Congresso em Foco

Deputados discutem na sessão em que a Câmara aprovou reajuste para diversas categorias de servidores federais

Planejamento subestima reajuste do funcionalismo em R$ 14,8 bilhões

14.06.2016 10:08 111

Reportagem
Publicidade

111 respostas para “Planejamento subestima reajuste do funcionalismo em R$ 14,8 bilhões”

  1. MARINEIA LEONARDO disse:

    A culpa é do povo como diz um personagem da Praça é Nossa! Porque escolhe muito mal os seus representantes,

  2. Junior Campos disse:

    Você tem toda razão. Um representante da OAB/SP, quando ficou sabendo que Joaquim Barbosa se inscreveu na Ordem, declarou: “agora ele vai ver o que é estar do outro lado do balcão”. É isso aí. Para ser juiz, a Lei deveria exigir ao menos 10 anos de efetivo exercício de advocacia. Quem não sabe o que é atender a pessoa, ouvir a pessoa, ouvir o choro da pessoa, consolar a pessoa, compartilhar do drama da pessoa, defendê-la em juízo, militar em fórum, esperar horas por audiência atrasada, ter que implorar para conseguir uma certidão quando não acham seu processo.. Quem não sabe como funciona isso não deveria nunca estar apto a julgar.

  3. Valdir disse:

    MBL???? Fala sério Roberto!
    O trabalho não era para derrubar o PT. Saia dessa postura de defensor de bandido. O trabalho é para acabarmos, ou pelo menos, diminuirmos ao máximo a corrupção, seja de que partido for!
    A Dilma já foi, agora é a vez do Cunha (já estamos quase lá), Temer, Renan, Jucá, Gleisi, Humberto Costa, Jandira Feghali (quem diria hein!), Roberto Requião, Luiz Sérgio, Aécio, Sarneys, Barbalhos, Lobãos, etc, etc, etc.
    Só me responda uma coisa: Quando o bicho pega, os governantes chamam quem para colocar ordem? E o povo elogia?
    Vou dar uma dica: O estado do Rio acabou de anunciar que pediram ajuda deles para as olimpíadas…..

  4. Juliano S. Camargo disse:

    Só esqueceram de falar que o reajuste “acima da inflação” se dá porque o governo deu ZERO de reajuste nos últimos anos, o que provocou a defasagem. E a pesquisa correta seria olhar por carreira e por poder, quem tem o salário em dia quanto aos reajustes e quem está por anos sem nada, como o Judiciário. Daí as coisas ficariam claras para todo mundo.

  5. Valdir disse:

    Duas observações:
    1 – Não disseram que estavam sem aumento há 9 anos? MENTIRA. Eu já cansei de postar aqui que os servidores do judiciário entre junho/2006 e janeiro/2015, tiveram aumento de 103%!;
    2 – Erro Técnico? Uma ova! Ação para esconder da população as falcatruas que fazem com o dinheiro público, protegendo o judiciário e em troca serem blindados. Basta ver a decisão do Teori quanto a prisão pedida pelo PGR aos caciques do PMDB!.
    O povo está “fu..do” mesmo! Estamos nas mãos de bandidos!
    FFAA JÁ! 31/07: EU VOU!

    • Ricardo disse:

      O senhor está desinformado. Antes de sair vociferando por aí a suposta mentira, seguem alguns fatos desconhecidos ou ignorados pelo senhor: a carreira dos servidores do Judiciário Federal e MPU foi reestruturada pelas Leis n° 10.475 e 10.476, ambas de 2002, prevendo também um aumento salarial parcelado até 2004, sem contemplar a inflação de 2002 a 2004. Em 2004, foi proposto novo projeto de lei de aumento salarial, após o final do parcelamento. Ocorre que esse projeto de lei somente foi aprovado em 2006. Tratam-se das Leis n° 11.415 e 11.416. Novamente, promoveu-se o parcelamento do reajuste até 2008, sem contemplar a inflação do período 2006/2008. De 2008 até 2012 não tivemos 1 real sequer de aumento. Em 2012, foi aprovado o reajuste de 15,8% para todo o funcionalismo federal, a ser parcelado até 2015 – em realidade, não foi um aumento, mas um reajuste que apenas contemplou a inflação de 2012 até o início de 2015 (o famoso empurrão com a barriga para que a Copa fosse realizada sem desgaste interno). Só que o atual projeto, que deveria valer a partir de 2015, somente vai começar a valer a partir de julho/2016, se aprovado. Não devemos esquecer que 2015 passou e teve uma inflação de quase 11%. Portanto, meu caro, fazendo as contas desde 2002, acumulamos uma perda inflacionária superior a 60% e ainda estamos perdendo com esse novo plano que vai parcelar 24% (descontando já os 11% de 2015) até 2019. Para efeito de comparação, os juízes e procuradores têm seus aumentos sem parcelamento, ano após ano, corrigidos pela inflação e com garantia de pagamento retroativo caso o projeto deles seja aprovado após o início de cada exercício. E ainda conseguiram aprovar o nefasto auxílio-moradia para todos eles no valor líquido de R$ 4.377,00 todo mês, mesmo para aqueles que têm imóvel próprio, e mais uma gratificação por substituir um colega de férias, no valor de 1/3 do salário proporcional aos dias de substituição. Esses são os verdadeiros marajás, e não os servidores que carregam os respectivos órgãos nas costas.

