Le Monde cita o Congresso em Foco em reportagem sobre corrupção

Diário francês ouviu o site sobre os efeitos das denúncias envolvendo a Petrobras na sucessão presidencial, uma eleição que se projeta como a mais indefinida da história do país

Em reportagem sobre as denúncias de corrupção na Petrobras, o jornal francês Le Monde ouviu o Congresso em Foco sobre o impacto das revelações na corrida sucessória ao Palácio do Planalto. A publicação francesa destacou, no último dia 8, as denúncias trazidas à tona com a delação premiada do ex-diretor Paulo Roberto Costa, que envolveu nomes do governo, como o do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB).

"Mesmo sendo difícil mensurar o impacto e a amplitude das revelações, esse caso fragiliza ainda mais a presidente Dilma e a sua base aliada", afirmou Sylvio Costa, do Congresso em Foco, ao jornal francês. O jornalista brasileiro relembrou que Dilma foi ministra das Minas e Energia e presidente do Conselho de Administração da Petrobras. "Antes mesmo das revelações deste caso da Petrobras, a presidenta teve seu prestígio seriamente questionado em três atributos essenciais: sua capacidade de gestão, de direção e de luta contra a corrupção", destacou Sylvio.

O jornal francês mostrou na reportagem a ascensão de Marina Silva, uma ex-petista que ameaça promover um segundo turno extremamente acirrado com uma campanha indefinida como jamais se desenhou no Brasil, diz a reportagem.

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!