de outras tantas que assaram pizzas para as quais nós não fomos chamados para comer, mas somente para pagar a conta. Mas e as outras? No caso específico de uma CPI da Lei Rouanet, pode até ser que saia alguma coisa dela, pois devem vir a público vários projetos que foram “financiados” (note as aspas, sim?) mas perfeitamente legais. Neste caso, nem MP nem PF teriam muito a fazer, já que tais “financiamentos” seguem o que diz a lei. Agora, por que usei as aspas? Tem-se dito amplamente que a Lei Rouanet financia projetos culturais, certo? Ora, financiamento não é já o dinheiro do “financiamento” não foi pago aos cofres públicos (lembre que a captação para os projetos culturais é feita por ‘renúncia fiscal’, ou seja, se vc quiser patrocinar sua ex musa Marieta Severo, por exemplo, vc passará a ela parte do seu imposto de renda, que vc pagaria para os cofres da União. No fim das contas, é como se vc pagasse seu IR e a União repassasse o dinheiro à ex do Chico). Financiamento é outra coisa. Se eu financiar um carro novo, pego o dinheiro no banco e o entrego à concessionária mas vou ter que devolver cada moedinha que usei (e um pouco mais) ao banco. Acho, sim, que cabe uma revisão na Lei. E aí, meu caro Rubens, acho que vc misturou as estações ao colocar no mesmo balaio a TV Brasil. Não estou fazendo juízo de valor se esta TV é boa ou não. Mas como vc defende uma CPI da Lei Rouanet e começa a ampliar o leque para TV Brasil, um gaiato vai questionar também a existência da Voz do Brasil (que pra mim é outra aberração), outro vai apontar uma outra coisa e por aí começa-se a perder o foco. E justamente a perda de foco vai fazer mais esta CPI acender o forno para assar mais uma pizza… E, para não me alongar nem perder o foco, prefiro não discorrer sobre seu PS mas apenas pontuar: oxalá a Lavajato seja um divisor de águas na atuação do MP. Há muita coisa, sim, para se investigar, muitos ralos por onde escoa nosso dinheiro a serem fechados. Vc está propondo uma CPI para investigar o MP? rs Até poderia ser uma boa para os nossos promotores virem a público e mostrarem o que andam fazendo por aí.
            PS: meus parabéns. Debate se faz assim, defendendo-se ponto de vista, listando fatos, expondo e criticando ideias e não criticando a pessoa que expõe ou defende uma ideia diferente da sua. Gostei.

          • rubens celso freitas barbosa disse:

