Em vídeo, Bolsonaro sugere que é leão atacado por hienas do PSL, ONU e STF

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) publicou nesta segunda-feira (28) um trecho de um vídeo, sugerindo que é um leão atacado por hienas do PT, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Supremo Tribunal Federal (STF).

> Forças do mal estão celebrando vitória de Fernández na Argentina, afirma Araújo

Além dos quatro, também aparecem como hienas o feminismo, a Globo, o Movimento Brasil Livre, a lei Rouanet, a força sindical, o isentão, o PCdoB, o PSDB, a Força Sindical, o PDT, a Folha de São Paulo, a revisa Veja, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Estadão, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Psol e a Central Única dos Trabalhadores (CUT) .

Horas depois de publicado, o militar da reserva apagou a publicação no Twitter.

Na gravação, Bolsonaro é salvo por outro leão, que recebeu o nome de Conservador Patriota. No momento do salvamento, uma mensagem de apoio ao presidente aparece no vídeo. "Vamos apoiar o presidente até o fim! E não atacá-lo! Já tem a oposição para fazer isso!", afirma.

Por fim, a cena na savana é substituída por uma imagem da bandeira do Brasil com o presidente Bolsonaro no centro da imagem.

Confira o vídeo abaixo:

> Congresso analisa porte de armas e novo pacto federativo

> Bolsonaro diz que argentinos escolheram mal nas eleições presidenciais

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!