IBP avalia como “grave retrocesso” para o setor a MP da Eletrobrás

centro-oesteeletrobrasgovernoimpactosimpactos ecnômicosInstituto Brasileiro de Petróleo e Gásmarcos rogériomp eletrobrasnordestenortesetor elétrico
Comentários (5)
Comentar
  • Jorge Teixeira Carneiro

    Comissão de ”especialistas” do UOL defensores do cabide de emprego.

    • Marcelo Henrique

      Aprovar essa MP será um tiro no pé dos consumidores de imediato e a longo prazo.
      Sem contar que essa crise hídrica está acontecendo pois desde o governo Temer a Eletrobrás foi impedida de fazer investimentos nessa área.
      O Pinto fez um bom trabalho de deixar o saldo positivo, mas estragou o futuro do Brasil.

      • Jorge Teixeira Carneiro

        Crise hídrica se administra.
        É um fenômeno climático.
        Ou a culpa é do Bolsonaro também?

  • Paulo Chato

    Ainda que pareça necessária esta complexa privatização da Eletrobras, governo já mostrou que está começando tudo errado. Este processo vai durar 20 anos e não vai sair da maneira ideal. Melhor Bolsonaro abandonar esta ideia e deixar para algum governo futuro mais competente.

    • Marcelo Henrique

      Não vai abandonar pois prometeu vários bilhões para o centrão, e se no passado eles se corromperam por um punhado de milhões de reais imagina por bilhões.
      Por isso que a câmara aprovou sem ler o projeto.