Congresso em Foco

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ)

Maia é irresponsável e mostra desconhecimento ao atacar Justiça do Trabalho, dizem juízes

09.03.2017 13:09 57

Reportagem Em

57 respostas para “Maia é irresponsável e mostra desconhecimento ao atacar Justiça do Trabalho, dizem juízes”

  1. Arturo Gal disse:

    Idiotas e canalhas da politica do Brasil, uma vergonha, chega a dar nojo ! Deveria ser expulso e cassado no congresso, ebm como outros, se houvesse homens de verdade na politica Brasileira!!!

  2. ANTONIO RIBEIRO disse:

    No mundo há vários países com a Justiça Obreira Especializada. Destaco alguns da União Européia, incluindo a Grã-Bretanha. São eles a Alemanha, a Bélgica, a Dinamarca, a Espanha e a Grã-Bretanha. O genro do genro do genro do genro não entende do assunto. Ou se faz de desentendido. Fora!!!

  3. Webster Araujo disse:

    Robrigo Maia você crítica a Justiça do trabalho , por que é a única justiça que não se corrompe e mais é a única que funciona justamente como a justiça deveria ser, ao contrário de você e dos seus comparsas

  4. Luciano Saraiva disse:

    Tinha que ser esse repugnante, esse povo carioca tem que levar ferro mesmo, eleger um animal desse.

  5. Antonio Carlos Bucci disse:

    Se eu fosse um deputadozinho com esse Maia e tivesse as regalias como ele tem,ótimo salario, verbas de gabinete, funcionarios a seu dispor, eu não precisaria da Just. do Trabalho…Hipócrita…

  6. Antonio Carlos Kerber Pinho disse:

    Esses juízes estão apenas defendendo seus salários. É o corporativismo agindo forte. Se vc ganha R4 30.000 por mês não vai lutar pela manutenção do seu cargo??? Não estão defendendo a sociedade. Estão defendendo suas mordomias, a sociedade que se exploda.

  7. Claudio Irineu Pelarin disse:

    O idiota ainda nem se deu conta que a grande maioria de seus eleitores são trabalhadores, ou acha mesmo que os trabalhadores são trouxas o bastante, pra esquecer essa canalhice nas próximas eleições. Este nunca mais se elege. Espero!!

  8. Edimilson Eufrásio disse:

    É uma vergonha essa Justiça do Trabalho
    do Brasil! Esses juízes deveriam trabalhar mais e ter menos regalias. Dizem que defendem o trabalhador, mas na verdade estão acabando com a classe patronal.
    Ganham mais que o presidente da República, tem 60 dias de férias anuais e trabalham só depois do almoço. É uma vergonha!

    • Edimilson Eufrásio disse:

      Além do abuso de autoridade, temos que acabar com as regalias de juízes e promotores, delegados etc. Os corruptos devem ser penalizados com a perda da função e de seus vencimentos, como é na classe política.

  9. Marcos Vinicius disse:

    Cafajeste, da pior qualidade.
    Pilantra.
    Também desviou recursos públicos.
    Temos de colocá-los, todos, na cadeia; mas, antes, dar uma bela surra de vara de amoreira.

  10. Marcos Vinicius disse:

    Maia é um filhinho de papai, tonto, ou se faz de tonto.
    Nós temos de entrar neste congresso, e pegarmos um a um de porrada.

  11. Marcos Vinicius disse:

    14 milhões de desempregados foi gerado pelo roubo de Maia e companhia.
    Se somarmos os roubos dos deputados e senadores, certamente não seria necessário nenhuma reforma previdenciária.

  12. Alexandre Silva disse:

    O cara é filho de César Maia.
    O cara é do DEM.
    Esperar o quê deste imbecil???

    • Valdir disse:

      Alexandre, ele é capacho do vice que você votou, o Temer Mordomo! KKKKKKK
      Deu hoje nos telejornais que seu macho, o babudo 9 dedos, perdeu o processo “por unanimidade” que abriu contra o juíz Moro! XUPA…..
      Ah! Por falar em processo, ele também perdeu “por unanimidade” o processo que abriu contra o Marco Antonio Villa! A imprensa vermelha nem divulgou, né não? XUPA….