            Caro Júnior, concordo que misturar TV Brasil com Lei Rouanet é ampliar o foco para um debate que não está colocado. Apenas tentei ilustrar que artistas e jornalistas que se locupletam da teta pública perdem a noção da realidade quando seus interesses estão correndo riscos. Mesmo que saibam a verdade dos fatos, defendem o indefensável. Afinal, a grana, com renúncia fiscal ou financiamento, vai deixar de cair em contas bancárias com a facilidade que acontece hoje.
            Quanto à diferença entre financiamento público e renúncia fiscal a questão é mais grave. Como você afirma, financiamento se paga de volta ou se é punido. Renuncia fiscal não. O dinheiro, que deveria ir para os cofres públicos deixa de entrar para a manutenção do custeio do Estado (hospitais, escolas, infraestrutura, etc.) e acaba na conta de um grupo de pessoas suficientemente qualificadas para ganhar o seu sem as facilidades que têm por serem famosos. Afinal, a imagem dos famosos ajuda a alavancar políticos picaretas ou não. Ajuda na propaganda. Por isso ela existe. É um crime contra os mais pobres. A Lei deve ser revista. Mas antes, os brasileiros precisam saber onde foi parar uma imensa fortuna. O dinheiro é do povo. O livrinho (a Constituição) proíbe essa fórmula para 99% dos segmentos econômicos brasileiros. Lembre-se da renúncia fiscal que Dilma autorizou às montadoras de veículos e a outros setores onde se aninhavam amigos e financiadores de campanhas eleitorais. Além de prejuízo de bilhões de reais para o país, a renúncia às montadoras e afins teve que ser aprovada pelo Congresso Nacional. Caso contrário, teria sido mais um crime, e Dilma poderia ter caído antes. E ajudou o país a cair nesse buraco sem fundo.
            Não fico ofendido quando diz que Marieta Severo era minha musa. Ela, o ex-marido e muita gente que tem algum QI (quociente de inteligência mesmo) no mundo artístico, no jornalístico e no acadêmico foram meus ídolos, sim. Mas as máscaras não são eternas.
            Com o meu PS apenas quis dizer que eu não consigo acreditar que uma andorinha faça verão. Espero que o Sérgio Moro não seja apenas mais um Joaquim Barbosa, um Don Quixote de Cervantes, que sozinho luta contra todos os demônios de seu tempo. As estruturas nacionais da Justiça Federal e do Ministério Público Federal poderiam fazer a revolução que todos esperamos e levar o país próximo do que todos nós desejamos. As pessoas querem viver em paz, sem carestia, ter saúde, educação e felicidade. À esquerda ou à direita. Isso não importa para a maioria despolitizada. O problema da esquerda é o tal do pensamento único, do partido único, da verdade única. Isso leva à ditadura. A extrema direita faz o mesmo. Partidos europeus populares tanto de esquerda como de direita levaram seus povos ao mais próximo daquilo que desejamos. Portanto, não é uma questão de ideologia. E sim, de certo ou errado. De punição a corruptos e não de proteção, como se faz aqui. E muito menos de transferir dinheiro do Estado, através de renúncia fiscal ou financiamento público aos amigos, enquanto aos adversários (ou inimigos), perseguição, aniquilação, revisão histórica.
            Moro numa cidade com aproximadamente 500 mil habitantes. Tem PF há 40 anos, MPF, Justiça Federal (com vários Juízes) e toda a estrutura para impedir coisas erradas. O silêncio dessas instituições em relação a políticos é ensurdecedor. Tem deputados (estaduais e federais), secretário estadual, senador e três ex-ministros. Por aqui, tem vereador que denuncia um tal de mensalinho (do prefeito a vereadores) há 25 anos. Vou fazer 60 e nunca ouvi um pio desse pessoal sobre o assunto. Por isso, digo que qualquer proposta de investigação, como as CPIs têm que ser incentivadas e não desacreditadas ou desestimuladas. Até porque, no caso da Lei Rouanet, são milhões de reais sem que o povo saiba onde o dinheiro foi parar. Acho que nem o Ministério da Cultura ou a Receita Federal sabem. Lembra do filme Chatô? Tá todo mundo rindo à toa.
            Mas, infelizmente, tenho que admitir que nem todas as CPIs como ficou claro no post anterior serviram ao objeto para o qual foram criadas.
            Caro Júnior, se não fosse para realizar um debate decente, com alguém normal, e sem ofensas, eu não teria nem te respondido. Aliás, como sempre faço. Obrigado pela educação e fineza.

            PS – Mas a TV Brasil é um escândalo que merece uma CPI. Antes, no entanto, teremos que construir um novo presídio. Parece que a coisa por lá é bem mais feia que a Lei Rouanet. Pior que ela, só a Telesur, do Maduro.

          • rubens celso freitas barbosa disse:

            Outra questão importante, Júnior. Todos os “financiamentos” a artistas podem ter sido legais. Ainda assim, muitos foram “imorais”.

          • Junior disse:

            Concordo!

