STF arquiva inquérito contra Daniel Silveira por desacato a servidora

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes extinguiu a punibilidade do deputado federal Daniel SIlviera (PSL-RJ) pelo cumprimento integral da pena de desacato contra uma servidora pública. O crime ocorreu durante a prisão, em flagrante de Daniel Silveira, em fevereiro deste ano.

Na ocasião o parlamentar, ao chegar ao Instituto Médico-Legal (IML) do município do Rio de Janeiro para exames, recusou-se a usar máscaras nas áreas internas do edifício e desacatou a legista.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou ao Supremo que o deputado pagou a multa de R$ 20 mil que havia sido acordada entre eles. Com isso, ficou decidido pelo arquivamento do inquérito.

Daniel Silveira, porém, ainda responde na justiça pelo processo na Ação Penal (AP) 1044, no qual é Réu por ameaças nas redes sociais ao STF e aos juízes da corte, crime previsto na Lei de Segurança Nacional. Por conta desse processo, ele teve o mandato suspenso por decisão da própria Câmara dos Deputados.

> CPMI das Fake News dialoga com Pacheco para retomar trabalhos presenciais

> Conselho de Ética rejeita cassação e suspende Daniel Silveira por seis meses

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo