Congresso em Foco

Toni:

Só 93 candidatos assumem a causa LGBT

04.10.2014 08:00 28

Reportagem Em
Publicidade

28 respostas para “Só 93 candidatos assumem a causa LGBT”

  1. John Lima disse:

    Eu queria ter tempo para dedicar alguns comentários a vocês, mas não dá.

    Primeiro porque logo vão reaparecer os rótulos de “hipócrita”, “conservador” e “fanático”.
    Depois porque os gays estão tão preocupados com seus egos que não ouvem nada que se diga de sensato.
    Então fica assim combinado: continuem à vontade em suas práticas, mas se preparem para refletir ao travesseiro se viver dessa forma é o que Deus queria para suas existências.
    Podem descarregar sua fúria à vontade. Não vou ler e nem responder mais.
    É malhar em ferro frio.

  2. J Leandro disse:

    Direitos iguais? Isso pode ser visto de ângulos diferentes. O meu ponto de vista, faz-me entender, quando se tem uma lei específica, não englobando todos, deixa de ser direitos iguais. A Lei deve igualar todos os cidadãos em um só nível (social, cultura, etc), não fazer diferença entre eles. Isso é direitos iguais.

  3. Lia Souza disse:

    O Brasil cheio de problemas importantes para resolver e esses gays se importando com isso,era só o que faltava.

  4. Deilson da Silva disse:

    Deveríamos unir força para melhorar o nosso pais, criar um marco pela educação e tê-lo como item prioritário e inegociável para todos os candidatos. Mas o que vemos hoje é o movimento LGBT tentar criar uma casta de pessoas acima de todos. Já trabalhei com pessoas gays e o um dos melhores cabeleireiro que tive é gay, sempre vi como pessoas normais, nunca achei eles melhores ou piores do que eu. A lei deve ser igual para todos, se agride um gay, um negro, um nordestino a punição criminal deve ser igual nem maior ou menor para o criminoso, se o criminoso agride um negro, um nordestino, um gay vai responder em liberdade e se for réu primário, no final terá a penal convertida em cestas básicas , ou até terá sua pena extinta no Brasil. Isso sim é um absurdo! Do jeito que o movimento quer os gays serão seres intocáveis , se apenas a pessoa olhar atravessado será considerado homofóbico e criminoso, se um padre ou um pastor se recusar a casa-los serão preso por homofobia, a que ponto chegamos! No futuro as empresas e universidades públicas terão de reservar 20% das vagas para pessoas assumidamente gays. Pela constituição todos somos iguais perante a lei, não possível que crie se um grupo de pessoas intocáveis , sejam eles negras, gays ou nordestinas.

  5. Edward Camp disse:

    Este povinho brasileiro precisa passar por uma guerra , como acontece com vários países, a criminalidade no patamar que está é pouco para este povo….tem que haver neste país mais desgraças naturais, e tudo mais que faça este povinho cair na real !!!!

  6. John Lima disse:

    Lamento ver que toda a força que poderia ser usada para beneficiar o país inteiro está sendo desperdiçada na tentativa (que – pelo visto – logo será bem sucedida) de criar entre nós um grupo de pessoas com mais vantagens do que obrigações.
    A comunidade gay exige aos berros que os tratemos por nomes que eles mesmos inventam a cada hora, como se tivéssemos o dever de mantê-los bem contentes e com seus egos intocados.
    É triste que as pessoas tenham seus caprichos e forcem uma nação inteira a aplaudir suas alternativas de vida e ainda gastar dinheiro que poderia criar riqueza e bem estar comum com cidadãos instáveis em suas mentes inquietas.
    Senhores gays, parabéns! Vocês conseguiram nos empurrar a um debate sem vitoriosos. Hoje não podemos mais discordar de vocês porque a imprensa inteira nos taxa de criminosos. Liberdade de expressão é algo do passado quando se trata de argumentar com um gay sobre o que é melhor para o país.
    Graças ao egoísmo dos gays, templos religiosos vivem sob a sombra do medo porque suas doutrinas tradicionais são rotuladas de ilegais somente para que pessoas com mentes instáveis tenham seus caprichos satisfeitos.
    E nós negros ainda temos de nos conformar em ver que o termo discriminação é esticado artificialmente para acomodar pessoas que decidiram ser o que quiserem, enquanto que nós nascemos como somos, e mesmo que quiséssemos nunca poderíamos mudar de raça, como vocês mudam de lado em suas sexualidades à vontade e sem controle ou racionalidade alguma.
    Sinceramente? Parabéns!
    Vocês já nos controlam à vontade. Agora só falta nos aniquilar por completo.

    • Lucas Corrêa disse:

      Parabéns, usou muito bem seu aparelho excretor. Só procure se informar um pouco mais antes de usa-lo novamente.

    • Guest disse:

      John Lima ……..meus parabéns……….comentário sóbrio e corretíssimo

    • Marlise Borba disse:

      John, estou respondendo porque você parece um cara articulado e possivelmente leia. Então, sugiro que informe-se um pouco mais acerca de orientação sexual e identidade de gênero (que não são a mesma coisa). Ambas, bem como a raça/cor, não são uma escolha. A história mostra que gays sempre existiram, e quase sempre foram discriminados, até mesmo mortos. Basta ser humilde para desprender-se de dogmas e analisar o outro lado. Não é difícil compreender, principalmente porque estamos no mesmo barco, na luta por direitos básicos iguais. Pode ter certeza que o preconceito dói tanto aí quanto aqui. Discriminados devem unir-se, e não segregar-se. Desejo força nas nossas lutas! Abraço.

