“Genocida”, “criminoso” e “escárnio”; as reações à mentira de Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro publicou em seu Twitter na manhã de sábado (9) um vídeo onde mostra que mentiu, propositalmente, para a imprensa sobre promover um churrasco. As reações dos políticos brasileiros foram desde classificar o ato como criminoso até chamar de escárnio.

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), protestou nas redes sociais, para ela, o presidente cometeu um crime ao mentir para os brasileiros. "Produzir fake é crime. Mentir é crime. O que o presidente diz acerca do churrasco é zombar dos brasileiros e da verdade. E a Constituição brasileira é clara quanto às autoridades que mentem", escreveu a senador em seu perfil do Twiiter.

Também pela rede social, Bolsonaro disse que 'alguns jornalistas idiotas criticaram o churrasco fake, mas o MBL [Movimento Brasi Livre] se superou, entrou com ação na Justiça [contra a confraternização].

Para Eliziane Gama, a conduta de Bolsonaro, além de 'grotesca', é uma 'brincadeira criminosa' que revela descaso com as vítimas da Covid-19.

Do mesmo partido que Eliziane Gama, o senador Alessandro Vieira (SE) afirmou que o  problema não é um churrasco fake. "É um presidente fake. Jair Bolsonaro não respeita os brasileiros. Não é hora de piadas ou desvarios. É hora de solidariedade e muito trabalho. O Brasil precisa de gente séria e capacitada, não de molecagem irresponsável", publicou em seu Twitter.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) chamou Bolsonaro de genocida. "O protagonista nacional das fake news assume mentindo que pregou mais uma. Vai trabalhar Bolsonaro! Vai cuidar das pessoas ao invés de ser um genocida", disse em seu Twitter.

O líder do PSB na Câmara, Alessandro Molon (RJ), aproveitou para pedir o impeachment do presidente. "Bolsonaro falou que faria um churrasco. Está gravado, como todos podem ver. De fake, só o presidente mesmo, que não sabe o que fazer com o Brasil. Comportamento irresponsável e ofensivo às famílias dos mais de 10 mil brasileiros mortos pelo coronavírus! #ImpeachmentJá, publicou.

O líder do PDT na Câmara, Wolney Queiroz (PE), disse a Congresso em Foco que a mentira do presidente é um escárnio. "A história do churrasco me parece o deboche mesmo, um escárnio. Porque é uma coisa que não tem necessidade", afirmou.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!