Policiais marcam manifestação contra o governo Bolsonaro

A União dos Policiais do Brasil está organizando uma manifestação contra o governo de Jair Bolsonaro. As principais insatisfações da entidade estão relacionadas a pontos propostos pelo governo na PEC Emergencial, aprovada na madrugada desta sexta-feira (12) pela Câmara, que pode congelar salários do funcionalismo durante crises fiscais.

"A fim de deixar claro o descontentamento pelo tratamento injusto com o qual os profissionais de segurança pública civil, que mantiveram suas atividades durante toda a pandemia, vêm sendo tratados pelo governo federal, a UPB manterá sua mobilização, sobretudo ante ao novo desmonte que se avizinha qual seja: a reforma administrativa (PEC 32/20)".

A entidade ainda deixa claro que durante a discussão da PEC Emergencial "jamais celebrou qualquer acordo com o governo federal, sendo sequer chamada para negociação nesse sentido".

Diante desses argumentos, a UPB convocou dois atos: uma carreata pela Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na quarta-feira (17); e uma mobilização dos servidores da segurança pública civil na segunda feira (22), em frente a cada uma das unidades de trabalho.

> Policiais acusam Bolsonaro de traição e disparam contra o governo

 

Continuar lendo