Bolsonaro anuncia Marcelo Queiroga como novo ministro da Saúde

Eduardo PazuelloJair BolsonaroLudhmila HajjarLuiz Henrique MandettaMarcelo QueirogaMinistério da SaúdeNelson Teich
Comentários (8)
Comentar
  • Marjorie Fauvel

    É preciso que ele atente para a questão do transporte público insuficiente e deficitário que o trabalhador precisa usar para ir trabalhar. Caso não seja feita alguma coisa nesse sentido, continuaremos sem sucesso no combate à transmissão do vírus.

  • Tim Tim

    Ou aceitou ser capacho, digo, assistente do doutor das rachadinhas, ou não durará muito tempo no cargo.

    • Jorge Teixeira Carneiro

      Psiu, não desmereça a Sociedade Brasileira de Cardiologia.

  • Edison Sampaio

    Queiroga deve ter “topado a parada”, como topou o General Pazu e como NÃO topou Ludhmila Hajjar. Imagino q sim, já q foi aceito. Se topou seguir o q o Seu Mestre mandou, o Povo Brasileiro continuará lascado!

    • Felix

      Infelizmente o país perdeu uma candidata que realmente valia a pena: a dra. Ludhmila Hajjar!

    • Fabio Martins

      Lamentavelmente, teremos apenas a repetição do Pazuelo. Até porque, a mais gabaritada recusou a vaga “por divergências técnicas” (leia-se: ser a favor do uso de máscara e da vacina, ser contra tratamentos preventivos cuja eficácia é comprovadamente nula).

      Não tem jeito: pra ser ministro ou secretário deste desgoverno, tem que ser miliciano, milico e capacho – tudo isso junto

  • Geraldo

    ESPERO QUE NÃO SEJA OUTRO FANTOCHE, QUE SERÁ TAMBÉM RESPONSABILIZADO POR TODAS ESSAS MORTES!!!

    • Felix

      Não há como não ser.