      • Alexandre Silva disse:

        Valdir, quem te falou que eu votei ??? Oh Jumento da Direita.
        Jumentão. kkkkkk Coma capim e alfafas.
        Se você gosta de fazer boquete, faça você, mas não me mande xupar.
        Você está com problema grave de saúde mental, vamos ter que ENFIAR no seu Rabo um Big Supositório para tirar toda esta idiotice acumulada.
        Você vai adorar este Supositório, é para Pessoas Pobres e da Direita.
        É seu número!!! kkkkk

  13. Ocomentarista Tcomment disse:

    O que não devia mais existir ESTE CONGRESSO MAIS CORRUPTO DO PLANETA!!

  14. Diogo Hosp disse:

    A maior légua de marajás hoje no Brasil ficou incomodada com certeiras palavras do bandido presidente da Câmara dos Deputados. Para que serve a justiça do trabalho? Além de criar dificuldade para vender facilidade, serve também para manter sempre o investidor, grande ou pequeno, preso nas mãos do Estado.

    • Rodrigo disse:

      A receita ideal para fugir das “garras” da justiça do trabalho é cumprir a lei.. Simples assim.

      • Claudio Irineu Pelarin disse:

        Exato! Mas tem uns empregadores safados, ávidos por dinheiro, que exploram muito mais que o contratado sem nenhuma contrapartida, que acham que podem tirar da boca dos filhos de seus empregados, pra comprar um carro novo. Geralmente são aqueles que, corruptos que são, bateram panelas contra a corrupção e hora ou outra aparecem nas notícias populares processados e presos pelos seus crimes. Vergonha. Canalhas!! O deputado idiota em questão, ainda não percebeu que a grande maioria de seus eleitores são trabalhadores, nunca mais vai se eleger. Espero.

        • Diogo Hosp disse:

          A fórmula é simples: patrão de explora? Pede demissão e procure outro emprego. Se ninguém quiser trabalhar nas condições que esse patrão oferece, ele irá a falência por falta de mão de obra, ou irá melhorar. Esse marxismo de que “todo patrão é mal e explorador” não cola mais.

          • Claudio Irineu Pelarin disse:

            Ahh!!! Não cola mais? Então vamos iniciar uma discussão construtiva, até colar. Topa? Pode me responder uma coisa, ou duas? rssss Vc é empregador, ou empregado? Pela defesa ostensiva do patronato, deve ser patrão. Se for patrão, me responda a segunda pergunta: Quem paga o salário dos seus empregados?

      • Diogo Hosp disse:

        Quais leis? As nossas que são feitas para manter o empreendedor escravo do Estado e refém dos funcionários folgados? Não é tão simples quanto você acredita saber.

  15. Valdir disse:

    Só quem já precisou da Justiça Trabalhista sabe que é uma das mais íntegras e justa de nosso país, e que realmente defende o trabalhador. Esse deputadozinho de merda tem que limpar a boca para falar desses juízes!
    Até quando as FFAA ou o povo brasileiro vai aguentar esses criminosos que infestam os Executivos, Legislativos e Judiciários (mais especificamente o STF)?
    Quando chegará a hora de uma reação efetiva?

    • Ermelindo Rodrigues disse:

      Olá Valdir , esses descendentes de Senhores de Engenho querem voltar ao inicio do século passado , nas relações Capital / Trabalho dos gov Café com Leite , se possível mais atrás ainda , aos trabalhadores fronteiriços da idade média . Esse fdp é um ex em quem não se deve votar , veja bem já barraram a divulgação da Lista Suja dos empregadores escravistas . Um abraço.

      • Valdir disse:

        Olá Ermelindo! Como você e família estão?
        Tenho entrado pouco na internet ultimamente, mas quando entro procuro ler os comentários seu, do Mário, do Bento e de alguns mais.
        Até maio estarei muito atarefado, pois minha filha resolveu passar seu aniversário aqui no Brasil e estou correndo atrás de providenciar tudo.
        Em tempo: muito bem colocadas suas palavras. Concordo contigo.
        Um abraço.

    • Diogo Hosp disse:

      A justiça trabalhista SEMPRE trata o empregador como culpado, cabendo à ele provar o contrário de qualquer alegação (por mais absurda que seja) do empregado demitido. A justiça do trabalho hoje serve de ferramenta político/ideológica para sufocar aqueles que investem e geram empregos (“luta contra o capitalismo opressor”). Só que é feliz com esse sistema são os socialistas, advogados inescrupulosos, e aqueles que vivem de processar os patrões e mamar no seguro desemprego.

