Congresso em Foco

Votação da reforma da previdência deve tomar toda a quarta-feira. Michel Jesus/ Câmara dos Deputados[/fotografo]

Maia liderou acordo que viabilizou aprovar MP 870 para não inflar manifestações de domingo

23.05.2019 16:17 10

Reportagem Em
Publicidade

10 respostas para “Maia liderou acordo que viabilizou aprovar MP 870 para não inflar manifestações de domingo”

  1. Edival Medeiros disse:

    Com tristeza percebo o Congresso em Foco se alinhando à mídia comprada na tentativa de vincular as manifestações programadas para domingo próximo como um simples ato de apoio ao presidente e a um pedido de fechamento do STF, quando os maiores objetivos das manifestações é o combate à corrupção e ao saneamento da economia.
    O carro chefe das principais medidas necessárias á consecução desses objetivos está personificado no pacote anticrime do ministro Sergio Moro e na proposta de reforma da previdência do ministro Paulo Guedes.
    Dito isso, como aceitar que a mídia possa externar seu apoio à reforma da previdência enquanto deixa em segundo plano o pacote anticrime e tente por todos os meios camuflar a figura do presidente que é sem qualquer sombra de duvida o tutor dessas medidas?

  2. A PRIMEIRA-MINISTRA BRITÂNICA THERESA MAY NÃO RESISTIU A PRESSÃO E PEDIU DEMISSÃO.
    Finalmente a primeira-ministra britânica Theresa May pediu demissão, depois de uma última tentativa de aprovar no Parlamento o acordo sobre o Brexit acertado com a União Europeia. Interessante que a mesma pressão o presidente Jair Bolsonaro sofreu aqui no Brasil, mas como ele sangue milico nas veias e uma característica de um militar e resistir a seu inimigo, não conseguiram fazer o presidente Jair Bolsonaro desistir, para o bem do Brasil, até porque, se o presidente Jair Bolsonaro desistisse, iria voltar todas as sujeiras da era petista no poder, ou seja, a corrupções, falcatruas e desvios do dinheiro público, mas mais uma vez o presidente Jair Bolsonaro nos livrou. https://uploads.disquscdn.com/images/e52be700822b8f2fbae5da056e8d0ed4aedfd3446ae8fae12719af991ab469ba.png

  3. Fabio Martins disse:

    Qual o interesse de limitar a ação de um auditor da receita federal ?
    Acaso não é esse profissional, representante da Fazenda Nacional que,
    como o próprio cargo denomina, audita eventuais irregularidades nos
    dados ? Quem perde nesse embate não é o ministro Moro, nem o Presidente.
    Perde o Brasil e o povo, como sempre, que não consegue aplicar regras e
    dispositivos para acabar com esse câncer da sociedade chamado
    corrupção. Deputado não deve votar para o bem-estar de seu partido, para
    ter cargo num órgão de orçamento recheado, muito menos a troco de
    status. Deve votar por causas nobres que fortaleçam o país e o povo que
    os colocou no Congresso. Mas, isso é pura divagação e utopia.

  4. Alberto Garcia Filho disse:

    Esse canalha vagabundo pensa que com isso irá arrefecer o ímpeto da população brasileira que presta e tem vergonha na cara. Não iremos sossegar enquanto esse pulha não se mexer para aprovar o projeto do Juiz Moro e o da previdência do Ministro Paulo Guedes.

  5. Marcelo Gomes disse:

    a situação do centrão ficou muito difícil. agora que a ficha caiu que a força do Bolsonaro nas redes sociais e nas forças armadas é fortíssima

  6. Pacificattore disse:

    Nhonho Kgão!
    Não adianta agora querer dar uma de bonzinho…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via