Congresso em Foco

Congresso afrouxa lei de iniciativa popular[fotografo]Marcelo Camargo/ABr[/fotografo]

Corrupção não cairá, dizem líderes do Congresso. Tema será debatido ao vivo nesta terça. Participe!

09.04.2018 19:32 10
Atualizado em 27.07.2021 14:32

Reportagem Em

10 respostas para “Corrupção não cairá, dizem líderes do Congresso. Tema será debatido ao vivo nesta terça. Participe!”

  1. Santos Mallman Santos disse:

    Mas o cerne da famigerada Lavajato foi o Golpe e prisão de Lula… o resto é adereço…Escamotearam tudo ao redor pra tentar impor um paulista na presidência pois no voto não conseguem.

  2. Nelson Faria Marinho disse:

    precisamos urgente passar o brasil a limpo, cadeia para os ratos ( BRASIL ACIMA DE TUDO)

  3. Way_down_from_Texas disse:

    Parece o Temer falando, precisamos acabar com o FORO PREVILIGIADO agora de todos os que tem para começar limpar o governo que esta sujíssimo! Quando vai ser preso o Temer, Aecio, Rennan, Juca, e os demais corruptos?

  4. Rodrigo De Filippo disse:

    Não enquanto eles estiverem no poder! Óbvio!

    • Way_down_from_Texas disse:

      Porque não? Ate quando o povo vai aceitar essos desgraçados políticos corruptos ficar impunes?

      • Fábio disse:

        Não conta piada! Você defende o condenado Lula aqui diariamente e quer falar em impunidade? Você é um dos detratores da Lava Jato, e ao defender Lula está defendendo que nenhum outro criminoso de colarinho branco seja punido. Estão todos no mesmo barco.

    • Rodrigo De Filippo disse:

      Rapazes cujo conhecimento em História não recua mais do que 13 anos, respondo transcrevendo inicialmente o artigo quinto da Constituição:

      Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:…

      LVII – ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória;

      Pergunto-lhes, se o sabem, qual partido capitaneou a Assembleia Constituinte e, portanto, é o grande responsável pela brecha jurídica que deixa impunes a grande maioria dos corruptos? Foi o PMDB.
      Quem comanda a Câmara e o Senado desde o Plano Cruzado (sabem o que foi isso?) O PMDB.

      De que partido derivaram PSDB e PT? Do PMDB.

      Quem controla os ministérios que têm mais recursos? PMDB.

      Que partido mais manobrou para tentar estancar a Lava Jato? PMDB.

      Que partido ainda detém maioria no Congresso e o manterá nos próximos quatro anos porque os senhores tão jovens padecem de miopia política extrema? PMDB.

      Os senhores creem que o câncer primário que se espalhou generalizadamente pelo país desde Sarney submeterá ao plenário do Congresso receita para curar o país desse parasitismo?

      Quem votar no PMDB, quem apoiar o PMDB nessas eleições estará em conluio com toda essa corja que destrói as estruturas políticas, sociais e produtivas do Brasil.

      Mantive o P porque esta letra significa tudo, menos partido. E não adianta usar da numerologia para escapulir do julgamento histórico.

  5. Fábio disse:

    A Lava Jato faz parte de um processo maior, mas é de fato ingenuidade atribuir a ela o objetivo messiânico de acabar com a corrupção. Até na Noruega existe corrupção, que dirá em uma republiqueta bananeira como a nossa, em que a relativização da lei é uma questão cultural, encarada com normalidade bovina por muitos. Por aqui se criam ainda políticos com a mentalidade popular do “rouba, mas faz”, a exemplo de Maluf e Lula, gêmeos siameses na questão ética.
    Fato é que a promiscuidade entre público e privado no Brasil remonta ao período colonial. Basta pensar que, ainda no século XVI, logo no início da colonização portanto, o rei português fatiou o país em grandes territórios que foram entregues a alguns nobres (as capitanias hereditárias). Portanto, há aqui uma mentalidade arraigada de que quem alcança o poder pode dele desfrutar quase livremente, espoliando o patrimônio público em proveito particular. Some-se a isso uma impunidade tradicional aos poderosos, fundada em uma burocracia processual bizantina e em um judiciário leniente.
    A Lava Jato não vai reverter isso completamente, nenhum evento isolado é capaz disso, mas coloca obstáculos nessa cultura, e é um passo importante para que ela recue a longo prazo, condição essencial para nos tornarmos um país mais civilizado. Se a Lava Jato chegar aos seus termos finais, vencendo inúmeros obstáculos (a começar pelo STF), estabelecerá que poderosos podem ser punidos. Que os crimes de colarinho branco não ficam necessariamente impunes com a contratação de advogados caros. A prisão de Lula e de outros tantos como Cabral e Cunha, é muito importante para termos um país mais justo e próspero.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via