Moraes autoriza acesso da PF a investigação que derrubou perfis ligados a Bolsonaro

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, autorizou o acesso da Polícia Federal a dados da insvestigação do Facebook que levou à exclusão de páginas ligadas ao PSL e a gabinetes da família Bolsonaro. Segundo informações do Portal G1, a decisão está sob sigilo e foi tomada dentro dos inquéritos que apuram a disseminação de fake news e a realização de atos antidemocráticos.

> No New York Times, Felipe Neto diz que Bolsonaro é "o pior  presidente da pandemia”

No dia 8 de julho, o Facebook removeu 35 contas; 14 páginas e 1 grupo por desrespeito à "política contra interferência estrangeira e comportamento inautêntico coordenado" do Facebook.

Entre as páginas excluídas, havia contas ligadas ao gabinete do presidente Jair Bolsonaro e de seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos - RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!