Congresso em Foco

[fotografo]Jefferson Rudy/Agência Senado[/fotografo]

Veja como cada senador votou no veto ao congelamento de salário de servidores

20.08.2020 09:58 89

89 respostas para “Veja como cada senador votou no veto ao congelamento de salário de servidores”

  1. Ronaldo Andrade disse:

    não vamos esquecer de expulsar o Romario da vida publica……tá pobre e quebrADO, VAI LAVAR PRATO, SEU CORNU

  2. MOZART FALEIROS disse:

    O Brasil é o país dos privilégios assegurados por lei e pela Constituição. Os agentes públicos sangram a população trabalhadora e fazem muito pouco para transformar o Brasil em um país moderno. Os políticos brasileiros, com raras exceções, são pusilânimes, egoístas e cínicos, incapazes de fazer do país um lugar melhor.

  3. Luís Fernando Prado disse:

    Eu votaria contra o aumento dos servidores, mas por que só os militares tiveram direito ao aumento?

    • Marco Ullmann disse:

      Amigo, não caia nessa ladainha, que falam sobre os militares. Entre os que querem lapidar o país e nossa riqueza, estão as FFAA.

  4. Luís Fernando Prado disse:

    Quero ver os senhores deputados e senadores votarem “SIM” para o retorno da cobrança do imposto sobre lucros e dividendos, barrado no governo FHC, e para a taxação sobre as grandes fortunas.

  5. Daniel Da Silva Medeiros disse:

    Cajuru, Anastazia, Mara Gabrili, Major Olimpio, Alvaro Dias… que vergonha… até voces?

  6. Daniel Da Silva Medeiros disse:

    Que vergonha, dois senadores de SP, Mara Gabrili e Major Olimpio votaram não… só pensam em prejudicar o governo, mas quem de fato será prejudicado seremos todos nós, o Brasil sairá perdendo…

  7. Sedus disse:

    … e o inútil do Presidente do Senado Sr Alcolumbre, ausente em votação da maior importância!!!! parasita!

  8. Sedus disse:

    Que vergonha!!!! a esquerda votando para o País quebrar! Figuras que causaram tragédias no País como Fernando Collor et caterva, colaborando para o desequilíbrio. Transformar o dinheiro destinado para a maior crise da saude que se tem conhecimento em aumento de salários. Traidores e canalhas!!!

  9. Macedo Junior disse:

    NINGUEM NASCE SENADOR….VOCES ELEITORES É QUE OS CRIAM E OS MANTÉM…Na proxima eleição corte seu dedo de apertar a tecla verde da urna eleitora…Voce vai ver como o brasil vai melhorar….

  10. Claudio Mazzutti disse:

    SENADORES DO VOTO NAO NA VOTAÇAO DE ONTE , ESPEREM QUE NAS ELEIÇOES VCS VAO SER LIXADOS DO SENADO SEUS SAFADOS

  11. Claudio Mazzutti disse:

    SENADORES QUE VOTARAM NAO SO P/ FUDER O BRASL NAS URNAS VCS VAO SER LIXADOS DE DO SENADO CORJA DE SAFADOS

  12. Hormuz Decebal disse:

    O reajuste nada mais é senão a recomposição das perdas do poder aquisitivo do salário em vista da inflação. Nada mais justo, portanto. Todo trabalhador, seja ele da esfera pública ou privada, deve ter direito ao reajuste. Engraçado como ninguém se insurge contra o reajuste dos pedágios, das tarifas de ônibus, do preço dos produtos alimentícios etc.

  13. Letícia disse:

    De fato, não Podemos confiar em ninguém…

  14. BozoAsno disse:

    O senado enrabou o bozo.

  15. João Paulo disse:

    Quem está reclamando do aumento aos servidores e não foi até seu chefe se recusar a receber dissídio é hipócrita. Todo empresário, comerciante ou prestador de serviço que não mantiveram seus preços e lucraram no período e estão reclamando do aumento aos servidores são hipócritas. Se está na lei que os caras tem que receber aumento, acabou a discussão.

  16. João Carneiro Junior disse:

    Só pra constar, na tabela dos senadores pelo estado do Pará está o nome Helder Barbalho, porém o mesmo é o governador do Estado do Pará portanto está errado na reportagem, possivelmente o nome deveria ser do senador Jader Barbalho a constar na tabela e não do governador Helder.

  17. Joaquim Fernandes disse:

    Esse desgoverno, só o prestigiado centrao pode manter.

  18. Silvestre Antonio Schmitt disse:

    Senadores irresponsáveis e corporativistas votando, junto com o STF, para livrar o funcionalismo público de qualquer participação no esforço que está sendo feito por todos neste momento de gastos extraordinários para minimizar os maus efeitos da pandemia. Crápulas! Merecem o mais amplo repúdio dos eleitores.

  19. Eduardo Pires disse:

    Deu aumento para os milicos parasitas, o que vcs acham que ia acontecer com o resto? Fica protegendo esses parasitas que já têm só de reformados “aposentados” 5000 generais ganhando 22 mil reais de aposentadoria e apenas 300 na ativa. Alguém explica isso?

  20. Guido disse:

    Nossos queridos senadores do RS. Vocês não tem vergonha não? Gostaria de poder chutar o traseiro de cada um de vocês. Jogam contra o povo. Cretinos.

  21. P Sanchez disse:

    É interessante ver Kajuru e Lasier Martins votando junto com a esquerda…Depois ambos se colocam na mídia a favor do Brasil , mas na verdade só pensam no própio bolso.

  22. Paulo K disse:

    Em setembro vem uma missão da China para “as compras”. Pelas besteiras
    feitas e dólar subindo, vai sair barato para eles. Ou a votação já foi
    feita com esse propósito?

  23. soeumesmo disse:

    psl e pt votando juntinho pra ferrar o povo lindo

  24. JOVEMPANETONE disse:

    Êsse governo decrépito conseguiu bagunçar e injustiçar toda a cadeia salarial. Concede´e mantém aumentos e privilégios de Forças Armadas, militares, Judiciário e funcionalismo público parasita improdutivo de alto escalão, como políticos, etc… Por outro lado, não consegue administrar os salários dos outros servidores, se limitando apenas a decretos forçados. É o famoso Robin Hood às avessas. O funcionalismo privado, pagador de impostos, legítimo trabalhador, sujeito a demissão sem estabilidade nenhuma, continua sustentando essa casta maléfica, danosa, ultrajante e maldita.

    • Zizi disse:

      Passa um pomadinha no cotovelo que passa a dor.Ou preste uma concurso se tiver capacidade.

      • JOVEMPANETONE disse:

        Não preciso, parasita … tenho formação própria e não me encosto no governo prá nada.

      • FHC disse:

        Que tristeza esse seu comentário. Ter capacidade (e muita sorte) é conseguir se manter empregado no mercado privado, no meio desta pandemia. Ficar engordando dentro de casa, mamando nas tetas do governo e ficar defendendo o “#fique em casa”, é falta de capacidade, precisando ser mais útil digníssima.

  25. Nivaldo R. Passos disse:

    Não esqueceremos de gente como Antonio Anastasia, Alvaro Dias, Jorge Cajuru, Jarbas Vasconcelos e Mara Gabrilli. Cito estes em função de defenderem posições em público e não as confirmarem no voto. Os demais que votaram não são calhordas de quem nada se espera. Porém esses aqui citados foram irresponsáveis com o cidadão comum brasileiro e não serão esquecidos por isso.

    • JOVEMPANETONE disse:

      Endosso seu comentário… acrescente-se o falastrão MAJOR OLÍMPIO, RANDOLFE RODRIGUES e o tal do ROMÁRIO inútil. Certamente esses hipócritas têm parentes pendurados nas tetas do governo também…. Ressalte-se um tal de HUMBERTO BOSTA… êsse aí vota contra tudo … é a expressão mais alta da maleficência do Senado.