  7. ALFREDO disse:

    Não é necessário ser homofóbico para NÃO ADMIRAR a “luta” lgbt. NÃO ADMIRO E NÃO CONCORDO COM A POSIÇÃO lgbt de, a todo momento, querer enfiar guela abaixo de todos a dita “luta” lgbt. Isso sim é intolerância. Ninguém deve ser obrigado a concordar com a causa gay.

    • Giovanni disse:

      Como somos intolerantes. Nem aceitamos mais sermos discriminados. Que absurdo! Onde esse mundo vai parar, né!? #IroniaModeOn

      • Guest disse:

        Tem ai no projeto de vcs a criação de um terceiro sanitário publico ??

        • Alef Alves disse:

          Acho que o correto não seria ser tratado diferente , mais como o igual!!!
          Eu sou gay , mais sou homem , então quero ter todos os direitos que um homem tem , não ser tratado diferente apenas por ser gay!
          Sendo que oque faço não interfere na vida de ninguém!
          Não quero privilégios nem nada disso,quero apenas respeito!
          E lutar por isso não é intolerância e sim coragem de bater o pé e exigir o direito de igualdade de todo cidadão!

  8. CARA SPERTO disse:

    Nós e as autoridades tem tanta coisa interessante e urgente para tratar. Ficar perdendo tempo com essas asneiras, acho muito ridículo.

    • Ricardo Romano disse:

      Percebe-se pelo seu português de alto nível o quão intelectualmente avançado você é! CARA SPERTO! MUITO RIDÍCULO! Realmente VOCÊ é.

  9. Tangoo disse:

    Ora Giovanni, não se trata de pagar menos ou mais impostos, vocês já são cidadãos , porém ficam querendo fazer com que todo mundo gostem de suas atitudes, temos o dever de respeitá-los, mas temos o direito de não concordar com suas atitudes e sendo assim usufruindo de meu direito não sou homofóbico, apenas não concordo co m vocês

    • Giovanni disse:

      Somos cidadãos, sim, Tangoo, mas infelizmente com menos direitos que vocês heteros. Se tivéssemos os MESMOS direitos não haveria razões para estarmos lutando por igualdade, concorda?

      • John Lima disse:

        Aí é que está, Giovanni.
        A sua comunidade não luta por igualdade. Luta por privilégios.
        Quer casar em templo religioso, e – para isso – exige que as doutrinas dos outros sejam mudadas para satisfazer à vontade de sua comunidade, por exemplo.
        Por que não fazem como todo mundo que busca uma religião com a qual se identificam? Sua comunidade quer uma religião que seja dobrada para satisfazer a vocês.
        Está aí um exemplo de sua atitude em busca de privilégios.

        • Phelipe Vieira disse:

          Aí que tá, John Lima, você está mal informado. Muito mesmo. Os gays, ao menos os que têm um mínimo de inteligência, não querem casar em templos religiosos, isso é a maior estupidez que pode existir, mas sim, querem o direito constitucional de poderem unir-se em matrimônio e terem OS MESMOS DIREITOS que os heterossexuais, na política, socialmente e economicamente falando, o que, se você se informasse um pouquinho mais, perceberia que não está assegurado (a própria ementa que assegura a união civil pode ser revogada a qualquer momento).

        • Jefferson Tavares disse:

          Seu nível de desenformação chegou ao extremo com esse comentário. Para começar não tem gay nenhum querendo casar em templo religioso, a pauta sobre casamento gay está totalmente voltada para as condições cíveis e não religiosas; E esse é apenas um dos temas nos quais buscamos igualdade, pois no Brasil não há uma lei que criminalize a homofobia o que acaba fazendo com que esse comportamento se multiplique e suas vítimas não tem o amparo da lei como acontece com quem sofre com isso em outros casos ( preconceito contra raça, cor, etnia,religião ou procedência nacional).

  10. Giovanni disse:

    A partir deste ano isso muda. Com votação expressiva de Luciana Genro, a candidata que não tem medo de defender nossos direitos, os quais são constantemente negados como se pagássemos menos impostos; todos os outros se sentirão cada vez mais obrigados a abordar esta pauta importantíssima nos seus programas de governo – não escritos á lápis e nem sob fiscalização e aprovação de algum pastor fundamentalista. LGBTs acordaram por mais DIREITOS!

  11. M Filho disse:

    O que as pessoas fazem entre quatro paredes é de responsabilidade de cada um, os candidatos devem apresentar propostas para melhorar a educação, saúde, lazer, transporte, saneamento básico, emprego, produção, redução de impostos…

  12. Márcio Santos O Potiguar disse:

    Por que vocês não vão tomar no aparelho excretor? Por que tanta preocupação com relacionamento íntimo das pessoas, no caso, dos gays? Vão plantar batatas que vocês ganham mais…

    • CARA SPERTO disse:

      Corretíssimo teu comentário. Não sei porque tanto alarde… Cada um cuida do seu aparelho, e faz o que quer. Não é preciso ter comunidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via