Deputado bolsonarista diz que querem fazer de Paulo Gustavo a nova Marielle

O deputado Otoni de Paula (PSC-RJ), da linha de frente do bolsonarismo na Câmara dos Deputados, foi à tribuna na manhã desta quinta-feira (6) para fazer um discurso contra a comoção gerada pela morte do ator Paulo Gustavo, vítima de covid-19. Segundo o parlamentar, a esquerda usa a morte do humorista para criar um novo mártir, "uma nova Marielle Franco".

"Acusam o presidente Bolsonaro com uma nova narrativa de que ele é o responsável pela morte de Paulo Gustavo assim como o acusaram de responsável pela morte de Marielle", disse o deputado. Nas redes sociais, diversos posts relacionam a postura negacionista de Bolsonaro, que abriu caminho para a covid, com a morte do ator.

O deputado ainda criticou os pedidos para que a ponte Rio-Niterói - atualmente chamada de Ponte Costa e Silva - seja rebatizada para Ponte Ator Paulo Gustavo.

"Arthur Costa e Silva foi o segundo presidente do Brasil no período da grande libertação do Brasil que foi o regime militar", disse o deputado sobre a ditadura que matou e torturou brasileiros.

Segundo Otoni de Paula, Paulo Gustavo não é um herói nacional e "vale tanto quanto os 400 mil brasileiros ceifados por esta pandemia".

Continuar lendo