    • Ivan Antonio Santos disse:

      Eu tinha até um certo respeito pelo Álvaro Dias, justamente pelo seu discurso, que me parecia bastante coerente, demonstrava lucidez, sabedoria, mas depois deste triste episódio……

    • André Dias disse:

      faz arminha que passa kkk

    • Antonio Carlos Wanderley disse:

      Desculpe mas “transferir a culpa do estado falido” aos servidores do executivo é muito pior que falta de bom senso, conhecimento e má fé. Os salários de todos os servidores é publicado no portal da transparência de todos os estados, municípios e govnerno federal, basta querer enxergar. Procure saber quanto ganha um médico, um professor, um policial, um coletor de lixo, e tantos outros que tentam dar uma infraestrutura para a população. Deixe de escrever asneiras baseado em achismo ou em falas de incompetentes que buscam de qualquer forma arrecadar mais. Se o governo tivesse um minimo de competência já teria apresentado um projeto de desburocratização do serviço público para poder reduzir o número de servidores não precisando subsituir cada aposentado ou afastado. Os políticos sabem como “manipular” os ingênuos ou seguidores alienados que é colocando a culpa nos servidores. Os servidores públicos não criaram a burocracia só passaram por um concurso, aliás, bastante difícil para exercer a função.

      • FHC disse:

        Os servidores públicos não tem culpa, concordo. Mas deveriam receber o mesmo tratamento do mercado privado, que desde o inicio da pandemia sofreram com demissões, redução da jornada e do salário, suspensão do contrato de trabalho…

        • Antonio Carlos Wanderley disse:

          As demissões de servidores é só por justa causa, entretanto, muitos estados e jmunicípios estão “cobrando” este tratamento muito antes da pandemia. Por exemplo, o Paraná congelou os vencimentos dos servidores há 6 anos e passou a descontar previdência o que resultou em quase 50% de redução nos vencimentos neste período. Repito, não foncunda servidores dos executivos que são criminalizados por este ministro e seu “chefe cupremo” com os demais poderes que, por exemplo, um auxilio moradia é maior que a média de salários dos servidores dos executivos e isents de IRPF.

          • Helena Zappas Ocaña disse:

            Todos esses “direitos” que os servidores públicos tem, vem de longa data, conquistados por políticos que só visam votos e seus apadrinhados. São esses mesmos políticos (Partidos) que hoje votam a favor do aumento de salário em plena pandemia. Então, políticos e servidores públicos, que são PAGOS com o dinheiro do contribuinte é que mandam no Brasil. GENTALHA que se dependuram em cargos públicos, na grande maioria, por não ter capacidade de se sustentarem em empresas da iniciativa privada. A limpeza recém começou…

          • Antonio Carlos Wanderley disse:

            Primeiro “não se dependuram” fizeram por merecer, estudaram, se submeteram a um concurso que não é muito fácil, são competentes e trabalham como qualquer outro funcionário de qualquer outro lugar. “São pagos com dinheiro do contribuinte” que são os beneficiários dos serviços prestados como você paga o cabalereiro, a manicure, o dentista, o pintor de parede, o mecânico, etc. O “que você paga” é para os servidores públicos estarem à tua disposição quando precisar de um hospital público, um médico, uma ambulância para socorre-la num acidente, um policial para defender tua vida ou teu patrimônio, um professor que vai garantir um futuro melhor para teus filhos, quem sabe no futuro, deixarem de votar nestes políticos imorais, incompetentes, corruptos, desonestos, demagogos e populistas que nos levam a estas crises morais e economicas, que os tornem pessoas mais edcuadas e respeitosas com seus semelhantes, que não fale asneiras só por inveja ou absoluto desconhecimento do assunto, etc. . Eu acho que faltou capacidade para você ingressar no serviço por isto esta destilando teu ódio contra quem foi mais competente e, segundo você, ganha muito e não faz nada. Aliás, a maior prova de que não sabe o que esta falando é “que alguém votou a favor de aumento” quando tentaram impedir a imoralidade de tratar desigualmente todos que recebem “o que você paga”. Pelo teu comentário é evidente que você não sabe que muitos estados e prefeituras “já congelaram os salários dos servidores há 5, 9 anos” e que existe a “lei de responsabilidade” que limita “o montante que pode ser gasto com pessoal”, portanto, nenhum prefeito ou governador excederia este limite porque estaria sujeito às penas da lei.

