Reforma da Previdência: impactos fiscais e quem paga a conta

abono salarialContribuição Social sobre Lucro LíquidoeconomiaLuiz Alberto dos SantosNova Previdênciareforma da PevidênciaRegime Geral da Previdência Social
Comentários (1)
Comentar
  • Reginaldo Lucia

    O professor aí esqueceu-se de dizer que 42% da arrecadação do INSS vai para a aposentadoria do funcionalismo público que é uma parcela mínima da população. Isso sim é que é transferência de renda dos mais pobres para os mais ricos!