Brancos, nulos e abstenções somam 61% dos votos na eleição para governador do Tocantins

 

Os eleitores do Tocantins demonstraram desinteresse pela votação que resultou na eleição do governador-tampão Mauro Carlesse (PHS) nesse domingo (24). Mais da metade do eleitorado deixou de comparecer, votou em branco ou anulou o voto. Na prática, Carlesse e o senador Vicentinho Alves (PR-TO), derrotado por ele no segundo turno, obtiveram juntos menos da metade dos votos possíveis.

Ao todo, 155,6 mil (23,4%) eleitores anularam o voto; 17,2 mil (2,6%) votaram em branco e 355 mil (34,8%) não compareceram ao local de votação. A soma representa 61% dos pouco mais de 1 milhão de eleitores tocantinenses. O percentual foi mais elevado do que o registrado no primeiro turno, em 3 de junho, quando 43,5% deixaram de escolher algum candidato.

Ex-presidente da Assembleia Legislativa, Mauro Carlesse é governador interino desde a cassação do mandato de Marcelo Miranda (MDB) e sua vice por crime eleitoral. Carlesse recebeu 75,14% dos votos válidos. Vicentinho Alves ficou com 24,86%.

O novo governador, que terá mandato até 31 de dezembro, poderá se candidatar à reeleição em outubro. Ele responde a dezenas de processos na Justiça e foi preso em 2015 por falta de pagamento de pensão à ex-mulher. Ele alega que fez um acordo para encerrar a disputa com a ex-companheira e que os processos a que responde são relacionados à sua atividade como empresário e não dizem respeito à sua atuação política.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!