Mensagens mostram MBL tentando isolar velha guarda do PSDB

Revista publica troca de mensagens de whatsapp em que expoentes do movimento, como Kim Kataguiri, falam em “deixar todo esse povo podre afundando com o PSDB”

Mensagens de whatsapp do Movimento Brasil Livre (MBL), de líderes como Kim Kataguiri, revelam que o movimento planeja isolar a velha guarda do PSDB, identificada como de esquerda, e se aliar ao grupo mais jovem. As informações foram publicadas pela revista Piauí, em seu site.

O grupo “MBL – Mercado” inclui os irmãos Renan e Alexandre Santos, o vereador de São Paulo Fernando Holiday (DEM) , o youtuber Arthur do Val e o funkeiro Pedro “D’Eyrot” Deiro. As mensagens, de 25 de julho até 27 de setembro somam 685 páginas.

<< MBL lança campanha por cobrança de mensalidades em universidades públicas

Numa delas, em 22 de agosto, Kim diz que “a ideia é deixar todo esse povo podre afundando com o psdb e trazer a galera mais Jovem e liberal pro mbl”. Alexandre Santos continuou: “Mas não estamos nos juntando ao PSDB. Muito menos ao Aecio, Beto Richa e Alckmin.” Uma das pessoas pergunta se o MBL tem “algum preconceito com pessoal mais velho”. E Kim responde: “Com os do PSDB temos preconceito, conceito e pós-conceito. São pilantras.”

Em 23 de agosto, Renan explica em um áudio: “Não bastava a gente tirar o PT do poder, estamos destruindo o PSDB ali, essa ala de esquerda tá desesperada, estamos pegando os melhores nomes deles e, ou eles vão sair, ou eles acabam fortalecendo e tomam partido e tiram essa esquerda aí. Mas a esquerda do PSDB tá desesperada, e não para de vir novas lideranças do PSDB pro time. Doideira. Bom dia, aí.”

<< Movimentos pre-impeachment de Dilma não veem motivos para o "fora, Temer"

<< Leia a reportagem da revista Piauí

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!