Governo tira cargos do Solidariedade após partido declarar apoio a Baleia

O presidente Jair Bolsonaro determinou a demissão de três pessoas com cargos no Ministério da Agricultura nomeadas por indicações feitas pelo deputado Áureo (Solidariedade-RJ). O aviso foi feito ao presidente nacional da sigla, deputado Paulinho da Força (SP).

As demissões acontecem na mesma semana em que o Solidariedade anunciou que não vai mais apoiar Arthur Lira (PP-AL), candidato de Bolsonaro para presidente da Câmara, e vai embarcar no bloco de Baleia Rossi (MDB-SP).

"Tenho uma posição partidária, meu partido declarou apoio ao candidato Baleia Rossi, mas a gente entende se fizer [a demissão dos indicados]. A perda faz parte", disse o deputado Áureo ao Congresso em Foco.

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

Mesmo votando contra o candidato de Bolsonaro, Áureo disse que continua apoiando o Planalto e afirmou que a disputa pelo comando da Câmara diz respeito a uma questão interna da Casa, sem relação com o Executivo.

>Solidariedade deixa bloco de Lira para apoiar Baleia Rossi

"Não tem problema, vou continuar apoiando o governo, sou da base do governo, mas não sou da base por cargo, não trocaria minhas convicções por nenhuma indicação e vamos continuar apoiando o que é bom para o Brasil."

Serão destituídos dois funcionários ligados ao deputado na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e uma indicada por ele para a superintendência no Rio de Janeiro do Ministério da Agricultura.

Mesmo sem votar nele, Áureo elogiou o líder do PP. "É uma discussão da Câmara, por bloco. Não sou contra o governo, acho que fui um dos que mais votou com o governo em todas as matérias, mas é questão partidária, faz parte".

"O deputado Arthur Lira é um grande deputado, respeito, acredito que a Câmara vai estar em boas mãos se for Baleia ou Arthur, Arthur ou Baleia. Mas essa disputa é da Câmara, se o governo não entendeu assim, não tem problema", declarou o deputado do Solidariedade.

Apesar da Executiva Nacional da legenda ter declarado apoio a Baleia Rossi na última segunda-feira (18), há deputados do partido que apoiam Lira. Aliados do deputado do PP afirmam ter dez dos 14 deputados da bancada. O presidente Paulinho da Força tenta conversar com esses congressistas para mudar os votos.

>Dissidentes do DEM e PSDB acompanham Arthur Lira em viagem de campanha

 

Continuar lendo