Omar Aziz marca depoimento de Wizard para próxima semana

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), remarcou o depoimento de Carlos Wizard para o próximo dia 30 de junho. O empresário é um dos 14 investigados pela comissão e é apontado como membro do "gabinete paralelo", espécie de ministério extraoficial, que aconselhou o presidente durante a pandemia.

Wizard deveria ter comparecido à CPI na semana passada, mas estava fora do país. Aziz pediu a retenção do passaporte do empresário assim que voltasse ao Brasil e sua condução coercitiva para que fosse depor.

Na sexta-feira (18), o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou que o empresário fosse conduzido  à CPI da Covid. Informações do site Metrópoles apontam que a defesa de Wizard entrou em contato com a comissão parlamentar para agendar nova data para seu depoimento.

Senadores chegaram a buscá-lo de maneiras curiosas: na semana passada, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) comentou em uma live que Wizard apresentava em seu canal, convidando-o a comparecer ao depoimento.

> CPI: Queiroga, Pazuello, Ernesto e mais 11 serão investigados. Veja quem são

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo