Congresso em Foco

Comissão aprova uso de FGTS para compra de imóvel para pai ou filho

11.11.2015 14:35 30

Reportagem
Publicidade

30 respostas para “Comissão aprova uso de FGTS para compra de imóvel para pai ou filho”

  1. Triunfo Imóveis disse:

    hoje o FGTS facilita muito a vida de quem estar comprando o primeiro imóvel.

  2. Ronni Paul disse:

    Algumas pessoas aqui agridem gratuitamente, e não se atém estritamente ao que escrevi…Mas, vamos lá novamente…
    Eu escrevi anteriormente: “Ao calcular o salário que PODE pagar a você, o empresário automaticamente subtrai 8%…”
    Vejam bem, eu não falei que no seu holerite aparece um desconto de 8%! A conta que eles fazem é (exemplo): se na cabeça de um empresário ele pode te pagar R$1000,00 por mês, ele começa a subtrair desse valor os encargos…Supondo que o único encargo fosse o fgts, o salário bruto que ele te ofereceria pelo emprego seria de (aprox., pois a conta verdadeira é o reverso) R$920,00.
    Mais uma vez, supondo que o seu salário bruto fosse igual ao líquido (outra excrescência brasileira!!!) você levaria para casa R$920 e seu empregador depositaria R$80 de fgts, totalizando R$1000, que é o valor QUE ELE FEZ A CONTA ANTERIORMENTE, É O VALOR TOTAL QUE ELE SE DISPÕE A GASTAR COM SUA MÃO-DE-OBRA!O governo então faz a gestão do fundo da maneira como a conhecemos, te entregando uma rentabilidade abaixo da inflação, etc.
    Repito: EU prefiro receber esses R$80 juntamente com meu salário e gastar/poupar da maneira que quiser! E eu não tenho essa escolha! Quem confia no governo poderia OPTAR por manter o fgts como está…
    Vocês estão achando que os empresários não fazem essa conta, que eles estipulam um valor de salário e depois vão somando os encargos à medida que forem aparecendo…Não é assim não! Não fechem os olhos à realidade dos fatos.
    O Brasil é o o país em que se seu salário é R$1000 (arredondando para ilustrar), seu patrão desembolsa no longo prazo R$2000, mas você só leva para casa R$ 750!!! A diferença some nas mãos do Estado brasileiro, o maior atravessador que existe!!!

    • Adriano P. Melo disse:

      Ronni, se você pensar assim, o empresário então descontaria de seu salário o PIS/COFINS, ICMS, IPI, margem de lucro e outras infinidades de impostos que o mesmo paga. Me desculpe se minha resposta foi ríspida. De verdade mesmo, me desculpe, mas você está querendo incorporar ao salário um benefício, com a prerrogativa de que o empresário desconta do salário que te pagaria. Isso não é verdade. Basta você ver a média salarial de sua profissão paga pelo mercado. Neste cálculo não entra o desconto do FGTS e outros tributos pagos pela empresa. Seria muita ingenuidade acreditar que o empresário subtrai de um salário a quantia recolhida ao governo (com exceção dos casos de descontos previstos em lei, como é o caso do INSS). Então, a justificativa de que o empresário subtrai este valor não é real e muito menos válida. Pense nisso!!!

      • Ronni Paul disse:

        O empresário não desconta os impostos do meu salário, não diretamente…mas…todos os impostos estão incluídos nos custos dos produtos…e esses impostos são pagos por todos os consumidores, tornando os produtos brasileiros os mais caros do mundo!!! E se você tivesse lido com atenção minha resposta anterior, veria que eu não disse que o empresário desconta o fgts do meu salário (nossa, quantas vezes terei que falar isso?!), mas ME CONTRATA COM UM SALÁRIO MENOR JUSTAMENTE PORQUE TEM ALTÍSSIMOS ENCARGOS TRABALHISTAS! O Estado brasileiro é um grande intermediário da renda do cidadão, e fode o mesmo todos os dias!!!
        Mas a questão é: EU deveria ter a opção de receber o meu fgts diretamente na minha conta corrente, juntamente com o meu salário, aí faria com ele o que bem entendesse!!! Se você não acha isso, ótimo, continue com seu fgts na Caixa…Eu não aumentaria o custo trabalhista, aplicaria o dinheiro muito melhor que os cleptocratas do Estado! Mas o brasileiro tem dificuldade para entender o conceito de liberdade, prefere ser escravo de um Estado tirano!!!