      • Egidia Leocádia disse:

        Perfeito!

      • Marcio disse:

        Funcionalismo público é uma elite no Brasil, algum teve seus salários reduzidos devido a pandemia?
        Podemos considerar o funcionário público como um ser de outro planeta, pois nada o afeta, crises financeiras é só para os trabalhadores que pagam os ralam pra caramba pra pagar os salários dos mesmos.
        Vamos acordar aí galera!!!!!!!!!!!!!!

        • Antonio Carlos Wanderley disse:

          A falta de informação leva a estes esntendimentos distorcidos. Vou citar meu caso: Há 6 anos não tivemos um centavo de reposição inflacionária e neste mesmo tempo, além da falta de reposição passaram a nos descontar previdência social o que resulta uma redução dos vencimentos de quase 50%. Para tua informação, o estado não pode gastar mais que um percentual da arrecadação em despesas com pessoal, portanto, quando atinge este limite ou se aproxima dele os salários são congelados. Você esta acostumado a ver aumentos do judiciário, todos os anos recebem aumentos reais, aliás, vimos recentemente desembargadores de um estado recebendo 100 mil “de bônus covid-19”, duas férias por ano, auxilio moradia isento de IRPF maior que a média dos salários dos executivos. Só para evitar polêmicas procure saber quanto ganha um professor da rede pública que são “servidores do executivo”, um policial, um médico, um enfermeiro, o coletor de lixo, etc. Não coloque todos no mesmo saco é injusto e só cometerá o mesmo erro que este ministro e seu “supremo chefe”, ou seja, instigar a população contra os servidores. Você já viu quantos “cargos comissionados temos no Brasil”? Sabe quem são, como são contratados, quanto ganham, o que fazem? Aquela senhora que vende assai na prai e recebe como “assessora parlamentar” em Brasil “não é servidora”, assim como aquela estudante que frequenta curso a 170 Km de onde recebe como “assessora parlamentar” e em 2, 3, 5 anos de “serviços” sequer tem o crachá orbigatório para frequenta a ALERJ, etc.

          • Ronaldo Andrade disse:

            vai pra iniciativa privada….lá voce tem que TRABALHAR, não é só sugar nas testas do governo, como TODOS os parahsitas o fazem…khorruPTo.

          • Antonio Carlos Wanderley disse:

            Mesmo tendo trablhado metade dos meus 34 anos de trablho na inciiativa privada eu diria para você “estude, preste um conurso, concorra com milhares pela vaga e se mantenha no período probatório no serviço público”. Além de mudar de opinião você deixaria de ser um frustrado que só consegue se nivelar aos outros se conseguir derruba-los ao nível que você conseguiu chegar.

      • Ronaldo Andrade disse:

        Imbhecil KhorruPTo, todos na iniciativa privada foram afetados de um maneira ou outra, porque voce acha que os parahsitas tem direito a aumento neste momento ?

  26. RPDBH disse:

    Helder Barbalho não é senador.

  27. wilcax disse:

    È um país surreal mesmo. A constituição (mínuscula mesmo) prega que todos são iguais. O funcionalismo é mais igual que os outros. Não perdem emprego, tem aumento quando todos estão perdendo renda, não podem ser mandados para rua mesmo tendo uma boa parte de parasitas, e alguns ainda se acham habilitados a receber auxilio emergencia. Parabens demagogos

    • cbetti disse:

      momento algum os servidores estão impleiteando aumento salarial, reajuste , etc, o Senhor Paulo Guedes sabe disso, a elite sabe disso, o veto trata se de manter direito ou não, ele fala em sacrificio, qual ? os banqueiros fez ate agora? alias servidores esta disposto a ficar sem aumento por mais cinco anos , mas congelar direitos previstos.

  28. Antonio Bastos Bastos disse:

    Os senadores que derrubaram o veto do Presidente só visaram duas coisas: Eleições e desgastar o Presidente. Eles não pensaram no país, que vive uma crise financeira por causa do vírus chinês. Já os servidores que querem aumento são os vadios, pois servidor responsável não tá reivindicando aumento salarial. Os dois senadores do Maranhão que votaram pela derrubada do veto jamais terão o meu voto.

