Congresso em Foco

Maia defende redução do salário do servidor público [fotografo]Gilmar Félix / Câmara[/fotografo]

Maia defende fim da estabilidade para servidores públicos

02.09.2019 17:00 15

15 respostas para “Maia defende fim da estabilidade para servidores públicos”

  1. Andre disse:

    Não justifica esse papo. A meu ver querem enfraquecer o serviço público tornando-o despreparado para fiscalizar e oferecer serviços de baixa qualidade a população. Já estamos atrás de muito países na quantidade de servidores . Agora querem abrir a porteira para apadrinhamentos. Uma vergonha.Já existe dispositivo de avaliação e punição de servidores, é só colocar em prática. Agora se o prefeito e governador abre vagas tanto para concursos e terceirizados que não se justifica devem ser punidos.

  2. Daniel Sousa disse:

    Esse Rodrigo Maia é um dos espécimes mais asqueirosos que existe na política brasileira, hipócrita e imoral!!! Como pode falar de enxugamento de máquina pública sem falar de fim de reeleição para qualquer mandato eletivo e redução salarial, aí sim tem uma diferença da iniciativa privada…qual salário na iniciativa privada se compararia ao salário dele???Demonizar o servidor público e acabar com estabilidade é um absurdo, avaliação de desempenho sim, é totalmente pertinente, agora, se acabar estabilidade deixa de existir servidor público e passa a existir servidor dos interesses desses ratos ou quem quer que seja.

  3. neli faria disse:

    Para os oportunistas políticos encherem o Serviço Público com as*po*ne desqualificados? Pela redução do número de senador, deputados federal, estadual, distrital, e de vereadores. Democracia não se faz com inflação de políticos. Pela redução dos cargos em comissão, inclusive no Legislativo e pela extinção do Fundo Partidário. Aí o senhor poderá falar em fim da estabilidade dos funcionários. Lamentável não ter nenhum estadista neste pobre Brasil.Só oportunistas.

  4. Reginaldo Lucia disse:

    Ruim são todos brasileiros pagarem com desemprego, carestia, etc., para manter os privilégios do funcionalismo público. Acaba com a estabilidade já!

    • Bento Sartori de Camargo disse:

      É o preço a ser pago pela irresponsabilidade dos Gestores Públicos anteriores e claro, esperamos que nessa gestão as coisas mudem mesmo com um bando de politiqueiros safados fazendo de tudo para atrapalhar as medidas necessárias para isso acontecer e claro: sempre no nosso Legislativo com muitos politiqueiros podres!.

  5. Fernando Luis disse:

    Desgraçado. Só pensa em prejudicar os outros. O fim da estabilidade dele, como político da pior espécie, quando vai ser?

  6. Bento Sartori de Camargo disse:

    Esse politiqueiro safado é um tremendo bagre ensaboado, ora porque esse verme “não conseguiu ver isso antes?” É um asqueroso mesmo, bem típico de pilantras na política desde Vereadores, Deputados e Senadores, todos vagabundos da pior espécie, os eleitores tem o “dever cívico” de dar um belo chute no traseiro de todos esses vermes na próxima eleição, aliás já começou na última, aguardem !!!.

    • Cleomar Filho disse:

      A questão que na epoca eleitoral se vendem meu amigo. Esse governo ai é pilantra e perseguidor. E poucos que entendem o que ocorre pagam a conta, como nós.

  7. IJJ disse:

    “A despesa corrente é muito forte”, CLARO, pagando R$ 400 BILHÕES de JUROS por ano para os bancos por conta de uma dívida que nunca foi discutida… CLARO, daí falta dinheiro mesmo.
    (Bancos = alguns milhares de investidores ricos que mamam nas tetas do governo por meio da dívida pública)

  8. Jose Oliveira disse:

    Ele deveria lutar para acabar com a reeleição dos Deputados e demais mandatários, limitando a um único mandato. Deputado não é profissão. Esses parasitas, dispõem do cotão, custam uma fortuna para o país e quando trabalham é só para ferrar o cidadão/contribuinte. Muitos desses Deputados, sem mandato, vão morrer de fome porque não sabem fazer mais nada na vida.

    • Cleomar Filho disse:

      Exatamente! Esse governo que aí está persegue o serviço público, não investe e que melhorias, falta tudo em segurança, saude. Em que mudaria na questão de gastos a reforma administrativa acabando com a estabilidade? Estão querendo (vão aumentar) o fundo eleitoral em bilhoes e não tem dinheiro, não entendo isso! Que tipo de governo temos. Era pra acabar com esse fundo

      • Bento Sartori de Camargo disse:

        Cleomar respeito sua opinião, mas convenhamos que os vencimentos ou seja os salários do funcionalismo em especial o dos políticos e funcionários do 1º,2º e 3º escalão e de autarquias em geral estão totalmente acima da média dos valores praticados na Iniciativa Privada para as mesmas funções nos três Poderes e nas três esferas e as coisas estão ficando cada dia pior. Ora onde já se viu a legislação permitir “gastos com folha de pagamento para pessoal do serviço público um índice de até 54%?, isso é simplesmente impensável na iniciativa privada, qualquer empresa que praticar essa política de remuneração de seus funcionários essa empresa fechará suas portas em no máximo 3 meses”. O que se espera e é fundamental para a economia como um todo que essa e outras políticas sejam devidamente adequadas para que seja justa e coerente para todos nós.

        • Cleomar Filho disse:

          Concordo com você plenamente Bento. Acho que tenha me expressado mal. Na verdade, acho imoral o salário aplicado a cargos do leislativo A ou B, eram desses que estava me referindo. Os salários altissimos, gastos de 11milhoes de reais por cada congressista, fundo eleitoral, não acredito ser o serviço público (funcionário) que esteja quebrando o pais ou os aposentados Também acho um disparate um salario de juiz, procurador, e ainda assim, terem direito a auxilio moradia, convertido agora em aumento pra eles, já que não poderia mais ser como auxilio moradia. Já se perguntou por que tanto medico, advogado, etc, que passam uma vida na faculdade para exercer sua profissão, de repente passa a ser político? Pra ser o bom, que agora quer cuida da sociedade? Nada disso, o povo precisa abrir os olhos, tanta gente querendo entrar pra politica porque é uma profissão hj. Os atuais que ai estão, bolsonaro dentre tantos outros há mais de 30 anos na vida politica, aposentam-se com salários enormes, veja o caso do sarney, entre outros. Tem-se que acabar comisso, alterar o texto contitucional, pois os poderes podem instituir sua politica salarial, assim como alguns orgaos da admnistração direta. Enfim seria uma otima discussão nossa, pois vi que você é uma pessoal como eu. Abraços e fica com Deus. Espero que daqui uns 500 anos (sendo otimista) esteja melhor, pena não estarmos aqui pra ver. rsrs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via