Onde está a militante bolsonarista Luiza Douettes?

Luiza Douettes é uma “ex-feminista” surda e atual militante radical bolsonarista procurada pela justiça brasileira após condenação por furto.

Após receber inúmeras mensagens de leitores sobre o comportamento odioso da militante nas redes socais, acendi o meu alerta e comecei a acompanhar os desdobramentos e as diversas notícias relacionadas a Luiza.

> Após a publicação desta coluna, Luiza Douettes mandou uma nota de esclarecimento. Veja aqui. 

Fiz um vídeo de reposta nos meus canais de comunicação, falei sobre a criminalização da LGBTfobia e sobre outros crimes que supostamente Luiza teria praticado ao divulgar o seu conteúdo regado de preconceito e atraso. Dentre as informações que recebi, uma delas é que Luiza vive sem documentos no Estados Unidos e que havia mudado do Brasil para fugir de uma condenação por furto no país.

Em apuração, a coluna teve acesso ao processo público de nº 0007530-28.2018.8.26.0292 que apura flagrante evolvendo Luiza Douettes em prática reiterada de furtos ao Dufry Duty Free do Brasil no aeroporto de Guarulhos. Luiza chegou a furtar dois óculos avaliados no valor 1.028,00 (um mil e vinte e outro reais) e voltou ao mesmo local por volta de 16h do mesmo dia para subtrair mais cinco frascos de perfumes avaliados no valor total de mais de R$1.137,00 (um mil e cento e trinta e sente reais) portando ferramentas que auxiliariam no roubo, alicate e desmagnetizador, que me leva a crer que o furto era planejado. A ação criminosa foi presenciada por seguranças que chamaram a polícia e desbancaram a prática criminosa de Luiza.

Luiza Douettes é procurada pela justiça brasileira e por não ser localizada em endereço certo no Brasil e não responder às intimações do Ministério Público pediu a conversão da sua pena, que a princípio seria restritiva de direitos, para pena de prisão. Além do endereço desconhecido no Brasil, em alguns momentos no processo Luiza é tida como morta. Nas redes sociais Luiza está vivíssima e feroz com um leão, divulga suas posições conservadoras, mas não esconde que vive nos Estados Unidos e livremente propaga o seu conteúdo pesado de cunho regado de preconceito e intolerância contra grupos da sociedade.

Carreira

A ativista Bolsonarista surda Luiza Douettes viralizou nas redes sociais, como outras diversas pessoas ligadas ao presidente, espalhando notícias falsas e divulgando o seu discurso de ódio à população LGBT e grupos de mulheres que lutam por igualdade e mais espaço na sociedade. Luíza é mais uma bolsonarista enrolada com a justiça e que não tolera a ascensão de grupos historicamente discriminados. Recentemente, um grupo mobilizou um abaixo assinado na internet e que conta com milhares de assinaturas pedindo que o poder público se manifeste e responsabilize também Luiza Douettes por ameaça, crime de ódio, discriminação contra LGBT e contra o movimento feminista. Esse grupo ganha força e viraliza com o objetivo de denunciar o comportamento antissocial e preconceituoso de Luiza.

Acusada de homofobia, Luiza apareceu em vídeos na sua página do Facebook, defendendo entre outras coisas, que Deus considera um nojo “pessoas mentirosas, pecadores, prostitutas, traidores, LGBTQ+, bêbados, amantes. Deus tem nojo, tem isso pronto na Bíblia. Eu não tenho culpa da palavra de Deus. Só simples estou ajudando vocês", disse Luiza Douettes. Além disso, esses também são crimes que estariam na Lei como a própria acusadora encerra em seu vídeo, ao grupo das feministas, Luiza as chama de “nojentas” e “porcas”.

Agora queremos saber o verdadeiro paradeiro de Luzia, depois de Queiroz a pergunta que não quer calar: onde está Luiza? Será que ela vai aparecer para responder na justiça brasileira ou continuará ofertando risco à grupos historicamente discriminados? Recrutando os seus apoiadores para agredir gratuitamente a comunidade LGBT que busca reconhecimento dos seus direitos e já contam com normas para o devido enfrentamento à LGBTfobia.

Procurado para comentar sobre a situação da filha, o pai de Luiza, Jorge Douettes, disse que não devia satisfações ao colunista. "Quanto a supostas acusações sobre Luiza, no tempo certo será esclarecido judicialmente", respondeu. “Se existe alguma satisfação a dar, esta será judicial”, acrescentou.

NR: este espaço é de responsabilidade do colunista. O Congresso em Foco está aberto para ouvir esclarecimentos de Luiza, seus advogados ou familiares. 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!