Congresso em Foco

Policiais Militares [fotografo]Reprodução[/fotografo]

Bolsonaro sanciona fim da prisão disciplinar para policiais e bombeiros militares

27.12.2019 09:07 2

Publicidade

2 respostas para “Bolsonaro sanciona fim da prisão disciplinar para policiais e bombeiros militares”

  1. Mauro Donisete Holsapfel disse:

    Na antiga Guarda Civil de São Paulo, o guarda civil infrator era suspenso sem salário. Reincidentes eram expulsos. Era obrigatório concurso interno a cada seis meses. Quem não conseguisse passar, era exonerado. Quem passava, era promovido. Todos eram muito bem preparados e devidamente fiscalizados. Não foi por outro motivo que a FEB teve como companhia de polícia militar na campanha da Itália um contingente de oitenta e quatro guardas civis de São Paulo. Como a tropa brasileira era a mais disciplinada no front, nossa tropa de polícia militar foi utilizada para controle de tráfego no front, sendo elogiada pelo serviço prestado pelo comando aliado. No Brasão da Polícia Militar de São Paulo, cujas estrelas representam as campanhas das quais participou, uma delas pertence à Guarda Civil de São Paulo, que foi extinta e incorporada à PMESP em 1970, certamente obra dos fiadaputas de esquerda que reconheciam nela o que mais se parecia com ‘uma milícia armada bem treinada por um oficial de carreira’, como preconiza a Segunda Emenda da Constituição Americana, ‘para combater tiranos internos e externos’. Servi na PMESP de 1975 a 1989, mas meu ‘sonho de consumo’ policial era ser um guarda civil de São Paulo, como foram meu pai e o avô de minha mulher. A comparação entre o que era e o que poderia ter sido era dolorida. Hora da PMESP profissionalizar-se, para evitar ingerências de autoridades que não são especializadas em ações policiais. Desde 1964, nos EUA, é crime federal qualquer outra autoridade imiscuir-se nos trabalhos policiais. Lá, governador que se mete a policial puxa cana. Usurpação de função pública em atividade de alto risco deve ser severamente punida.

  2. Tereza Leonina disse:

    #MoroPresidente2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via