      • Valdir disse:

        Caro Ricardo, não sei se estou “vociferando”, apenas me basiei no que consta no site da própria justiça federal, onde podemos ver as tabelas de remuneração dos servidores e magistrados, e lá podemos verificar que sim, houve reajuste de 103% entre 2006 e 2015, conforme link abaixo. Como a lei que rege tais servidores é claro em dizer que o salário total, inclusive para efeito de aposentadoria é o somatório do salário + GAJ, isso confirma tais aumentos. Mas vou ler essas leis que você me passou para tentar entender seu ponto de vista, agradecendo seu comentário.

        http://www.cjf.jus.br/cjf/gestao-pessoas/administracao-de-rh/tabelas-de-remuneracao

        • Ricardo disse:

          Bom, vamos lá. Pelas informações que vc postou vou pinçar um exemplo. Em junho de 2006 um analista em último nível na carreira auferia R$ 7.050,00. Hoje, recebe R$ 13.218,00, já computado o vencimento + gratificação. Isso dá mais ou menos 88% de reajuste. Só que a inflação desde 2004 (uma vez que o aumento de 2006 não contemplou a inflação de 2004/2006) até 2015 já acumula 104% pelo IPCA e 112% pelo IGP-M. Isso sem falar no efeito “composto”, uma vez que a inflação é cumulativa e o período em que vc ficou sem reajuste impacta no que vc efetivamente ganha. Além disso, carreiras análogas no âmbito da Administração Pública Federal recebem hoje um salário proporcionalmente maior ao que recebiam em 2006. Por exemplo, os analistas do Judiciário Federal e MPU recebiam 85% do que recebia um analista do Senado. Hoje recebe 55%. Espero ter contribuído com alguns esclarecimentos.

          • Valdir disse:

            Obrigado. Vou tentar analisar, pois eu sou aposentado desde 2001 e minha esposa é funcionária pública. As defasagens no setor privado é muito maior. Veja que contribui por 17 anos sobre 20 salários mínimos, depois mais 22 sobre 10 salários mínimos e hoje meu benefício não chega a 4 salários mínimos. Creio que isso é muito mais danoso. Mas no outro comentário que te enviei (já vi sua resposta), a tabela mostra naquele cargo específico, um acréscimo de 218% entre 06/2006 a 01/2014, e veja que ainda, em via de regra, os acréscimo são semestrais, enquanto o setor privado é anual sempre. Concordas que fica difícil para um cidadão, considerando a pouca cultura do povo, aceitar/compreender quando se anuncia na mídia que o Congresso aprovou um aumento de 41%, enquanto o povo está passando necessidades, sem saúde, educação e segurança?
            Fica difícil quando um aposentado, que nem a inflação recebe, escuta o governo dizer que não pode dar 1% de aumento real porque vai ter um impacto em 5 anos de 29 bilhões, mas concede ao servidor um aumento que vai dar um impacto de 67 bilhões em 3 anos?
            Mas obrigado pelo esclarecimento. Vou me debruçar nesse seu cometário para tentar entender. Grande abraço.

          • Valdir disse:

            Editei a resposta, pois ao substituir uma palavra ficou um “a” na palavra “debruçar”.

      • Valdir disse:

        Caro Ricardo, veja essa tabela que montei a partir do site do próprio judiciário (RH). No exemplo desse cargo, mostra uma variação de 218% entre 06/2006 e 01/2014. Como encaixar no discurso de 9 anos sem aumento? Como o povo pode entender isso? Esses valores estão corretos, ou o que consta no site do judiciário está errado? A última coluna é o total que conta inclusive para a aposentadoria.
        Grato.

        • Ricardo disse:

          A tabela está equivocada. O analista C-15 (atual C-13 por conta da reestruturação ocorrida em 2012), tinha um vencimento de R$ 3.495,61 + 30% em junho de 2002(!), totalizando R$ 4.543,50. E essa variação a que o Sr. se refere não é de 218%, uma vez que em junho de 2006 a janeiro de 2014 a variação foi de algo próximo a 85% (R$ 6596,97 * 1.85 = R$ 12.204)

  6. MEIO KILO disse:

    Cambada de filhos da puta! O primeiro ato desse filho da puta foi aumentar os salários. Desgraçado, mentiroso. A população é obrigada a vivewr com salario de 880,00, mas esses corruptos pra sobreviver precisam de 100.000,00. Cambada de ladrões corruptos.

  7. Andrei e Julyeth Bergamo disse:

    Tratam o servidor público como o vilão da história.

    O concurso está lá pra todos. Não é justo crucificar o cidadão pq ele passou.

