Três pessoas por quarto e sem home office: as dificuldades do isolamento nas favelas

ceilândiacoronavíruscovid-19Favela da Rocinhaisolamento socialMarcelo FreixoOMSorganização mundial da saúdeRio de Janeirorocinhasol nascente
Comentários (0)
Comentar