  3. Valter Alves disse:

    Sugiro a quem não sabe, e pelos comentarios aqui , são muitos, pesquisarem mais sobre FGTS. Há pessoas dizendo que o FGTS é descontado do trabalhador….rs rs.

  4. Luiz Ricardo Rabello disse:

    FGTS para comprar terreno, que tal?

  5. Ronni Paul disse:

    O certo é EXTINGUIR o fgts, acrescentando os 8% diretamente no salário do trabalhador!!!
    Mas, como isso seria tirar bilhões de reais por ano das mãos dos políticos, não espere uma idéia dessa de um deles!!!
    FGTS é mais um roubo do Estado brasileiro, que depena seus cidadãos!!!

    • Valter Alves disse:

      Querido, há 20 anos atrás adquiri meu imóvel. Tinha saldo de FGTS e consegui financiar 60% do imóvel. 10 anos mais tarde, novamente com o saldo remanescente, acrescido de juros, consegui quitá-lo. Se não houvesse o FGTS talvez eu não conseguiria comprar, e conseguindo, hoje estaria pagando o financiamento ainda. Não fale bobagem…

      • João Carlos Andrade de Lima disse:

        FGTS é realmente um roubo,
        sua correção fica abaixo da inflação. Não é pq o senhor não sabe se
        planejar financeiramente que o FGTS é bom. Se o senhor tivesse colocado esses 8% na poupança a rentabilidade seria muito maior e o senhor teria comprado o seu imóvel com mais facilidade.

      • Ronni Paul disse:

        Ao calcular o salário que pode pagar a você, a empresa automaticamente subtrai 8% do valor total (fora outras subtrações!!!), pois tem que pagar o fgts…Ela paga esse valor ao governo (seria o governo melhor gestor de seu dinheiro que você?), que pega o montante de todos os trabalhadores, faz programas para ganhar votos nas eleições, e corrige sua aplicação com um índice abaixo da inflação…ou seja, na verdade, o seu poder de compra com o fgts só diminui ao longo do tempo…
        Se o dinheiro fosse pago a você em forma de salário, você poderia aplicar o dinheiro como bem entendesse, e comprar da mesma forma sua casa…
        Mas…não devemos ficar digladiando, mesmo que pela internet…o nosso inimigo comum deveria ser o Estado brasileiro e seus políticos…
        Mesmo que você se sinta confortável e feliz com o seu fgts, pessoas como eu, que não o aprovam, deveriam ter o direito de resgatar todo o seu saldo, e passar a receber os 8% diretamente no salário…Assim, eu o aplicaria da forma que bem entendesse…
        O governo hoje tem um déficit nominal de praticamente 10%!!! Tenho o direito de não aceitar que pessoas que “ganhem” 100 e gastem 110 todos os meses administrem um dinheiro que, em tese (sic) é meu…

        • Adriano P. Melo disse:

          De onde você tirou a brilhante ideia de que as empresas retiram de seu salário os 8% gênio??? As empresas PAGAM a parte delas do FGTS, sendo este recolhido por elas. Não pode existir gestor de “seu dinheiro” se este dinheiro NÃO É SEU!!! Ele é um FUNDO DE RESERVA, a ser disponibilizado ao trabalhador em casos específicos. Não é descontado do salário, então o trabalhador não pode considerar o FGTS como sendo parte de seu salário, assim como não considera o valor do vale alimentação e/ou refeição como parte do seu salário, assim como não considera a PL, etc… etc… e etc. FGTS NÃO É SALÁRIO, mas um benefício dado EM CASOS ESPECÍFICOS. Se ficar difícil você entender isso me avise que te mando um desenho. Se você condena a remuneração do FGTS eu concordo com você, mas dizer que ele deveria ser incorporado ao salário não merece sequer comentários. Seu ódio pelo governo está te cegando e fazendo com que sua parca inteligência se deteriore ainda mais.