    Servidor, na sua grande maioria é pai de família, trabalhador como qualquer outro. Essa coisa de marajá ou parasita é comentário de quem quer um cargo público mas não consegue.

    Se dessem um cargo pra esse pessoal queria ver um continuando a defender o arrocho salarial.

  8. Emilio Pastore disse:

    Estamos beeeeeem de planejamento hein… Grandes funcionários públicos, que não podem ser demitidos nem por incompetência. Estamos MUITO de planejamento.

  9. Junior Campos disse:

    Engraçado que os TRTs do país estão todos reduzindo horários… Além de reduzir horários ainda aumentam os salários?

  10. Junior Campos disse:

    Impressionante como o corporativismo impera neste país. O país afundado em recessão e deficit, e eles dando aumento para pessoas que já ganham muito acima de um trabalhador em cargo semelhante na iniciativa privada, sem ter qualquer compromisso com produtividade.

  11. L RICARDO disse:

    O que nenhum veículo de comunicação divulga são os valores perdidos com as renúncias e favores fiscais que o governo concede, porque muitos desses veículos, quiçá todos, devem ser beneficiados por essas “benesses” fiscais… Para não serem notados, jogam a opinião pública contra os servidores, muitos dos quais estão aguardando mera reposição inflacionária há mais de nove anos… Lamentável.

    • Eduardo Ferreira Pitsch disse:

      tadinhos, ha mais de 9 anos sem aumento no salário absurdamente alto

    • Frytz disse:

      Renuncia fiscal KKKKKKK Piada, a unica coisa que o governo faz com “renuncia fiscal” é remover uma pedra e deixar a economia correr. Só na enganação de IPI reduzido o governo arrecadou mais de 30X em IPVA, seguro obrigatório e licenciamento. Tudo para bancar departamentos públicos sem função. Renuncia fiscal no Brasil é piada

  12. luis mota disse:

    Agora pergunto: De onde vão conseguir esse dinheiro extra? Da Educação e da Saúde? Ou da Previdência? Tudo para garantir a felicidades dos servidores do judiciário…

    • Junior Campos disse:

      Num país onde um milhão de servidores inativos recebem o mesmo que 25 milhões de aposentados da iniciativa privada, e só se fala em reforma da previdência destes últimos, o que você acha?

  13. Zehro disse:

    essa pedaladas ops erro técnico maravilhosos….

  14. Hugo disse:

    Uma coisa é você errar o cadastro de um cliente de uma empresa privada, e com isso perder uma venda. Outra coisa é você errar o julgamento de um processo que pode ferrar a vida inteira de uma pessoa. Quem trabalha no Judiciário deve ter um salário valorizado SIM, à altura da responsabilidade que carrega. Os maus servidores são resquícios dos anos pré Constituição de 1988, que entraram sem concursos. Esses parasitas antigos já estão quase todos aposentados, e os novatos estão arcando com toda a responsabilidade do trabalho, e ao mesmo tempo com a má fama vinda por parte do povão, alimentada pela mídia. Eu apoio os reajustes para o Judiciário. Tanto mais que reajuste é capital de giro, é dinheiro circulando na praça e ajudando a quem presta serviços (donos de restaurante, cabeleireiros, e demais profissionais liberais). Servidor público é excelente gastador. Melhor do que investir em obras que vão ser superfaturadas e engordar bolso de alguns poucos ricaços.

    • Junior Campos disse:

      Mas quem julga é o Juiz. O problema não é o juiz ganhar R$25mil, é oficial de justiça e servidor de secretaria ganhando R$ 30mil por mês para bater carimbo de numeração da página, sendo que quando você vais nas secretarias do interior, é só o estagiário e o adhoc da prefeitura quem trabalham.

  15. Igor Ivan disse:

    Impeachment nesse governo por incompetência. Fora a corrupção, que todos já tinham conhecimento.

  16. Vaguiner Rocha disse:

    Ninguém fala do impacto que o auxílio moradia dos juízes da no governo. E aí que moram as cobras

  17. Rodrigo disse:

    Nada mais justo conceder esse reajuste! Quem for da iniciativa privada e que acha um absurdo que estude o suficiente para ser servidor público. Ou se acha uma grande injustiça com o país, e só mudar para a Cuba.

  18. Vamos conseguir disse:

    Isso que é erro técnico hein… Faz o Dunga parecer um anão de conto de fadas…

  19. Wilhelm Ikspel disse:

    O que se deprende dessa notícia e de muitas outras recentes é simplemente o seguinte: tem uma palavra que absolutamente não faz parte do vocabulário brasileiro, talvez pelo parco domínio da matemática: PLANEJAMENTO! Haja burrice!!!!!

  20. JEFMIP disse:

    Demitam esses incompetentes. Governo que se preste não admite erros desse tamanho.

  21. Alexandre Luiz disse:

    O nosso Planejamento não sabe fazer contas. Só faltava essa..

