Decreto de Bolsonaro beneficiou ao menos 351 condenados por posse ou porte de armas, diz jornal

armascrime organizadoDecreto 9.847/2019decreto das armasestatuto do desarmamentoExércitoJair Bolsonaromilíciastraficantesviolência
Comentários (0)
Comentar