Congresso em Foco

Bolsonaro e Jair Renan. Em entrevista em 2000, o então deputado disse que deixou com a mãe a decisão de ter ou não o filho[fotografo]Reprodução/Facebook[/fotografo]

Bolsonaro já defendeu aborto como decisão do casal

31.12.2020 09:35 16

Reportagem Em

16 respostas para “Bolsonaro já defendeu aborto como decisão do casal”

  1. Ricardo Yoshida disse:

    O cara podia ter escolhido o caminho mais fácil, que seria dizer que mudou de ideia de lá pra cá, mas preferiu dizer que a jornalista estava mentindo. Em 2018, ano da campanha, ele disse que aborto deve ser decisão da mulher, que não cabe ao homem decidir. E vamos lembrar que Ana Cristina era AMANTE do Bolsonaro quando engravidou do Renan. Ele era casado com a mãe dos Três Patetas, e ela era casada com um oficial do exército, mas batia cartão no gabinete do Ricardão Bolsonaro muitos anos antes de engravidar. E ele ainda disse em entrevista que só reconheceu o Renan depois do teste de DNA. Ou seja, o moralismo dele só serve pra vida dos outros. Pulou cerca, engravidou a amante, lavou as mãos pra possibilidade de aborto, e só reconheceu o bastardo depois de insinuar que a amante era uma oportunista e fazer o DNA.

  2. 13582196 disse:

    Isso foi ANTES OU DEPOIS dele virar “”evangélico””?

    • Jorge Teixeira Carneiro disse:

      Antes, é lógico.
      Mas isso não quer dizer nada, porque o que mais tem é ”crente do c* quente”.

    • Valdir disse:

      Ele não é evangélico. Ele é católico. A esposa é evangélica.

      • Alcides Gilberto da Rosa Adorn disse:

        Ou melhor, ele diz que é católico. Mas no catolicismo o casamento é até que a morte nos separe. Além disso, se fosse católico, jamais poderia defender tortura e pena de morte.

        • Valdir disse:

          A Santa Inquisição parece não corroborar com sua afirmação!
          “A Inquisição, ou Santa Inquisição foi um grupo de instituições dentro do sistema jurídico da Igreja Católica Romana cujo objetivo era combater a heresia, blasfémia, bruxaria e costumes considerados desviantes. Violência, tortura, ou a simples ameaça da sua aplicação, foram usadas pela Inquisição para extrair confissões dos hereges.”
          Não nos esquecendo também das bênçãos da igreja catolica aos inúmeros assassinatos cometidos pela máfia italiana.

          • Alcides Gilberto da Rosa Adorn disse:

            A igreja na idade média era ligada a política. Acho que isto diz muita coisa. Mas fico com o pedido de perdão do papa João Paulo 2º que considerou os atos da inquisição não-cristãos. Mas é lógico que não tiro seu direito de continuar na idade média.

          • Valdir disse:

            As igrejas nunca deixaram de serem ligadas à política.
            Agora, em julho, vimos um grupo de bispos emitirem uma carta contra o governo Bolsonaro. Durante todo governo Lula vimos a CNBB se pronunciando politicamente. Até o atual papa se porta como militante.
            Antes era só a católica que agia assim. De 20 anos para cá, as evangélicas também passaram a misturar religião e política.

          • Alcides Gilberto da Rosa Adorn disse:

            Mas uma igreja se manifestar é uma coisa, ter candidato é outra! Mas não vamos fugir do ponto que estamos discutindo. O falso cristianismo da Jair Bolsonaro, que só encontra respaldo na inquisição! Este é o ponto.

          • Valdir disse:

            Mas qual igreja não tem candidato? Mesmo que indiretamente?
            Discutir isso não é fugir do ponto. É apenas constatar que, considerando seu ponto de vista, todos poderiam ser considerados como “falsos cristãos”.
            Quer uma falsidade maior do que a praticada pelos candidatos Haddad e Manuela D’Ávila durante as eleições de 2018?