  22. Roger Br disse:

    Na realidade,119 bilhões a mais pra quem trabalha 44 horas por semana pagar!

    • Ricardo disse:

      Engraçado… não sabia que os servidores públicos deixavam de pagar imposto de renda, ipim icms, pis, cide…

      • L RICARDO disse:

        Ricardo, nem perco meu tempo… Vc pode analisar: a matéria é incompleta e as críticas, a grande maioria, demonstram ser por desconhecimento ou por frustração. Meramente falar por falar… Algumas pessoas, em vez de buscar sua valorização profissional, preferem desvalorizar as demais. Valeu!!!

      • Frytz disse:

        Servidor publico é como um moto continuo, paga impostos mas não gera mais do que consome.

        • Juliano S. Camargo disse:

          Não tem como estar mais errado que isso, eu mesmo trabalho num cartório de execuções fiscais que gera num ano uns 100 milhões de reais em impostos não pagos que voltam para o governo. Informação é tudo.

          • Frytz disse:

            Impostos esses que em muitos casos tem uma desculpa de existir mas na realidade são criações para cobrir rombos e aumentar a arrecadação. IPTU é um dos exemplos, a atualização de valores de venda do imóvel geram um aumento na arrecadação imediata, oneram o proprietário do imóvel mesmo sem a venda. Aqui levanto a moralidade de alguns impostos e taxas. Taxas de licenciamento ambiental é um bom exemplo, são absurdamente caras, e não tem retorno algum, elas existem simplesmente por existir. Sou consultor meu amigo, eu auxilio empresas a resolverem pendencias e superar dificuldades, hoje atendi uma oficina mecânica que o proprietário vai vender o carro para pagar o licenciamento ambiental e o funcionario da prefeitura que fez o alvara não teve nem a capacidade de medir o local, deixou o alvara sem área. Obrigatório ter a área no alvara.

          • Frytz disse:

            deixa eu complementar minha linha de raciocínio. analisadas individualmente as funções de cada um, é obvio que todos tem o suporte da lei, afinal estão somente cumprindo o seu dever, passaram na prova. Minha indignação é baseada na analise global dos serviços e do comportamento dos servidores. Você por sua vez diz que seu departamento “devolve” aos cofres 100 milhões por ano e eu me pergunto, esse dinheiro é proveniente de uma cobrança justa ou é mais uma das dezenas de impostos imorais que tem suas alíquotas aumentadas para cobrir rombos. É obvio que perante a lei o estado sempre terá razão, afinal é sempre para um bem maior, mas pode notar que a função primordial nunca é alcançada. A população cansou, milhões de pessoas vivem as margens da dignidade porque tem que carregar o estado nas costas. É o mesmo caso do carrasco, não é dever dele julgar, só cortar a cabeça. Infelizmente as pessoas não conseguem ou não querem ver a imoralidade.

  23. Leandro Santos disse:

    E a imprensa estão muito preocupada com o reajuste dos servidores públicos, e para esse ataque nivelam todo mundo por cima, são capazes de comparar todos com a situação dos ministros do STF e demais magistrados, categoria privilegiada que constantemente tem aumentos ‘reais’. Ora, dizer que certas categorias estão há 10 anos sem reajuste, cuja inflação neste período foi por volta de uns 70%, isso não publicam!! Todos neste país precisam dos serviços públicos, mas são raros os que defendem os que trabalham para servir bem ao povo!

  24. Lady Hawk disse:

    adivinha de que conta vai sair esse erro técnico? da conta da previdência….

  25. Willian Bastos disse:

    Pequeno erro , imagine se fosse grande ! Agora a pergunta : Quem vai pagar esse pequeno Erro ? Advinhem quem ? Os Incompetentes cidadaos Brasileiros , que nao sabem votar !!!

  26. Eme Mauricio disse:

    Como pode um orçamento ter um erro de 14,8 bilhões de reais, por ai podemos ver a qualificação e capacitação dos funcionários do ministério. É por esta e por outras que sou favorável ao serviço público não ter a estabilidade que tem, se fosse na iniciativa privada, todos estariam na rua.

  27. Félix Ntui disse:

    Quiseram mais uma vez enganar o povo com dados maquiados,como acredito eu os dados do rombo nas contas da união 170,erro de timing de 14bi, faz me rir,os servidores merecem sem dúvida o aumento mas o momento é inoportuno, é como comprar ar condicionado no Alasca, ou comprar fogão 8 bocas sem ter nem arroz – feijão em casa. Tem que resolver problemas começando pelos vitais, depois o importantes. Caso contrário não serve para o país, pois ou não sabem de nada ou são corruptos ou está lá como pau mandado. Em meio a maior e pior crise econômica e política do país, desemprego galopante, inflação, não é o momento pode esperar que ninguém destes morre de fome,ou são só um bando de gananciosos que não dão a mínima para a situação atual do país, Repito merecem como qualquer servidor mas não momento d fazer é o errado.