      • Claudio Irineu Pelarin disse:

        Diogo Hosp, é só pagar tudo o que deve, para o empregado, mediante assinatura de recibos e cumprir com todas as obrigações trabalhistas, que a justiça do trabalho vai dar ganho de causa para o empregador, mas empregador sacana, que fica devendo, não paga os encargos sociais, força o trabalhador a trabalhar mais que a jornada contratada, sem pagar horas extras, oprime, assedia moralmente, entre outros absurdos, este empregador tem que se ferrar mesmo, pra aprender a parar de tentar ferrar o empregado, só pra lucrar um pouco mais.

        • Uelton Mendes disse:

          Sou militante da justiça trabalhista. Você explanou com muita sabedoria. Hoje mesmo fiz uma audiência em que a empresa fechou as portas, e, sequer, pagou as verbas rescisórias da ex empregada (reclamante). Isso sim entope o judiciário de ações que nem deveriam existir.
          Concordo que também há situações em que querem tirar proveito, como o dano moral, o qual acabou virando batatas fritas. Mas isso é o extraordinário, o comum é favorecer o empregador em detrimento do empregado.

          • Claudio Irineu Pelarin disse:

            Militante? rssss… Advogado trabalhista, ou juiz? É verdade. Normalmente o empregador leva vantagem, mesmo perdendo a ação, propõe, inescrupulosamente, acordo, sempre desfavorável ao trabalhador, que cansado e no aperto, acaba aceitando. Sobre reivindicações de danos morais, eu sou totalmente a favor, não pra beneficiar o trabalhador, mas para penalizar a prática abusiva do empregador criminoso, sim, porque descumprir qualquer lei é crime. Mas entendo que há trabalhadores espertinhos, que se aproveitam da situação, o que não tira o mérito, desde que haja motivo justo, ademais, ser “espetinho”, definitivamente não é culpa do trabalhador, já que com o tempo, este recurso se populariza, através do “boca a boca”, além do que, o próprio sistema o determina a agir assim, tais os valores disseminados ideologicamente e, até dos exemplos evidenciados no atual contexto político. Sou baixarel em Serviço Social, mas nunca exerci, trabalhei minha vida toda na CEF e no terço final da carreira, na área social, mais especificamente com FGTS, PIS, SEG DESEMPREGO E COM OS PROGRAMAS DE DISTRIBUIÇÃO DE RENDA, além do cadastro único e posso afirmar que lidei com todo tipo de trabalhador, todo tipo de empregador e conheci de perto, todas as mazelas da relação capital X trabalho. Sei que os empregadores, no geral são inescrupulosos e os trabalhadores, na sua grande maioria, incautos, e um poço aberto, pra se jogar todo tipo de determinação, os trabalhadores, na sua maioria, ficam totalmente à mercê deste sistema e da vontade de seus “algozes”, incluindo alguns advogados, que mancomunados com as empresas e por baixo do pano, fazem acordos com os patrões e perdem as causas propositadamente, aí recebem da empresa, uma comissão maior que os 30% combinado com o trabalhador, o que proporciona uma economia de quase 70% das despesas que a empresa teria. Sujo. E voltando ao contexto atual, neste momento em que o povo começa a ter um certo senso crítico, ainda que isto reflita somente no poder de luta e mobilização e mesmo sem ter uma consciência total da realidade, este governo se sente ameaçado, as empresas aproveitam a oportunidade criada e reivindicam as mudanças trabalhistas, que o governo não só sede, mais incrementa com mudanças no sistema de ensino, justamente para tornar o trabalhador ainda mais incauto, piorar a consciência da realidade, simplesmente, para desconstruir as parcas conquistas de conhecimento, que os ameaça, no sentido do controle das massas. E por aí vai… rssss

          • Diogo Hosp disse:

            Se você afirma que “o comum é favorecer o empregador em detrimento do empregado”, você não entende nada de justiça do trabalho, e se resume a apenas um militante mesmo.

        • Diogo Hosp disse:

          Justiça do trabalho não se resume à cálculos trabalhistas. Experimente demitir aquele funcionário que tá sempre descolando atestados médicos para faltar (sem doença) para ver se a justiça do trabalho irá julgar que ele é um folgado que só quer se dar bem.

