Autonomia do BC não deve ter votação célere na Câmara

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), afirmou ao Congresso em Foco  que o Planalto quer manter a urgência do projeto de lei da BR do Mar, que estimula a cabotagem, a navegação marítima entre portos. A urgência do projeto impede a votação de outros textos enquanto ele não for apreciado pelos deputados.

De acordo Barros, superada a análise do PL da BR do Mar, a intenção do Executivo é aprovar o projeto que desvincula R$ 177 bilhões de fundos e o que dá socorro financeiro a estados em troca de medidas de ajuste fiscal.

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

Sobre a autonomia do Banco Central, o líder do governo acredita ser necessário sentir a opinião dos colegas. "Não acho [que seja difícil de votar], mas farei consulta aos líderes".

No último dia 6, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), minimizou a importância de aprovar rápido a autonomia do BC.

“Acho que aqui a gente não deveria estar debatendo autonomia do BC, eu não acho isso que é urgente para hoje. Talvez seja urgente olhando o próximo governo, olhando um risco de conflito terminal na relação do presidente com o ministro da Economia, o que vai ser da próxima equipe econômica. Não vejo esse risco nos próximos 6 meses”, declarou durante seminário online promovido pelo banco Itaú.

Na quarta-feira (11), o líder do governo se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos. Após o encontro divulgou uma lista de projetos que devem ser votados após as eleições municipais. Além dos já citados, também consta como objetivo a aprovação da medida provisória da Casa Verde Amarela, uma reformulação do  programa petista Minha Casa Minha Vida.

Mesmo superada as eleições municipais, a Câmara precisa que Centrão e oposição deem fim a obstrução dos trabalhos da Casa Legislativa.

> Cadastre-se e acesse de graça, por 30 dias, o melhor conteúdo político premium do país

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!