Alexandre de Moraes recua de decisão e revoga censura a sites

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, na tarde desta quinta-feira (18), revogou a decisão que ele mesmo havia tomado no início da semana de retirar do ar reportagens da revista Crusoé e do site Antagonista revelando apelido com o qual o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli era tratado pelo empreiteiro Marcelo Odebrecht no âmbito da Lava Jato.

"Diante do exposto, revogo a decisão anterior que determinou ao site O Antagonista e a revista Crusoé a retirada da matéria intitulada “O amigo do amigo de meu pai” dos respectivos ambientes virtuais", destaca o ministro na decisão. Veja íntegra

Moraes é relator do inquérito aberto por Toffoli para apurar fake news, ofensas e ameaças contra o Supremo. A ordem para retirar do ar as reportagens foi dada após um pedido de providências do presidente da Corte na segunda (15). Comprovou-se que o documento sigiloso citado na matéria realmente existe", também escreveu Alexandre de Moraes no documento desta quinta.

 

>> Para Celso de Mello, censura judicial é autocrática e incompatível com liberdades

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!