          • Alcides Gilberto da Rosa Adorn disse:

            Qual igreja tem candidatos? Veja que estais de brincadeira. Eles tem um partido, o Republicanos!! O senhor sabe disto! Então vejo que sua discussão não é séria e portanto vou fazer meu último comentário. Haddad é casado na igreja católica e nunca se divorciou, diferentemente de Bolsonaro. Mas Haddad não tem como “foco” eleitoral o uso da religião. Ir a uma missa não é ser um falso cristão! Ele nunca revelou que sugeriu um aborto a sua esposa, diferentemente de Bolsonaro. Quanto a Manoela ela sempre estudou em escolas católicas. Mas não estou aqui para defender se eles são ou não cristãos, este não é o foco da discussão, o fato é que Bolsonaro sugeriu um aborto para a esposa dele e isto é anti-cristão em qualquer época. Passar bem!

          • Valdir disse:

            Brincando estás tu.
            Creio que não desconheces candidatos que são padres, pastores, etc.
            Vou dar exemplos:
            Padre Rosendo (DEM) – Candidato a Vereador 2020;
            Padre Sávio (MDB) – Candidato a Vereador 2020;
            Padre Edson (PR) – Candidato a Vereador 2012.
            Só para citar alguns. Evangélicos, nem preciso dizer porque você mesmo já citou.
            Então, quem está de brincadeira? Seu discurso é que não é sério.
            Dizer que Haddad e Manuela são cristãos, é piada pronta.

          • Alcides Gilberto da Rosa Adorn disse:

            Você é um analfabeto funcional. Primeiro escrevi “Mas não estou aqui para defender se eles são ou não cristãos” e você não entendeu e escreveu “Dizer que Haddad e Manuela são cristãos”. Portanto, quem está discutindo se eles são cristãos ou não, não sou eu. Além disso, não citou nenhum fato que afirme sua posição. Mas eles não são detentores de cargos públicos e novamente Bolsonaro é o foco da matéria. A hipocrisia do mesmo. Você também escreveu “Mas qual igreja não tem candidato?” e depois que citei o partido Republicano aí você lembrou dos padres que concorrem por partidos de direita. Além disso, esquece que no republicanos quem concorre não é apenas o baixo clero mas os bispos como o presidiário Crivella. Você não tem sequência e se desmente toda hora. Mas volte a caso questão e reflita onde as falas de bolsonaro encontram respaldo no Novo Testamento, a verdadeira lição de Jesus.

          • Valdir disse:

            Cara, seu problema é que você quem se contradiz a cada comentário.
            É que você não consegue dialogar sobre o assunto. Você quer focar apenas na pessoa do Bolsonaro.
            O que importa é tentar derrubar o governo a qualquer preço. Não importa que os partidos de esquerda lutam desesperadamente para aprovar o aborto, mas sim que o Bolsonaro um dia disse que isso é decisão do casal.
            Pμtz! Acho que é melhor ser um analfabeto funcional do que ser um imbecil esférico!

          • Alcides Gilberto da Rosa Adorn disse:

            Continua delirando como todo imbecil ruminante. Durante todo o governo do PT houve um único projeto sobre flexibilização do aborto. Nem Lula, Nem Dilma e nem a bancada petista e/ou a bancada de esquerda pressionou para colocar o projeto em pauta. E tu vens como esta mentira “os partidos de esquerda lutam desesperadamente para aprovar o aborto”. Sem nenhum fato para comprovar isto. Não minta que é um pecado. Está na bíblia? Quanto a derrubar o governo a qualquer preço é porque tu não tem a mínima noção do inúmeros crimes de responsabilidade que este DESgoverno cometeu, porque tu ficas preso ao passado. Procurando comparações para tentar minimizar os crimes de Bolsonaro. Só a revogação das portarias das forças armadas, que limitavam e controlavam a distribuição de munições, para favorecer as milícias, já era para botar este miliciano, e todos que o apoiam, na cadeia.

          • Valdir disse:

            Continuas comprovando ser um Imbecil Esférico.
            Até parece que o site da Câmara dos Deputados, do Senado e do Planalto não são acessados pelos que buscam informações.
            O que tem de tentativas de se descriminalizar o aborto pelos partidos de esquerda, com mudanças no CPC, entre outras, corroboram minha afirmação. Entre lá e confira.
            Se não é a maioria dos parlamentares conservadores, isso já estaria implementado.
            Como exemplo de tentativas, pode-se verificar o Decreto 7.037 de 21 de dezembro de 2009.
            Outro exemplo é o PL 882/2015.
            Portanto, esse papinho escroto dos esquerdalhas, só convence seus jumentos seguidores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via