    • Andre Savioli disse:

      Depende de quais servidores ne? Quem ganha salario próximo do mínimo como professores e policiais sim. Agora nego que ganha 15 pau por mês não precisa de aumento não. Da pra viver MUITO BEM com 15 mil no Brasil. É considerado rico

      • Félix Ntui disse:

        Você tem razão nisso

      • Ricardo disse:

        Até aceito que eu não tenha reposição salarial. Desde que o preço do transporte público retorne ao patamar de 2006, que os preços dos automóveis retornem aos patamares de 2006, que o salário mínimo retorne ao patamar de 2006, que o preço dos alimentos, dos produtos de limpeza e dos combustíveis retornem aos patamares de 2006, que as mensalidades escolares e as taxas de condomínio retornem aos patamares de 2006, que as tarifas dos serviços de água, luz e telefone retornem aos patamares de 2006, que o preço dos serviços retornem aos patamares de 2006 e que o salário dos engenheiros, arquitetos, médicos, professores, bancários, administradores, economistas, jornalistas, analistas, políticos, juízes, procuradores, promotores, auditores, gerentes, supervisores, diretores, enfermeiros, secretários, atendentes, nutricionistas, fisioterapeutas, biólogos, artistas, agrônomos, veterinários, comerciantes e antropólogos retornem aos patamares de 2006. Pois desde 2006 que nós, servidores do Ministério Público Federal, estamos com os nossos salários defasados.

        • Frytz disse:

          Para isso acontecer, não apoie um governo que gosta de governo inchado. Tudo no governo é GASTO e não gera riqueza. Servidor publico é funcionário de uma empresa que não visa lucro, só despesas. Quem banca é a iniciativa privada que ainda tem deficit na previdência porque a aposentadoria de milhares de servidores é integral enquanto a população tem teto. É injusto com a população e total conveniência dos servidores que só fazem greve para aumento.

          • Ricardo disse:

            Não se esqueça que os servidores federais não ganham nada do INSS, pois estão submetidos a regime próprio de previdência. E não estamos de fato submetidos a teto. Porém, contribuímos também com valores que não estão limitados a teto (contribuímos com 11% em cima do salário integral, diferentemente da iniciativa privada, que contribui com 11% em cima do teto). Por fim, mesmo aposentados, continuamos a contribuir com 11% em cima da diferença do nosso benefício com o teto do INSS, coisa que não acontece na iniciativa privada. Portanto, vamos com calma ao dizer que algo é injusto. E quanto ao seu comentário anterior, também não se esqueça que, assim como você e o resto da população, não vivemos numa bolha. Nós servidores também moramos em condomínio fechado por razões de segurança, pagamos plano de saúde e escola particular e nossos automóveis também se desgastam da mesma forma. Estamos submetidos, portanto, às mesmas condições de vida. Além disso, não se esqueça que apesar de aparentemente não “gerarmos” riqueza, uma vez que somos, essencialmente, prestadores de um relevante serviço público que serve a todos indistintamente, nós estamos por trás dos infindáveis processos judiciais e extrajudiciais que tratam do ressarcimento ao erário de valores desviados por corrupção, recuperação de ativos desviados para o exterior, cobrança de dívidas, execuções fiscais, etc. Não preciso dizer que tais valores, que ultrapassam a casa dos bilhões todo ano, retornam aos cofres públicos para serem utilizados em favor de todos (ou pelo menos deveriam). Por fim, também arrecadamos custas, multas e demais taxas que servem para auto-custear a máquina administrativa.

        • Frytz disse:

          Complementando o meu comentário, eu aceito pagar o seu reajuste se eu nao precisar mais morar em condominio fechado por segurança, não precisar mais pagar plano de saúde e nem escola particular. Assim, o meu imposto terá função e os custos das coisas serão menores pois as empresas conseguirao praticar preços menores. Por conta do péssimo serviço publico, os custos são altissimos, os EUA um carro não troca nada da suspensao, aqui no Brasil é todo ano, pneus furados, seguro opcional, vidros quebrados, tudo dinheiro jogado fora. Alem disso, temos que sustentar 10 milhoes de funcionarios que vivem reclamando de condições de trabalho, estao sempre com discurso de luta e não sei porque não existe resultado no trabalho deles. São uns choroes, crianças mimadas que cruzam os braços até conseguir o que querem, mas não os primeiros a gritarem por direitos e os ultimos a assumirem os deveres.

      • Junior Campos disse:

        Você tem razão. E quem são os servidores que estão tendo aumento? Qual porcentagem disso são policiais e professores? 5%? 10%?

  28. Janaina Mihla disse:

    só 16? pufff… é só acabar com mais investimento em ensino, ciencia e tecnologia. Afinal, em terra de futebol, samba, papa e maria. Quem precisa de esino, ciencia e tecnologia?

  29. zemané disse:

    É inacreditável que os órgãos técnicos do governo saibam menos que um jornal bem informado, que aliás está de parabéns. Alguém será demitido? Ninguém.

