Por disputa na Câmara, Eduardo Bolsonaro ataca Maia: “Segue com PT e Psol”

Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usou as redes sociais na noite deste sábado (19) para uma ofensiva contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). "Mesmo sem presidência, segue com PT, Psol e o que há de mais podre, pra destruir você que discorda deles", disse o filho do presidente Jair Bolsonaro.

Na semana passada, Maia e Jair Bolsonaro protagonizaram uma briga por causa do 13º do Bolsa Família. O pano de fundo para a discórdia é a corrida eleitoral para a presidência da Câmara em fevereiro.

> Maia chama Bolsonaro de mentiroso após presidente culpá-lo por não pagar 13º do Bolsa Família

Em plenário, na sexta-feira (18), o democrata disse não concordar com a agenda de costumes de Bolsonaro e que vai continuar sendo "um leal adversário" do presidente da República. No mesmo dia, Maia anunciou o apoio de partidos da oposição ao bloco que articula a disputa da presidência da Câmara.

Apesar de Eduardo Bolsonaro dizer que Maia está ao lado do Psol, o partido ainda não anunciou apoio ao grupo criado pelo democrata. Ontem, Glauber Braga (Psol-RJ) usou as redes para dizer que "obviamente" a legenda "não dará nenhum voto para o candidato de Bolsonaro", mas que forçar apoio a Maia no primeiro turno "não cola".

Para a disputa que encerra em fevereiro de 2021, Jair Bolsonaro vem apoiando Arthur Lira (PP-AL), que também discursou em plenário na sexta-feira e atacou os pré-candidatos da chapa de Maia, Baleia Rossi (DEM-SP) e Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). O parlamentar disse que a Casa não será "puxadinho" de ninguém. "Sou da base do governo, deputada Fernanda Melchionna, nunca neguei como o deputado Baleia Rossi, ou como o deputado Aguinaldo Ribeiro, do meu partido. Vamos tirar essas cortinas, essa desfaçatez".

> Esquerda fecha com bloco de Maia e grupo une 11 partidos, do PT ao PSL

Continuar lendo