STF fecha compra milionária com vinho importado, camarões e lagostas no cardápio. Veja documento

Mesmo alvo de inúmeras críticas, de questionamento do Ministério público e de uma ação popular, o Supremo Tribunal Federal (STF) não desisitiu da compra milionária de refeições para servir aos ministros e convidados. Entre os itens há medalhões de lagostas, camarões e vinhos importados. A informação está no Blog do Fausto Macedo, no site do Estado de S.Paulo.

O valor orçado inicialmente em R$ 1,134 milhão, mas conforme a reportagem acabou ficando em cerca de R$ 481 mil. "O edital provocou desconforto entre ministros da Corte e indignação entre servidores do tribunal. Um ministro disse reservadamente à reportagem que a compra não foi previamente discutida pelos magistrados em sessão administrativa e, portanto, não foi chancelada pelo colegiado", destaca o texto.

A empresa contratada foi a Premier Eventos LTDA, que já serviu buffet em eventos como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. No edital de convocação, há detalhes dos itens que devem constar nos buffets. Na lista há exigência de pratos como bacalhau à Gomes de Sá, frigideira de siri, moqueca (capixaba e baiana) e arroz de pato.

Veja aqui o edital de convocação da licitação em que é possível conferir os detalhes exigidos pelo tribunal. Na página cinco, constam o tipo de serviço que o STF pediu, como café da manhã à francesa, brunch, almoço e jantar, coffe break e coqueteis. A partir da página oito é possível ver o cardápido e o itens de cada refeição.

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!