Maia chama Bolsonaro de mentiroso após presidente culpá-lo por não pagar 13º do Bolsa Família

Na noite desta quinta-feira (17), o presidente Jair Bolsonaro culpou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pelo fato de o governo não pagar a 13ª parcela do Bolsa Família em 2020. 

"Você está reclamando do 13º do Bolsa Família, que não teve. Sabia que não teve este ano? Foi promessa minha? Foi. Foi pago no ano passado? Mas o presidente da Câmara deixou caducar a MP. Vai cobrar de mim? Cobra do presidente da Câmara, que o Supremo agora não deu o direito de ele disputar a reeleição. Cobra dele", disse Bolsonaro.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Rodrigo Maia reagiu e chamou o presidente de mentiroso. "Nunca imaginei que Bolsonaro fosse mentiroso", disse. 

Bolsonaro encaminhou uma Medida Provisória ao Congresso estipulando o pagamento da 13ª parcela do benefício para o ano de 2019. Durante a tramitação do texto,o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) propôs que a parcela extra fosse paga em todos os anos seguintes. Por uma articulação do próprio governo, que estimou impacto de R$ 8 bilhões aos cofres da União, a MP não foi votada e um novo texto não foi apresentado pelo Executivo. 

"Foi pedido do governo, mas tem um projeto do deputado Darci de Matos criando o 13º. Posso votar amanhã [sexta-feira (17)], se ele quiser", afirmou o presidente da Câmara, também à Folha. 

Continuar lendo