          • rubens celso freitas barbosa disse:

            Não cabe desculpas, porque você não me ofendeu. Eu é que me cobro por ter tido tais ídolos. Era apenas uma piscina cheia de ratos. E nessa idade, eles morreram todos. No fundo, eu acredito no instituto da CPI. Quero acreditar. Preciso. Mas não creio mais nos nossos políticos. Espero que o novo ministro da Cultura, como ele próprio afirma, arrume a casa. E esse negócio das instituições utilizarem todo o dinheiro para a própria manutenção é coisa de burocrata (na maioria de esquerda). Espero que você tenha razão e as instituições judiciárias (além do MPF, que é ligado ao Executivo) transformem o país. Que os “Moros” se multipliquem, e os promotores que você citou também. No final, nossa diferença é apenas em relação a crença no resultado das CPÌs. E, tenho que admitir, você tem razão quanto a várias CPIs. Na realidade, só acho que nem todas ou todos são iguais. No fundo, é que eu preciso acreditar para continuar vivendo e acabar de criar minhas filhas. Tenho uma com apenas 12 anos. Bem…Voltarei a frequentar esse site para voltar a debater com você. Tem sido um prazer. Coxinhas e mortadelas precisam se desarmar. Por ora, grande abraço.

          • Junior disse:

            Em tese, CPIs são ótimas. O problema são as pessoas que as fazem: os políticos, em quem nem vc nem eu acreditamos. Daí minha bronca com este instrumento. Se e quando terminarmos a faxina que foi recém iniciada, talvez elas, as CPIs, voltem a funcionar como deveriam. O caminho parece ser longo, meu caro. Não esmoreça, não desanime. Talvez nem vc nem eu cheguemos a desfrutar de um país tão justo quanto gostaríamos, mas temos que deixar as coisas encaminhadas para quem vem por aí. Como essa jovenzinha que vc tem aí, por exemplo, não é verdade? Até aqui, obrigado pela paciência e pelo bate papo. A gente se cruza por aqui. Abraço!

          • Junior disse:

            Acho que lhe devo um pedido de desculpas, Rubens. Quando mencionei Marieta Severo – que admiro muito como atriz, assim como tb admiro as músicas do seu ex, Chico Buarque – não pretendia ofendê-lo de maneira alguma. Admiro ambos como artistas, o que não quer dizer que compartilho de suas posições e ideias políticas, certo? Peço desculpas se não me fiz claro anteriormente. Mas, voltando ao foco, a CPI da Lei Rouanet: claro está que há distorções no emprego da Lei. Isso a imprensa pode muito bem fazer, jogar luz nessa coisa toda, trazer a público quais projetos foram agraciados, quais foram recusados, quanto tem sido a renuncia fiscal anual, etc. Eu acho que a Lei tem que ser modificada para o Estado não faça ‘doação’ a quem não precisa (Circu du Soleil, livro de Claudia Leite, blog de Maria Bethania, etc.) mas financiamento. Mas a Lei Rouanet é o menor dos problemas do Minc. Por exemplo: o ator Flavio Galvão divulgou um número assustador no último Roda Viva, dia 23. Disse que o Minc consome cerca de 84% do seu orçamento consigo mesmo (salários, viagens, diárias, água, luz, telefone, etc.). O restante é destinado para sua finalidade, a cultura. Tem cabimento? Evidente que não, né? Mas não sei, sinceramente, se CPI é o instrumento certo para isso. Ainda mais, meu caro, com o parlamento que nós temos. Quanto à Lavajato, eu acho que esta operação será um divisor de águas. Concordo com vc qdo diz que uma andorinha só não faz verão. Mas há outros “Moros”, outros “Deltans Dallagnols”, outros “Leandros Daiellos” por aí. Começamos a faxina, Rubens. Eduardo Cunha foi afastado, daqui a pouco será cassado; mais dia, menos dia, Lula vai ser chamado pra tomar um ‘cafezinho’ em Curitiba junto com o juiz Moro; Renan Calheiros está na alça de mira e vamos limpando a área pouco a pouco. Gostaria que não demorasse tanto, mas parece que estamos num caminho sem volta.
            De novo, parabéns pela exposição de seus pontos de vista e obrigado pelo nível do debate.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via