  30. Carlos Tramontina disse:

    Vocês imaginam este erro fosse no governo Dilma?
    Estaria na primeira página dos jornais, definindo como crime de responsabilidade, incompetência, etc…
    Agora, mal e mal sai em algum blog…

  31. Ricardo Lucas disse:

    Espero que não seja aprovado, o país na maior crise e reajustes destes? O setor privado está a fazer cortes violentos, o setor publico não pode fingir que nada está acontecendo.

  32. Observador disse:

    Se eu chegar no meu chefe e dizer que passei um orçamento errado para o cliente de que ao invés de R$ 52 mil reais o orçamento deveria ser de R$ 64 mil, adivinha o que aconteceria? Pois é.

  33. Honneur Monção disse:

    Valor Econômico também precisa refazer seus cálculos… Deem uma olhadinha nas datas de efetiva vigência dos aumentos concedidos a partir de 2016…

  34. Rory Silva disse:

    Dinheiro de cafezinho!

  35. Arthur Brito disse:

    Roubam, roubam e sempre colocam a culpa do poço sem fundo no salário do funcionalismo. Tem que acabar é com a mordomia dos políticos.

  36. S é r g i o disse:

    ” Antigamente ” chamavam isso de pedalada…

    • Lyz Zyl disse:

      NUNCA FOI PQ PEDALADA é usar dinheiro diverso do legal pra manter beneficio social sem ter dinheiro pra isto, exatamente o que dilma fez, surrupiou rendas da CEF p/ manter Bolsa para continuar com r seus canalhas votantes.Caixa deveria ser mero intermediário – ou seja, uma prestadora de serviços que usa de sua rede de agências para distribuir (pagar)benefícios financiados com recursos do governo depositados em uma conta específica. Mas, com esses longos e robustos atrasos, ela precisou usar receitas próprias pra pagar em dia essas despesas primárias da União com gastos sociais. Esse ciclo é o que caracteriza o financiamento ilegal – a “pedalada fiscal”.

    • Roger Lima disse:

      Ãããhhh!!! Isso nunca foi pedalada.. pedalada era pegar dinheiro da caixa emprestado e não pagar..

  37. Anomérico Silva disse:

    Absurdo. Eleições já, para todos, e sem reeleição.

  38. DARKEST HOUR disse:

    Antes tínhamos um bando de chimpanzés pilotando o 747 (brasil), agora parece que temos gênios com QI abaixo de 60 em substituição.

  39. DARKEST HOUR disse:

    Tenho uma boa idéia ao Sr. Calferr. Peça exoneração de seu sofrido e defasado cargo público (parasita) e vá trabalhar na fácil e tranquila iniciativa privada, onde todos os anos tem aumento de salário e você pode planejar sua vida pelos próximos 35 anos sem susto e ainda ter direito ao FGTS.

    • Calferr disse:

      Deixa de ser idiota. em nenhum momento eu reclamei, apenas esclareci pontos que a reportagem não expõe. Se vc não tem civilidade para debater um assunto sério, nem deveria aparecer neste fórum.

      • Frytz disse:

        Eu concordo com o amigo acima pelo simples fato de estarmos aqui debatendo sobre uma correção da inflação sem avaliar os motivos da mesma. Minha opinião é que os salários dos servidores já são muito acima da média de mercado, os riscos de perda do rendimento estão próximos de zero e são uma classe privilegiada pois não sofrem consequências dos próprios atos, como exemplo o péssimo serviço prestado a população, influenciando inclusive a própria inflação. Muito fácil exigir direitos sem ter responsabilidade alguma sobre isso. Não são diferentes dos políticos.

      • Olavo morett disse:

        e isso ai CALFERR sem contar que o judiciario esta a 9 anos quase 10 sem ganhar aumento , ai os pessoas reclaman quanto o aumento vem acima da inflação. Isso a midia nao esclarece para a população , olha eles estao recebendo esse aumento por que estao sem reposição salarial a varios anos .
        o que tem que acabar sao as mordomias as vantagem os auxilios e principalmente a corupção .

        • Junior Campos disse:

          Pra que aumento? Já não bastam anuênios, quinquênios, apostilamentos, comissões e afins?

          • Olavo morett disse:

            Bom dia ,JUNIOR , acho que voce deve saber que para os novos funcionarios publicos , isso tudo ai que voce escreveu nao existe mais , se nao sabe das coisas nao fique falando besteira , isso existiu a decadas atras , agora nao mais . depois do collor e do FHC acabou a mamata .

          • Junior Campos disse:

            E por acaso os servidores (que são muitos, quiça a maioria) que ainda possuem esses benefícios e outros vão ficar de fora do aumento? Lógico que não. Então pense melhor e preste mais atenção no que ler antes de chamar de besteira.

          • Olavo morett disse:

            Beleza junior , pela quantidade de servidores novos e pelos servidores que nao tem nenhum beneficio , essa parcela de que voce fala nao chega aos 15% do total de servidores .
            ok.

            fica pra proxima.

