Randolfe sugere a Yoani Sánchez ir para Miami

Em discurso na tribuna do Senado, senador do Psol defende regime de Fidel Castro e diz que blogueira ignora conquistas de seu país e está a serviço de "outros interesses" que não o da maioria do povo cubano

O senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) usou da tribuna do Senado para prestar “apoio e solidariedade militante ao povo e à revolução socialista em Cuba”. Em discurso feito ontem (22), o senador do Psol criticou a blogueira e dissidente cubana Yoani Sánchez, cuja passagem pelo Brasil esta semana provocou polêmica e tumulto. “Talvez fosse mais interessante para ela viajar para Miami, onde seus amigos se encontram, já que os brasileiros têm profunda admiração pelo povo cubano e por suas conquistas sociais e econômicas”, afirmou.

Randolfe defendeu o regime cubano, implantado por Fidel Castro há mais de 50 anos. Segundo ele, Cuba dá exemplos ao mundo na área da saúde, na reforma agrária e na resistência ao embargo norte-americano. “Será que Ms. Yoani Sánchez aprendeu um pouco dessa história de seu glorioso povo? Sinceramente, parece-me que não, pois ela está a serviço de outros interesses e não dos interesses da maioria do povo cubano. Em suas aparições públicas em nosso país, essa dissidente só tem reforçado a propaganda contra o povo e a revolução cubana", discursou.

Leia a íntegra do discurso de Randolfe contra Yoani Sánchez
Tumulto marca visita de Yoani Sánchez ao Congresso
Cuba precisa de marco legal democrático, diz Yoani Sánchez

A filóloga e jornalista de 37 anos virou uma das principais inimigas do governo cubano por suas sucessivas críticas ao regime dos irmãos Castro, feitas em artigos publicados na imprensa estrangeira e na internet. Yoani veio ao Brasil para participar do lançamento do documentário Conexão Cuba-Honduras, do baiano Dado Galvão, do qual também participa. Ela só conseguiu autorização para deixar o seu país há menos de um mês após ter seu pedido de viagem negado por mais de 20 vezes nos últimos cinco anos.

A blogueira foi alvo de diversas manifestações de estudantes e simpatizantes do regime cubano. E defendida, no Congresso, por parlamentares do PSDB e do DEM, que pediram proteção especial a ela. Contrariando posição da maioria de seu partido, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) também saiu em defesda da dissidente, chegando a intervir pedindo aos manifestantes que respeitassem o direito de ela expressar a sua opinião.

Em visita ao Congresso, Yoani defendeu um marco legal democrático para Cuba. Ela disse que, ao criar o blog Generación Y, não pensava que sua vida fosse mudar tão drasticamente. O Brasil foi a primeira parada de uma turnê internacional que deve se estender por mais de dez países ao longo dos próximos três meses.

Leia a íntegra do discurso de Randolfe contra Yoani Sánchez


Veja ainda:

Yoani e os boçais
A falsa esquerda, Suplicy e Yoani
Randolfe sugere a Yoani Sánchez ir para Miami

Cuba precisa de marco legal democrático, diz Yoani
Tumulto marca visita de Yoani ao Congresso

Curta o Congresso em Foco no Facebook
Siga o Congresso em Foco no Twitter

 

Continuar lendo