STF absolve Izalci Lucas por acusação de caixa dois em campanha de 12 anos atrás

 

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) absolveu por unanimidade, na tarde desta terça-feira (20), o deputado Izalci Lucas (PSDB-DF) da acusação de ter recebido caixa dois em sua campanha à Câmara em 2006. O deputado ainda é investigado em três inquéritos (4161, 4163 e 3671), por peculato, formação de quadrilha ou bando, crimes contra a fé pública eleitoral e falsidade ideológica.

O deputado tucano era réu em ação penal após a denúncia recebida pelo tribunal apontar que Izalci recebeu R$ 450 mil em doações da empresa Sapiens Tecnologia de Informação Ltda., mas apenas R$ 150 mil teriam sido declarados ao Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF). Os ministros entenderam que o Ministério Público Federal (MPF) não apresentou provas documentais ou testemunhais de que o parlamentar realmente recebeu os valores.

<< Os parlamentares sob investigação no STF e o que eles dizem

Para o relator, ministro Alexandre de Moraes, não havia provas de que o tucano de fato recebeu os valores por meio de caixa dois e apontou que o MPF sequer apresentou testemunhas ao processo. “Não há nenhuma prova da materialidade, de que houve doações de caixa 2 para o réu”.

O MPF apresentou como provas uma planilha com valores e canhotos de cheques apreendidos na sede da empresa na Operação Megabyte, em 2008. Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux seguiram o relator. Barroso, ao proferir seu voto, destacou que os indícios de caixa dois na campanha do deputado eram fortes e poderiam ter sido provados judicialmente, o que deu à prova “fragilidade significativa”.

 

<< PSDB desembarca do governo Rollemberg e abre caminho para disputa de 2018 em Brasília

<< Quatro anos de Lava Jato: 188 condenações na Justiça, nenhuma delas no STF

Resultados encontrados

Intervenção no Rio: veja como cada deputado votou

A predadora luta de tucanos contra seu mais vistoso exemplar

Eleitor, você pode determinar o fim do foro privilegiado

Câmara aprova urgência para projeto que disciplina lobby, mas texto só será votado em 2018

Deputados e senadores investigados no STF – Distrito Federal

Como os deputados votaram na MP que isenta de impostos petrolíferas estrangeiras

Pelo menos 10% dos deputados que salvaram Temer já são réus no Supremo Tribunal Federal

Quem livrou Temer da denúncia por organização criminosa; base teve perda de 12 votos

Quem ficou contra a investigação de Temer; veja lista parcial de votação

Quem já assinou presença na Câmara para votar a denúncia contra Temer

Os deputados que livraram Temer da primeira denúncia na Câmara

Rebelião na base de Temer quase leva à rejeição de foro privilegiado para Moreira Franco

Veja quem apoiou e quem barrou mudança na eleição de deputados. PMDB foi o principal derrotado

Pelo menos um terço dos parlamentares indicados à CPMI da JBS é investigado no STF

Congresso desengaveta CPI da JBS e quer chamar Janot, Joesley e Marcelo Miller

Quem são os parlamentares e financiadores de campanha que devem bilhões à União

Os réus e suas alegações para livrar Temer de investigação

Veja quem livrou Temer da investigação, estado por estado

O voto de cada deputado sobre o pedido de investigação contra Temer

Confira quem já confirmou presença na sessão que analisa andamento de denúncia contra Temer

De Maluf ao deputado da tatuagem, a lista dos integrantes da Câmara réus no STF

Os parlamentares sob investigação no STF e o que eles dizem

Confira os deputados que respondem a procedimentos no STF e o que eles dizem

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!