Senado aumenta juros de empréstimo de R$ 200 mi para SP

O projeto aprovado ajusta o juros de taxa Libor mais 1,55% para a taxa Libor mais 1,65% ao ano. O contrato de empréstimo foi celebrado entre o estado de São Paulo e a Corporação Andina de Fomento para financiamento parcial de programa de transporte e logística

Os senadores aprovaram nesta quarta-feira (5) o projeto de resolução que altera a taxa de juros do contrato de empréstimo de US$ 200 milhões entre o estado de São Paulo e a Corporação Andina de Fomento (CAF). Os recursos serão usados para o financiamento parcial do Programa de Transporte, Logística e Meio Ambiente do Estado de São Paulo. O projeto segue para promulgação.

Essa operação foi autorizada pelo Senado em agosto de 2013 e, agora, esse aditivo buscar ajustar a taxa de juros do empréstimo, que passará de taxa Libor mais 1,55% para a taxa Libor mais 1,65% ao ano, com efeitos retroativos à data de assinatura do contrato.

A chamada taxa Libor (London Interbank Offered Rate) é uma taxa de juros interbancária do mercado de Londres. Ela tem referência diária, calculada com base em taxas de juros para grandes empréstimos entre bancos internacionais no mercado londrino. A Libor geralmente é usada em transações internacionais.

De acordo com o parecer favorável à proposta apresentado pelo relator na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), a taxa de juros normalmente usada pela CAF é a Libor mais 2,65%.

Mais informações sobre comissões

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!