      • Valdir disse:

        Diogo, corrupção existe em todas as classes.e a justiça trabalhista não seria exceção. Por isso no meu comentário coloquei “uma das mais íntegras..” e não “totalmente íntegra..”.
        Mas minha experiência como empregado (27 anos) e como empresário (15 anos), me permitiu fazer essa afirmação.
        Uma das coisas que mais me revoltou como empresário foi o fato de que eu exigia que todos meus funcionários estudassem, e bancava 25% dos estudos, até mesmo de curso superior. Para minha revolta, essa ajuda, que deveria ser premiada até com algum benefício fiscal ao empregador, simplesmente o pune, pois pela “lei trabalhista” essa ajuda é considerada “salário” e o “patrão” (não gosto muito desse termo, desculpe) tem que pagar todos os impostos sobre os mesmos.
        Acho que precisa se aprimorar as leis trabalhistas.
        Minha ênfase é em cima do deputado corrupto, que tem segundas intenções por trás, qual seja, a de expandir a impunidade aos maus empresários.

        • Ermelindo Rodrigues disse:

          Bacana sua iniciativa Valdir , mas esse tipo de mudança que vc sugere não interessa parte dos empregadores , poucos tem interesse em investir na formação acadêmica de seus funcionários . Cabe ao Estado , conforme a constituição esse papel , dinheiro há , mas o estado está inchado de ladrões e privilegios para uma parte de seu efetivo . Mudanças iguais a essa que vc propõe , não interessa ao Estado , pois o mesmo é um Leviatã insaciável .

          • Valdir disse:

            Verdade!

          • Diogo Hosp disse:

            Justamente pelo exemplo do Valdir, quando empregador vai querer gastar recursos próprios com a formação de seus funcionários se a justiça do trabalho criminaliza isso, e o funcionário depois de formado, não pensará duas vezes em sair da empresa e correr atrás de empregos maiores?

          • Ermelindo Rodrigues disse:

            Perfeito o seu comentário Diogo , existem essa duas situações delicadas para o empregador , a primeira o Estado não reconhece e não alivia para o empregador , a segunda a ingratidão com aquele que ajuda , poucos reconhecem quando são beneficiados . Em maior parte das pessoas o dinheiro vai sobre – por a gratidão . Um abraço .

        • Diogo Hosp disse:

          Concordo com tudo que disse.

    • Junior Soares disse:

      Verdade

    • Alexandre Silva disse:

      Oh Valdir Anta, até hoje você quer LAMBER BOTAS das FFAA???

      • Valdir disse:

        O “Imbecil Esférico”! Você de novo?
        Aprendeu a interpretar texto? E ainda está lambendo o saco do Barbudo 9 dedos?
        Já te falei: Não se preocupa que vou pedir ao juiz Moro para permitir suas visitas íntimas ao barbudo em Curitiba!

        • Alexandre Silva disse:

          Oh Lambe-Botas e sacos de Militares, vá tomar seu Supositório direitinho.
          Peça algum Petralha para ENFIAR o Supositório no seu Rabo.

          • Valdir disse:

            Já falei: olha a mau criação!
            Assim, além do pão com mortadela e tubaina, você vai ficar sem suas visitas íntimas ao barbudo 9 fingers também!

          • Alexandre Silva disse:

            Você tem que devolver é o dedo do Lula. kkkkkk
            O dedo do Lula não são os seus remedinhos, vá tomar uma ENFIADA de Supositórios prá você ficar mais dócil.

          • Valdir disse:

            KKKKKKKKKKK
            Tá nervosinha, tá?
            Adoro quando você cruza os bracinhos, bate o pezinho e cospe. Fica parecendo com o Zé Abreu nas costas!
            KKKKKKKKKKKK

          • Alexandre Silva disse:

            kkkkkk O ATOR Zé da Abreu deu uma escarrada na sua cara!!!
            Na cara de todos os Coxinhas de Papelão.
            Sentiu-se escarrado??? kkkk Sei que sentiu.

          • Valdir disse:

            Nisso tenho que concordar contigo!
            O Zé Abreu é MACHÃO!
            E ele fica lindo quando está irritadinhA, com os bracinhos cruzados, batendo a perninha e cuspindo!
            KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

          • Alexandre Silva disse:

            kkkkkkkkkk Tomou na tarraqueta sua criatura de Xesuis.

    • Edimilson Eufrásio disse:

      Temos que moralizar todos os poderes. Doa a quem doer. Tô de saco cheio de juíz, promotores, delegados corruptos. Cadeia neles também.

      • Valdir disse:

        Concordo contigo que os corruptos têm que ir para o xilindró e apodrecer lá.
        Eu também odeio juíz, promotor, ministros corruptos,
        Mas não é o caso defendido por esse deputadozinho de merda corrupto. O caso dele é defender os maus empresários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via