      • Doge disse:

        Quando uma pessoa acha que ganha pouco na iniciativa privada ela sai, os servidores deveriam fazer o mesmo ou então prestar concurso pra outra área mais rentável.

        • LLace disse:

          Ah Doge, vamos relevar esse aumento vai.. Aliás, nunca vi um trabalho tão cansativo, como esses do servidores públicos.. qualquer coisa errada que eles fizerem, já é olho da rua.. Já estão de pé das 7 da manhã até 7 da noite.. Chegam em casa já pensando na empresa.. no chefe. Enfim, um trabalho duro, é claro, não é atoa, que estamos vendo o resultado disso, quando precisamos deles! Nos servem direitinho! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • Doge disse:

            Só pela estabilidade no trabalho faz por sí só eles terem grandes privilégios.

          • LLace disse:

            Por isso a ironia.. Qualquer coisa errada.. “olho da rua”. kkkk

          • Sergio disse:

            Sabe quem é o maior beneficiado com o salário baixo do servidor público? É o empresário desonesto, que está sempre pronto a complementar o salário em troca de “alguma ajudinha” em seus negócios. Para saber se um servidor é honesto ou não, pergunte se ele está preocupado com seu salário. E quanto à estabilidade, ela não é absoluta. Na legislação está prevista a demissão por insuficiência de desempenho. E a única forma de ingresso é o concurso púbico (todos na base de 200 candidatos por vaga ou mais).

          • Frytz disse:

            KKKK Auxiliar tecnico trabalhando na biblioteca de universidade com salario de 3.5k reais KKKK Coitado desse cidadão, fez concurso para nivel médio, ganha 3 paus e meio e nao consegue pagar as contas? Por favor…….. A estabilidade nao é absoluta, mas nao vejo nenhum NENHUM serviço publico funcionar. Todo lugar que o governo poe a mão vira festa, até as telecons que sao privadas e amiguinhas do governo são sem vergonha.

          • Frytz disse:

            nunca se esqueça que o dinheiro que o governo arrecada é 100% proveniente da geração de riquezas da iniciativa privada. É imoral você falar que quem estiver insatisfeito que estude, como se as pessoas que trabalham na iniciativa privada não tivesses estudo. Todos os serviços públicos são uma vergonha, escolas, hospitais, detrans entre outros milhares de cabides de burocratas que criam dificuldades para vender facilidade. Seu feijão e arroz do supermercado não chega lá se não existir uma cadeia de trabalhadores que alem de exercer a atividade que realmente agrega valor, ainda tem que cuidar de absurdos criados por pessoas sem noção que passaram em concurso e só conseguem fazer c4g4das. Você acha imoral demitir funcionario publico por fraude em ponto e insuficiência de desempenho? Como podemos tornar os processos públicos ágeis e sem propinas? 99% das empresas no Brasil são micro e pequenas, essas empresas sempre estão na corda bamba, se elas cairem o estado cai e isso já está acontecendo. Portanto, direta ou indiretamente você e sua mentalidade pequena e conveniente está agindo da mesma forma que os politicos, levantou a mão e gritou “não é comigo, não tenho nada haver com isso”

          • Junior Campos disse:

            Aqui na minha cidade um servidor com mais de cem faltas injustificadas num ano teve a sua demissão revertida pela Justiça. Essa história de demissão por insuficiência de desempenho é lenda. Nunca vi uma que tenha se efetivado de verdade e que a justiça não reverteu.

          • Junior Campos disse:

            Essa é boa. Quando alguém vem falando que quem aceita propina é porque recebe pouco, você sabe que não precisa de argumentos para “vencer” a discussão. A visão de ética dessa pessoa fala por si só.

      • DARKEST HOUR disse:

        Você me chama de idiota e eu que não tenho civilidade ?. Seu energúmeno parasita. O assunto é muito mais sério do que a sua visãozinha de funcionário público pode perceber.

    • Roger Lima disse:

      Você também poderia estudar e virar servidor público se não está satisfeito com seus reajustes anuais, planejar sua vida e seu FGTS. Estudar é ruim não??

      • LLace disse:

        kkkkkkkkkkkkkk por que esse mesmo papinho medíocre? Já pensou se todo mundo resolve largar a iniciativa privada? Aliás, você acha que um País vive somente de funcionários públicos? Discursinho comunista esse seu em.. Estado Minimo já!

      • Junior Campos disse:

        Muita gente não pode estudar porque precisa trabalhar na iniciativa privada, e isso é cansativo, não tem estabilidade, você precisa todo dia fazer por merecer.

      • DARKEST HOUR disse:

        Você acha que eu deveria estudar mais do já estudei, sendo formado, pós-graduado, MBA e com mestrado e falando três idiomas e inúmeros cursos de especialização e aprimoramento ?. Sim, até poderia, mas a questão não é só essa, a questão é que sempre fui movido pelos desafios e a sensação de ser produtivo e capaz de agregar e gerar valor aos negócios aos quais me dediquei. Portanto sr. Roger Lima, não subestime a capacidade das pessoas e não as meça pela sua régua “curtinha” e canhestra.

