Senado convoca ministro do Turismo para explicar denúncia sobre laranjas

Comentários (1)
Comentar
  • Valdir

    Eu solicitei que a CF pudesse citar os nomes das 4 candidatas, quanto cada uma recebeu e quantos votos cada uma teve. Assim daria para se determinar um corte para se considerar possíveis candidaturas “laranjas”. Pois bem, pelo que entendi em outra reportagem, dessas 4, uma recebeu R$ 60 mil. Portanto os R$ 279 mil é o somatório das 4 candidatas, e não individual, que pelo valor dá mesmo uma média de R$ 60 a R$ 70 mil reais cada.
    Analisei no site do TSE algumas candidaturas, e igual a essa denúncia, existem milhares de candidatas, de todos os partidos, que certamente foram candidatas “laranjas”. Assim, deve ser só uma questão de estarem pegando uma “prática criminosa” usada por todos e personalizando apenas as do PSL de Minas, com objetivo determinado. Vou postar aqui um dos exemplos:
    CANDIDATA: Tida do Brejinho
    Nº DA CANDIDATA: 5577
    PARTIDO: PSD
    ESTADO: Alagoas
    COLIGAÇÃO: MDB / PPS / PDT / PR / PTB / PT / PRTB / PODE / PRP / PSD / PMN / AVANTE
    VERBA RECEBIDA DO PARTIDO: R$ 450.000,00
    VOTOS RECEBIDOS: 233

    Entrem lá no site do TSE e vejam como foram gastos toda essa verba e comprovarão que essa candidata não fez campanha, apenas desviou dinheiro para os coronéis dos partidos.
    Me parece ser bem mais escandaloso que o caso das 4 candidatas do PSL, não?
    Principalmente nesse estado, Alagoas, se encontra vários casos “suspeitos”, diria “suspeitíssimos” de falcatruas realizadas pelas famílias Calheiros e Liras!
    O que isso nos demonstra? Que o nosso jornalismo está realmente em seu pior momento de toda história. Já não temos mais “Jornalistas”, com “J” (MAIÚSCULO)!
    São uns vendidos, sem caráter que não cumprem seu juramento de formatura, e atuam em benefício de seu bolso e de ideologias, ao invés de “INFORMAR VERDADES E COM IMPARCIALIDADE”!