“Pergunta pro Trump”, diz Bolsonaro sobre deportação de brasileiros

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que está em visita oficial na Índia, comentou a deportação de brasileiros irregulares dos Estados Unidos, autorizada pelo governo brasileiro pela primeira vez. De acordo com passageiros que fizeram a viagem, parte dos deportados fez o translado com as mãos e os pés algemados.

> Igrejas evangélicas devem R$ 420 milhões em impostos

"Pergunta pro Trump", disse ao ser questionado sobre o assunto. As informações são do jornal O Globo.

Na madrugada de sábado (25), um voo fretado do governo norte-americano aterrissou em Belo Horizonte (MG) com um grupo de 50 brasileiros deportados. Em outubro, outro grupo com 70 brasileiros foi enviado dos EUA para a capital mineira.

Bolsonaro afirmou que não recorrerá a sua boa relação com Donald Trump para interceder em favor dos brasileiros deportados. De acordo com ele, a lei norte-americana deve ser cumprida. "Como é a lei americana? Qual o tratamento que a lei americana dá para quem está lá ilegalmente? Não é esse? Nós temos que respeitar a lei americana", afirmou.

"Eu gostaria que as leis brasileiras fossem parecidas com as americanas e fossem cumpridas. Qual o país que está dando certo, o Brasil ou os Estados Undos?", completou.

Apesar de defender o cumprimento da lei nos EUA, Bolsonaro disse que não daria o mesmo tratamento a estrangeiros que fossem deportados do Brasil. "Não tenho conhecimento disso. As leis de um país temos que respeitar. Obviamente não faríamos isso com ninguém saindo do Brasil para qualquer outro país", disse.

> Vale fará repasse a acionistas que supera atuais gastos em indenização

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!