Congresso em Foco

[fotografo]Wilson Dias/Agência Brasil[/fotografo]

Hashtag #elenão impulsiona mais de 1,6 milhão de menções a Bolsonaro no Twitter

26.09.2018 16:51 6

Publicidade

6 respostas para “Hashtag #elenão impulsiona mais de 1,6 milhão de menções a Bolsonaro no Twitter”

  1. Jeferson Matos disse:

    Hora de renovar, hora de Amoêdo.

  2. 13582196 disse:

    Se quisessem ser respeitadas, bastavam evitar corruptos como o Ciro e o Haddad, poderiam votar em alguém como o Amoedo, também poderiam seguir sua cartilha marcar uma hora com o Bolsonaro para conversar com ele e convencê-lo a mudar suas posições, mas ao invés disso, agem como feminazis, agem como se fossem “reaças de esquerda”, de forma histérica, promovendo o ódio e preconceito contra o Bolsonaro…
    Não há nada pior do que pessoas que se dizem evoluídas mas que agem da forma que dizem detestar.

    • Fábio disse:

      A incoerência dessas artistas começa pelo fato de se dizerem defensoras da liberdade feminina, mas quererem ditar como as mulheres devem votar, como se fossem gado.
      Também há muita gente nesse movimento que ganhou milhões da Rouanet com os petralhas e Bolsonaro já disse que vai acabar com essa mamata indecente. Onde já se viu artista consagrado ganhar milhões enquanto o Museu Nacional queima por faltar 600 mil para sua manutenção?
      E onde estavam essas engajadas politicamente enquanto o PT destruía o país? E por que apenas atacam o candidato escolhido pelo povo e não têm coragem de dizer qual apoiam?
      O desprezo público que elas estão sofrendo é mais que merecido.

  3. Hideraldo Hito disse:

    #Ele não:
    Ele não é criminoso;
    Ele não é ficha suja;
    Ele não é condenado;
    Ele não está preso;
    Ele não é inelegível.
    Acordem, BOSTAS.
    JB17

  4. Fábio disse:

    Luisa, conte a história inteira. A reação à #Elenão foi #Rouanetnão que ficou em primeiro lugar no Twitter.
    Sugiro também que veja o vídeo da Daniela Mercury no youtube (na página “Dilma resistente”), fazendo a campanha dos artistas lacradores pró-petrolão: tem 19 mil likes e 1.053.702 dislikes – é simplesmente o segundo vídeo mais rejeitado de toda a história do YouTube Brasil. O de Letícia Sabatella na mesma página tem mais de 700 mil dislikes.
    Entre nos comentários no Twitter da Anitta, no post do #elenao: verá que tem milhares de comentários e 95% deles (sem exagero) são desfavoráveis.
    Para não falar dos vídeos ridicularizando esses artistas alienados da realidade social de youtubers conservadores e liberais, como do MBL, Diego Rox, Nando Moura, Olavo de Carvalho e Bernardo Kuster: são milhões de views.
    Quem lê essa reportagem desavisadamente acha que a população ficou a favor dos artistas, quando foi exatamente o contrário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via