Os novos planos de Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook e dono do Instagram e do WhatsApp, anunciou, em conferência anual realizada na última semana, mudanças significativas nas redes. Focos principais: privacidade e conectividade.

No Facebook, além de novo layout, Zuckerberg revelou serviço rival ao Tinder, o Dating, que possibilita a aproximação de perfis com interesses semelhantes para encontros, de forma privada. O programa já está disponível no Brasil. No Instagram, mudanças na forma de comprar produtos por meio da rede, e nos Stories.

A principal novidade, contudo, diz respeito a métricas: os números de curtidas podem não aparecer mais nas publicações. Segundo Zuckerberg, o objetivo é diminuir questões relacionadas à ansiedade e problemas psicológicos que têm surgido principalmente em adolescentes. O empresário quer trazer, ainda, a transferência de dinheiro por meio do WhatsApp.

O advento já está em teste na Índia. Por fim, a grande conexão entre todas as plataformas será o Messenger, que terá versão desktop e possibilitará a comunicação entre os usuários de todas as redes, além do compartilhamento de conteúdos.

Publicidade em podcasts pode render mais de US$ 500 milhões em 2019

Dados divulgados pelo IAB (Interactive Advertising Bureau) mostram que publicidades feitas em podcasts podem alcançar ganhos de mais de 500 milhões de dólares em 2019, um crescimento de 69% em menos de dois anos.

Nos últimos 18 meses, a Nielsen realizou quase 50 estudos personalizados que demostraram que a publicidade em podcast pode influenciar muitas métricas importantes para os anunciantes, como conscientização, recall de anúncios, afinidade, recomendação e intenção de compra.

Netflix aposta em conteúdo impresso

A mídia impressa passa por uma crise mundial. Enquanto nos Estados Unidos, de acordo com o censo, trabalhos de relações públicas excedem os de repórteres em mais de seis para um, no Brasil vários veículos estão fechando as portas. Apesar do cenário pessimista, a gigante de streaming Netflix anunciou que vai lançar a Wide, sua publicação em papel.

Serão mais de cem páginas contendo entrevistas, artigos, ensaios e perfis sobre seus atores, diretores, roteiristas e outros colaboradores. A publicação faz parte de uma estratégia de content marketing. O objetivo principal da Wide será elevar a um outro patamar a conexão da Netflix com as pessoas que ocupam o topo da pirâmide da indústria cinematográfica em Hollywood.

> Veja as últimas publicações do Cenas da Semana:
>> Comunicar-se com computador por meio do pensamento já é possível
>> Estudo aponta que brasileiros têm vocação digital. Saiba o por quê

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!