Cid Gomes recebe alta após quatro dias internado

O senador Cid Gomes (PDT-CE) recebeu alta na manhã deste domingo (23). O pedetista ficou quatro dias internado após ser atingido por dois disparos de arma de fogo na última quarta-feira (19). O ex-governador do Ceará descansa em sua casa, em Fortaleza (CE).

De acordo com a assessoria de imprensa do senador, o congressista realiza "fisioterapia respiratória e uso de antibióticos para restabelecimento da função pulmonar".

Cid foi baleado ao entrar com uma retroescavadeira em um local onde policiais militares faziam protesto em Sobral (CE).

O estado vive desde a última terça-feira (18) paralisação de setores da polícia militar. Uma comitiva com os ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e André Mendonça (Advocacia-Geral da União) vai para a capital cearense na segunda-feira (24) acompanhar a situação.

> Sergio Moro vai ao Ceará na segunda-feira acompanhar motim de PMs

Na sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro assinou a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para o Ceará e autorizou o envio de tropas da Força Nacional para a unidade da federação.

Leia a íntegra da nota divulgada pela assessoria de Cid Gomes:

O senador Cid Gomes recebeu alta médica no final da manhã deste domingo (23/02). Está em sua residência, em Fortaleza, onde continuará em reabilitação, realizando fisioterapia respiratória e uso de antibióticos para restabelecimento da função pulmonar.

No sábado (22/02), o Senador submeteu-se a exame de raio-x que confirmou a existência de dois projéteis alojados, um ao lado da costela e outro no pulmão esquerdo, assim como um fragmento de projétil. Não serão realizados procedimentos para a retirada desses projéteis.

> Deputado vai acionar PGR e Conselho de Ética contra Cid Gomes

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!