“Quem decide pela democracia é o povo”: parlamentares reagem à fala de Bolsonaro

Parlamentares condenaram mais uma declaração antidemocrática do presidente Jair Bolsonaro. Na manhã desta segunda-feira (18), na habitual conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou:

"Por que que sucatearam as Forças Armadas ao longo vinte anos? Porque nós militares somos o último obstáculo para o socialismo. Quem decide se um povo vai viver na democracia ou na ditadura são as suas Forças Armadas. Não tem ditaduras onde as Forças Armadas não apoiam. No Brasil, temos liberdade ainda.. se nós não reconhecermos o valor desses homes e mulheres que estão lá ... tudo pode mudar. Imaginem o [Fernando] Haddad no meu lugar. Como estariam as Forças Armadas com o Haddad no meu lugar?".

A fala foi gravada e divulgada no canal do Youtube "Foco do Brasil", apoiador do governo Bolsonaro e que diariamente registra a movimentação do presidente.

> Câmara acumula 61 pedidos de impeachment contra Bolsonaro; veja lista

Citado pelo presidente, o ex-ministro Fernando Haddad (PT), que disputou com Bolsonaro a corrida ao Planalto em 2018, respondeu ao questionamento no Twitter. Haddad afirmou que, se fosse o presidente, as Forças Armadas estariam "prestigiadas no seu devido lugar".

Em reação à declaração, parlamentares rebateram que a decisão pela democracia cabe ao povo, não aos militares. Reforçaram também que o regime democrático é garantido pela Constituição.

Veja algumas das reações de parlamentares:

Impeachment não é pauta de campanha para presidência, diz Arthur Lira

Oposição aumenta pressão por impeachment e volta do Congresso

Continuar lendo