Autor de facada em Bolsonaro é doente mental e não pode ir a presídio, decide juiz

A Justiça decidiu que Adélio Bispo, autor da facada que o presidente Jair Bolsonaro levou durante a campanha eleitoral de 2018, não poderá cumprir pena em um presídio regular. O juiz Bruno Savino, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora (MG), concluiu que Adélio tem transtorno delirante persistente e, portanto, é inimputável criminalmente.

Com a decisão, Adélio cumprirá pena em um manicômio judiciário se for condenado pela facada em Bolsonaro.

O processo sobre o crime estava suspenso até que houvesse decisão sobre o estado mental do autor da facada. A conclusão do magistrado foi baseada em perícias médicas pedidas pela defesa de Adélio, produzidas por profissionais indicados pelos advogados e também pela acusação.

O juiz determinou também que Adélio continue na Penitenciária Federal de Campo Gande (MS) até que o processo seja julgado. O psiquiatra indicado pelos advogados afirmou que o local tem condições adequadas para o tratamento mental do réu.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!