“A gente não consegue organizar um país apenas fazendo reformas”, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o resultado do PIB de 2019 já era esperado e alertou para a necessidade de participação do Estado no crescimento econômico. O resultado foi divulgado na manhã desta quarta-feira (4) no Rio de Janeiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O país cresceu 1,1% no ano passado, menos que em 2017 e em 2018.

>Economia brasileira cresceu menos em 2019 que nos dois anos anteriores

Maia citou as reformas administrativa, previdenciária e tributária como fundamentais, mas alertou para a necessidade de investimentos públicos. "A gente não consegue organizar um país apenas fazendo as reformas, cortando, cortando, cortando", comentou.

Segundo Maia, o setor privado sozinho não vai resolver os problemas. "Acho que a grande mensagem do PIB que saiu hoje é exatamente que a participação do Estado será sempre importante para que o Brasil possa crescer e se desenvolver", disse. O presidente da Casa comentou o resultado do PIB após participar de ato de filiação do apresentador José Luiz Datena ao MDB

Pela manhã, ao deixar o Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) evitou comentar o resultado do PIB.

> Bolsonaro e humorista debocham de jornalistas e presidente não comenta PIB

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!