    • LLace disse:

      Concordo com você. É cada um.. Se ele soubesse como é trabalhar na iniciativa privada não falaria essas asneiras. É ridículo como o servidor publico brasileiro ganha bem enquanto isso, o pessoal da iniciativa privada.. Bom, preciso nem comentar. Mas valeu a pena você fazer esse convite a ele, mas será que ele vai aceitar? Além do mais, você já percebeu como é o discurso dos servidores públicos? Por que você não estuda pra passar na provinha?

      • Bento Sartori de Camargo disse:

        Com certeza para ele não ficar “choramingando depois”. Na iniciativa privada o bom profissional dificilmente é dispensado e se for, não é difícil nova colocação, afinal na iniciativa privada não há espaço para incompetência e ausência de criatividade e produtividade que pode chamar tudo isso também de meritocracia.

    • Bento Sartori de Camargo disse:

      Boa DARKEST HOUR!.

  40. Magno Barbosa disse:

    Sou servidor público e acho que não é o momento certo para reajustes. Na verdade, não são nem reajustes são correções que não estão contemplando nem a inflação do último ano. Agora, dar reajustes diferenciados, isso não acho certo. TODOS somos servidores, independentemente se do Legislativo, Judiciário ou Executivo. Tem que ser assim, ou para todos ou para ninguem.

  41. Calferr disse:

    Reitero que os reajustes estão abaixo da inflação do período. Teoricamente os reajustes deveriam ser implementados a partir de jan/16 (e não ago/16), oras se o IPCA anual fechando em jan (de jan/15 a jan/16) dá 10,67% percebe-se que mesmo que fosse implantado em jan já acumularia defasagem para os servidores, perda agravada se considerarmos que a aplicação será a partir de agosto. A reportagem ao tratar os n°s brutos alegando alta de 9,7% de impacto na folha de um ano para o outro, além de “apagar” o período de defasagem já exposto acima, também imagina que não haverá aumento no número de servidores, o que não procede.

    • Maxuell Smartt Gomes disse:

      No final a imprensa responsabiliza os servidores (e seus salários) por tudo que está ruim na economia.

    • Leonardo Bueno disse:

      Reitero que o sistema judiciário do Brasil é o mais caro DO MUNDO (relação custo/PIB), que os salários do judiciário são um dos mais caros DO MUNDO (relação rendimentos/salário mínimo), e que servidores justificarem reposição inflacionária em uma das maiores crises da história recente do país, enquanto programas sociais são talhados, é uma das maiores hipocrisias DO MUNDO.

  42. Gilson disse:

    Os caras só fazem isso da vida, refazem o orçamento e dão uma bola fora destas….serviço público prestado ao povo = ZERO.

    • Bento Sartori de Camargo disse:

      Exato Gilson, a parte lamentável é que esse mesmo POVO foi quem colocou esses caras lá, começando no município, no estado e finalmente em Brasília. Estamos longe, mas muito longe de uma “verdadeira democracia”. Só quando essa equação for invertida, ou seja: que a maioria sejam eleitores esclarecidos politicamente, taxa quase zero de eleitor corrupto e totalmente independente de “favores” de políticos, começaremos a caminhar rumo ao pleno desenvolvimento para uma potência mundial.

  43. Roberto Galluzzi Jr. disse:

    Tô falando… o Brasil NÃO DEU CERTO. Simples assim. Passa régua e começa tudo de novo.

    • Junior Campos disse:

      Tem toda razão. E olha que já teve quem deu a solução há mais de 30 anos: A solução é alugar o Brasil.

      • Roberto Galluzzi Jr. disse:

        KKKKkkkk…. nós não vamos pagar nada!!! Grande Raul!!!! Devolve pra Portugal, a gente paga 10% de taxa de administração (bem menos que as comissões atuais) e passa a receber em EURO e fazer parte da Comunidade Européia. Que tal?

  44. Luciana disse:

    O Congresso Nacional esta avaliando este aumento há quanto tempo? É impressão a minha ou isso virou instrumento de chantagem do Legislativo para o Executivo? As famosas pautas bombas….

  45. Marcello Castellani disse:

    A inflação desse ano dificilmente ficará abaixo de 9,5%.

  46. Vinícius Cavalcanti disse:

    erro tecnico> vamo tenta enganar o povo..se enrolirem melhor
    mas ora…isso eh um aumento de quase 28.5%, o que eh MUITO! esse aumento nao deveria ser revisto? e talvez ate cancelado?
    errar em no MAXIMO 10% eh ate toleravel em algumas coisas…um erro perto de 30% eh grotesco demais! mostra incompetência e canalhisse

  47. Ariovaldo disse:

    Tá no mesmo caminho de Dilma??? Maquiando informações da população???

  48. Claudio Gonzalez disse:

    O que esperar de um governo que não sabe nem fazer contas e erra em quase 15 bilhões o impacto de uma medida que ele mesmo apoiou?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via