          • erik silva disse:

            tu é retardado Adriano? os 8% sao sim descontados o que as empresas pagam sao outros impostos… Que Burro da zero pra ele Professor kkkkkkkkkkkkk

          • Gisele Diniz disse:

            Bom se informar meu querido Erik, pois jamais esse dinheiro foi ou sera descontado de seu salario, é como disse nosso amigo Adriano, um Fundo de Reserva, que a empresa destina por ter que contratar um funcionario, ou seja, pense que é uma poupança que eles fazem para você, mas é óbvio que sim o governo coloca a mão nesse dinheiro que fica la parado, mas pelo amor de Deus não venha dizer que descontam de vocês pois isso é o cumulo do excesso de informação sem entendimento algum, uma pena!

          • Adriano P. Melo disse:

            Bom, não da pra argumentar com quem sequer sabe ler. Com todo respeito às empregadas domésticas e aos pedreiros, você ou é uma semianalfabeta que tem um subemprego de limpar fezes alheias ou é servente de pedreiro que não sabe sequer escrever o nome. Se você tivesse um emprego de verdade, com Hollerit (contracheque, para as mulas como você que não estão familiarizadas com o termo), diria para você dar uma lida neste comprovante de pagamento e ver direitinho o que é descontado. E não te chamarei de burra, porque isso seria ofender demais esta espécie de quadrúpede. Você sofre de Oligofrenia crônica. Não sabe o que é??? Por isso que você sofre desse mal!!!

          • Gisele Diniz disse:

            Muito bem colocado Adriano!

          • Karol Pereira disse:

            Gostei do seu comentário. Queria procurar um imóvel no google e reparei esse artigo. Costumo procurar em siteimovel.com.

      • se vc tivesse aplicado o dinheiro teria em menos tempo…

    • João Renato disse:

      ah sim, daí a pesso pega os miseros 8% todo mês, obviamente gsta com bobagens, daí na hora do desemprego não tem um tostão furado para sobreviver até se recolocar no mercado de trabalho…
      aposto que deve ser contra o seguro desemprego (ou bolsa desemprego), 13º entre outros direitos trabalhistas…

      • Ronni Paul disse:

        Você está pré-julgando as pessoas, ao dizer que todos irão gastar seus 8% com bobagens…e, aliás, se gastarem, o problema é de cada um…isso se chama liberdade, democracia, tudo que não temos no Brasil…
        Mais uma vez exponho minha opinião: não devemos nos tratar como inimigos; o inimigo é o Estado, da forma que ele é arranjado no país…
        Eu deveria ter, ao menos, o direito de ter o fgts gerenciado por mim…
        Quanto aos “direitos” trabalhistas, informo que, aos 41 anos de vida, há muito tempo já não acredito em papai-noel…(http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2042)

        • João Renato disse:

          só que não se paga 8% de fgts, se paga 8% de inss, que é custear parte da previdencia social, a empresa que deposita, e só é resgatado em caso de demissão sem justa causa, assim o trabalhador se empenha mais no trabalho para não perder o beneficio (do FGTS )

          pelo visto é contra aposentadoria, terá de trabalhar até morrer, e previdencia privada é uma merda; se ganhar 1, ou 2 saláris minimos (realidade de 70% dos brasileiros), com 8% disso, aplicado na previdencia privada não chegará a ter sequer um salário minimo por mes após se aposentar…

          ah, e sou funcionário publico, não tenho direito ao FGTS, e pago o mesmo INSS. não, o inimigo não é o estado, a anarquia em sua totalidade não funcionaria nunca; a extrema direita também não funciona aqui, são mais de 120 anos de governo de direita, onde no máximo que conseguiu foi essa alarmante desigualdade social que temos.