  29. Antonio Carlos Wanderley disse:

    Se tivesse tido um minimo de bom senso, responsabilidade e respeito aos brasileiros e tivesse incluído na reforma da previdência os legislativos, judiciário e forças armadas e, proposto o mesmo congelamento de salários a todos seria compreensível, entretanto, estas aberrações que vem praticando como se os trabalhadores da iniciativa privada e os servidores dos executivos onde estão os profissionais da saúde, da educação, da segurança e toda a infraestrutura do estado fossem os criminosos ou “parasitas” como diz o ministro, são descabidas e imorais.

    • Marco Ullmann disse:

      Melhor!
      Por que não passamos TODOS a termos o regime das FFAA?
      Sem FGTS, sem hora extra, sem quinquênio, sem anuênio, sem hora pra sair…
      …alguém conhece algum filho de deputado ou senador nas FFAA?

  30. silvio lopes vieira disse:

    A esquerda sempre contra tudo…… kkkkk….

    • Antonio Carlos Wanderley disse:

      E a diretia à favor dos privilegiados que causam os maiores rombos no nosso orçamento, ou seja, os servidores dos legislativos, judiciário, forças armadas e os políticos com seus salários monstruosos para não produzierem nada, com suas verbas imorais que não passam de salário disfarçado e isento de IRPF, incluindo os “assessores” que são “racham” seus salários com os parlamentares e que nunca compareceram ao trabalho.

      • Nivaldo R. Passos disse:

        Quem vota com funcionário público não é a direita, mas sim os partidos de esquerda. esses sim se perpetuam no poder com base na concessão de privilégios ao funcionalismo e a funcionários como você!

      • André Dias disse:

        bem isso so gente burra que não entende e acha que funcionarios publicos ganham rios de dinheiro, ao inves de cobrar dos politicos pra abaixarem seus salarios e do presidente também que deu aumento pros militares essa direita hipocrita cobrou alguma coisa disso , agora vem querer moral de alguma coisa

  31. Renato Lima disse:

    PARLAMENTARES CANALHAS QUE NÃO TEM NENHUM COMPROMETIMENTO ,NÃO COM O PRESIDENTE , MAS SIM COM AS FINANÇAS DO PAÍS . ENQUANTO MILHÕES PERDERAM SEUS EMPREGOS E RENDA ESSES CANALHAS CONCEDEM AUMENTO A QUEM TEM SEUS PROVENTOS E BENESSES GARANTIDOS . VERGONHA DESTA RAÇA .

    • Antonio Carlos Wanderley disse:

      E por que não estão incluídos os maiores salários de servidores que são dos legislativos, judiciário e forças armadas? Você tem noção de quem são os servidores que ele quer congelar os salários? Aliás, conv´me dizer que, em sua maioria, estão com salários congelados há anos, recebendo salário parcelado, etc. São os profossionais da saúde, da educação, da segurança, da coleta do lixo, e que cuidam de toda a ifraestrutura do estado. Convém lembrar que legislativos, judiiciário e forças armadas recebem aumentos reais todos os anos além de inúmeras verbas imorais.

      • Dauro Souza disse:

        Convém vc pensar o pq que estão com salários parcelados… por falta de verba, e aí com toda sua inteligência aumentar resolve o problema? temos que brigar tb para evitar aumento para os outros citados e não virar uma casa da mãe JOANA,… meu jesuiso…afffff

        • Antonio Carlos Wanderley disse:

