Congresso em Foco

Joice Hasselmann considera uso de emendas de relator para obtenção de votos como "mensalão bolsonarista". [fotografo]STF[/fotografo]

A imprensa livre não pode ser asilo para discursos de ódio e destruição da democracia

20.04.2019 10:30 6

Publicidade

6 respostas para “A imprensa livre não pode ser asilo para discursos de ódio e destruição da democracia”

  1. Lucas disse:

    parei de ler na segunda linha quando o autor chamou dilma de presidenta, e que o impeachment foi “gopi”. ja vi que não tinha nada de util a agregar. da proxima vez acenda uma luz na hora de escrever, falar das trevas não ajuda.

  2. Adyneusa Moura Oliveira disse:

    Imaginem Moro escrevendo um texto desse, nunca veremos.
    Perdemos um grande homem do Direito, um legalista que hoje estaria fazendo a diferença ko STF ou no ministério da justiça.
    Mas dizem que temos o governo que merecemos, muito embora, muitos votaram inconsciente, muitos votaram conscientes, e são esses conscientes que junto às milícias estão tentando destruir o STF porque vivem na ilegalidade, fora da lei, são pessoas que sempre viveram ko esgoto da sociedade e querem legalizar seus crimes.
    Só i STF ainda pode restituir a democracia.

  3. Claudio Santos disse:

    Quem defende a manutenção da corrupção corporativa, gente que comunga com Nicolas Maduro, ditaduras africanas, castristas, chavistas ou bolivarianas não tem nem a moral nem a razão para abrir a boca em uma nação que agora caminha para a democracia plena como o Brasil. Se há algum discurso de ódio ou atraso da democracia ele vem do submundo dos partidos quadrilheiros, das facções criminosas e de seus comparsas eleitos pelos fanáticos e pelos que ainda não conseguem enxergar a grande oportunidade que temos para elevar o Brasil ao nível que este país merece.
    Alguns ministros do STF se equiparam aos bandidos que assaltam, estupram e matam na rua: como ‘VÍTIMAS’ da SOCIEDADE.
    Só que neste caso, além de posarem de vítimas, esses ministros assumem os papéis dos investigadores, dos promotores, dos juízes e dos executores ao mesmo tempo. Os réus são as pessoas que só querem ver o país a limpo, aquelas que querem voltar a andar nas ruas sem medo de serem felizes.

    • Warley Ferreira Dias disse:

      Por outro lado, “pessoas de bem” que exaltam torturadores e ditaduras que mentiram para dar golpes, e querem armas para matar favelado que assalta R$ 500,00 enquanto come churrasco com estelionatário que rouba milhões, e que apoia governos que armam terroristas para derrubarem governos a custo de milhares de civis, estes perturbados ficam com discurso de corretos pela internet.

  4. Carlos Ribeiro disse:

    Eugênio Aragão foi Ministro da Justiça em 2016, no governo Dilma Rousseff e notabilizou-se também por suas críticas à Operação Lava Jato, tendo afirmado que a operação estaria destruindo a economia brasileira, bem como por atuar como advogado da campanha eleitoral (fake) de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da República em 2018. Essas credenciais já (“qualificam” ou “desqualificam”?) qualquer comentário desse cidadão à respeito de qualquer tema relacionado à democracia do nosso país. Aconselho que não percam seu tempo lendo os argumentos tendenciosos e espúrios desse petista, como eu o fiz. Fato!

    • Warley Ferreira Dias disse:

      Por outro lado, “pessoas de bem” que exaltam torturadores e ditaduras que mentiram para dar golpes, e querem armas para matar favelado que assalta R$ 500,00 enquanto come churrasco com estelionatário que rouba milhões, e que apoia governos que armam terroristas para derrubarem governos a custo de milhares de civis, estes perturbados ficam com discurso de corretos pela internet. Eu por exemplo, também só li a primeira linha de seu comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via