          e por falar em papai noel; você acredita que se a empresa não tivesse que depositar o FGTS o trabalhador ganharia mais? a empresa que gastaria menos com funcionário, simples assim.
          falar que não temos liberdade, nem democracia no Brasil; não tinhamos há 30 anos atrás; mas já que é contra os direitos trabalhistas, então basta não tirar ferias remunerados, não se aposentar pelo inss, não pegar auxilio doença caso adoecer, trabalhar 44 horas semanais, sem ganhar por hora extra, negar 13º, ou folgar caso tenha atestado médico, etc…

        • Adriano P. Melo disse:

          Ronni, a questão não é tratar este ou aquele como inimigo. Não devemos ter inimigos, isso sim. A questão toda está girando em cima de um fato que você insiste em dizer que é roubo. O FGTS é um Fundo de Reserva, um benefício, guardadas as devidas proporções, assim como é a Previdência Privada, em que você coloca uma quantia e a empresa coloca outra, mas você não pode simplesmente ir lá e pegar este dinheiro. O FGTS NÃO É SEU, ou seja, ele é um dinheiro que está lá para ser retirado pelo trabalhador em casos específicos. Não se trata de estar ou não estar roubando. É evidente que o Governo utiliza este dinheiro para financiar seus programas (Habitação é um deles), mas novamente você deve entender que este dinheiro não é do trabalhador, e sim de um fundo de reserva pago ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE pelas empresas. Tanto isso é verdade que se você pedir a conta de seu trabalho você não saca FGTS imediatamente, devendo ficar inativo (a sua conta do FGTS) por três anos para você ter o direito de sacá-la. Se você disser que a remuneração do FGTS é baixíssima em relação à outras aplicações, eu concordo plenamente com você, mas não há de se falar em ter estes 8% incorporados ao salário, pelo simples fato de que este dinheiro NÃO É SALÁRIO!!! Culpar o Governo por todos os males é uma coisa, confundir benefício com salário é outra totalmente diferente.

          • Ronni Paul disse:

            FGTS é benefício? Será que tenho o DIREITO de achar que não?
            Previdência privada você NÃO pode sacar??? Desde quando? Essa informação não é correta…

      • José Antonio Dos Santos Barbos disse:

        E vc não sabe gastar seus 8%? Se for assim, porque apenas 8, e não 50%? Já pensou que beleza? quando for demitido pelo menos você sabe que tem 6 salários por ano trabalhado.

        • João Renato disse:

          quem paga esse valor é a empresa, não o trabalhador; o INSS que é de 8%; e porque você acha que descontar 50% é melhor que descontar miseros 8% que não fazem diferença no orçamento mensal.

          o atual numero de pessoas endividadas, com nome sujo na praça, devendo emprestimos já demonstra que o brasileiro de forma geral “não sabe gastar”, e a questão é a aplicação, a reserva, poupar esses 8% para depois financiar uma casa, ou servir para diminuir o impacto do desemprego sem justa causa.

          fora que como é a empresa que tem que pagar fgts, o funcionário não ganharia mais, a empresa que gastaria menos com funcionário; só beneficiaria o empresário de média e grande empresa, que deixaria de depositar o beneficio para 500; 1000 ou mais trabalhadores.
          ]

  6. Lucas Hausen disse:

    Vão aos poucos acabando com o patrimônio do FGTS, que foi criado para substituir a multa que existia para a dispensa imotivada e se constitui no principal funding para os financiamentos habitacionais. Para a compra de residências pelo titular da conta tudo bem. Mas para filho usar ou para quitar dívidas que nada tem a ver com financiamento habitacional é demagogia.

    • Adriano P. Melo disse:

      Lucas, pelo amor do Santo das Causas Improváveis, não fale uma sandice destas. Desde quando o FGTS foi criado para substituir a multa por rescisões sem justa causa??? Pelo amor de tudo o que há de mais sagrado, procure se informar direitinho para não falar tantos absurdos. Vamos elevar o nível da discussão!!! Quer dizer que a multa paga ao trabalhar (de 40% SOBRE O PRÓPRIO FGTS) não é mais paga ao trabalhador nos casos de dispensa sem justa causa??? Você já ouviu falar em CLT??? Dá uma lidinha nela filhinho, vai te fazer bem!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via