Congresso em Foco

"A representação de agentes e ex-agentes públicos federais pela AGU já está suficientemente prevista na legislação de regência há muitos anos, de modo que a previsão contida no artigo 73 da MP 870/2019 é redundante e, portanto, desnecessária", postula a advogada da União Vanessa Affonso Rocha[fotografo]Reprodução[/fotografo]

A representação judicial e extrajudicial de agentes públicos pela AGU e as MPs 870 e 872

09.02.2019 12:36 0
Atualizado em 13.02.2019 23:23

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via