PF prende suspeito de planejar atentado em Brasília

Esposa do acusado, que é paquistanês, relata plano de detonação de explosivos no aeroporto da capital, de onde o suspeito embarcaria para São Paulo. PM descarta funcionamento de célula terrorista

Um paquistanês de 32 anos suspeito de terrorismo foi detido neste domingo (10) em São Sebastião, cidade a 26 quilômetros do centro de Brasília. A denúncia foi feita pela própria esposa do estrangeiro. Ela conta que o objetivo dele era matar os parentes dela e se suicidar amanhã (terça, 12) - plano que, segundo o relato da mulher, implicaria utilização de explosivos no Aeroporto Internacional de Brasília. A Polícia Militar e a Polícia Federal cuidam do caso. As identidades dos envolvidos não foram divulgadas.

A esposa do estrangeiro foi à delegacia para prestar depoimento por ameaças de morte a ela e à família. Porém, decidiu não assinar o boletim de ocorrência porque o marido está com a passagem comprada para São Paulo, nesta terça-feira (12) e, caso a ocorrência fosse aberta, ele ficaria preso. O retorno do suspeito ao Paquistão estava previsto para setembro, saindo de São Paulo.

A Polícia Militar nega que haja uma célula terrorista atuando na região e transferiu o suspeito para a Polícia Federal. Em nota, a PF informou ao Congresso em Foco que "estão sendo efetuadas buscas de informações junto a organismos internacionais" e que até o final do dia divulgará mais informações.

Leia a íntegra da nota da PF:

"A respeito do que vem sendo noticiado pela imprensa sobre um suspeito de terrorismo preso pela PM em Brasília: a Polícia Federal informa que ele e a esposa estão sendo ouvidos nas dependências da SR/DF, bem como estão sendo efetuadas buscas de informações junto a organismos internacionais. Amanhã (hoje) a PF soltará nota de esclarecimento sobre os fatos apurados."

Mais sobre Brasília

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!