Domingos Sávio (PSDB-MG)

Responde ao Inquérito 3231 (propaganda eleitoral). Diz que é investigado por ter distribuído folheto na campanha de 2010 ressaltando sua contribuição  para o calçamento de uma rua, o que um adversário denunciou como falso. “A Justiça verificará que a obra foi executada com recurso de emenda parlamentar de minha autoria. O que fiz foi informar à população sobre minha atuação parlamentar, o que é minha obrigação”, defende-se o deputado.

Leia a íntegra da resposta:

“O inquérito 3231, que tramita no STF, diz respeito a uma ação através da qual o prefeito do município de São Sebastião do Oeste, em Minas Gerais, alega que divulguei informação inverídica em propaganda eleitoral distribuída na cidade. Nas peças de campanha produzidas para todos os mais de 100 municípios onde atuo, elenquei as realizações de nosso mandato parlamentar por cada um deles. No material de São Sebastião do Oeste, entre muitas outras realizações, está a liberação de recurso para a construção de praça na comunidade de Serra Negra. Tais recursos foram garantidos através da emenda orçamentária 786, de minha autoriza, que deu origem ao convênio 1219/2010 com a Secretaria de Transportes e Obras Públicas – SETOP. No entanto, o prefeito alega que a obra foi realizada apenas com recursos da municipalidade. O inquérito foi instaurado pelo Ministro Marco Aurélio, que já solicitou as informações da prefeitura, da SETOP e da Assembleia de Minas para checar a informação. De minha parte, estou confiante de que a justiça verificará por si mesma que a obra foi executada com recurso de emenda parlamentar de minha autoria, em consonância a um histórico de muito trabalho por São Sebastião do Oeste em todos esses anos de vida pública.”

Continuar lendo

Publicidade Publicidade