          Quando os políticos imorais, irresponsáveis, incompetentes e populistas passarem a gastar só o que arrecadam com um minimo de bom senso isto estará resolvido. Caso não lembre ou se faça de esquecido, no período militar a carga tributária era de 16% do PIB e foi a época que o pais mais investiu. O que quebrou as finanças dos estados não foram os servidores dos executivos e sim a corrupção, as obras superfaturadas, etc. Ach que você não entendeu a proposta deste ministro. Ele quer “congelar” salários dos servidores dos executivos, ou seja, dos profissionais da saúde que atendem teus filhos nnos hospitais públicos, os professores que poderão melhorar o futuro dos teus filhos e, principalmente, orienta-los para que políticos deste tipo nunca mais sejam eleitos, são os policiais que enfrentam criminosos portadores de AR 15, AK 47, etc com pistolas ponto 40, são os coletores de lixo, etc. Se você, com um pouco de coerência e usando os instrumentos disponíveis fizer uma pesquisa vai ver que, por exemplo, os “auxilios moradia” do judiciário é maior que a média dos salários destes servidores criminalizados. Caso não tenha lido, fui bem claro em outros comentários que “este governo só teria moral para fazer isto se não tivesse criminalizados os trabalhadores da iniciativa privada com sua reforma da previdência e com os privilégios concedidos aos demias servidores dos legislativos, judiciário e forças armadas.

          • Dauro Souza disse:

            Ok, só me responde uma dúvida… Partindo do princípio que 5% da população são funcionários públicos ou em torno de 11,4MM, vamos a algumas questões:
            Qual a taxa de desemprego do setor público na pandemia?
            Qual o risco de perca de emprego do setor público na pandemia?
            …..
            ….
            Fácil né amigo…0000000000000%

            Ou seja esses mesmos 5% que não perderam o emprego e NEM VÃO perder precisam de aumento?, eles JÁ SÃO BASTANTE SACRIFICADOS, não podem ser mais “sacrificados”….

            No mínimo uma falta de coerência enorme…..

            Quanto a políticos imorais, irresponsáveis e etc essa é outra luta…, e moral ou não do governo não vou entrar no mérito pois não se trata disso e SIM de uma questão básica de economia e sobrevivência.

          • Antonio Carlos Wanderley disse:

            Vamos lá: Antes de mais nada você não tem a menor noção de que seja o serviço púnlico. Para contratar servidores é necessário meses para elaboração de um concurso, uma estrutura enorme até a contratação, bastante tempo de treinamento, etc. para que “comece a produzir” cumprindo as funções inerentes ao cargo. Portanto, bem diferente de uma empresa privada que tão logo retorne às atividades contrata em 1 ou 2 dias. Convém lembrar que numa empresa privada covê escolhe o funcionário pela qualificação e no serviço público por concurso; Você não leu a matéria ou precisa que alguém desenhe. Vamos “desenhar” Não se trata de “dar aumento” e sim derrubar o veto “que proibe” aumentos. Parece que você não sabe ou não quer enxergar que vários estados e municípios já congelaram salários de servidores há 6, 9 anos, ou seja, sequer receberam a reposição inflacionária que todos na iniciativa privada receberam, portanto, estão, ainda que involuntariamente, contribuindo bem antes da pandemia. Muitos estados municípios pagaram e, ainda, estão pagando salários em parcelas, devendo décimo terceiro, além de estarem pagando mais previdência. Em nenhum de meus posts eu defendi aumento na atual situação, apesar de, como já citei, muitos estão com 40, 50% de defasagem nos seus vencimentos por falta de reposição e aumento de previdência. Minha indignação é com o tratamento desigual dado aos diferentes serviroes públicos. Vamos voltar um pouco no tempo: A refomra de previdência criminalizaou os trabalhadores da iniciativa privada condenando-os a trabalhar até 65 anos e deixando de fora os servidores públicos e forças armadas, aliás, este útlimo que contribui para previdência com 7,5%. Sempre defendi uma reforma da previdência mas que fosse para todos iguais. Agora, esta proibição “é só para os servidores dos executivos”, ficando de fora os legislativos, judiciário e forças armadas, convém lembrar que estes 3 recebem aumentos reais todos os anos porque não estão sujeitos “á lei de responsabilidade” que proibe gastos com pessoal além do permitido. Convém, ainda, lembrar que os servidores dos executivos em todos os níveis são os menores salários você pode constar isto nos portais dos próprios poderes. Por outro lado, você deve saber que este “servidores que você criminaliza” achando justo “pagarem a conta sozinhos”, são os profissionais da saúde, da educação, da segurança, da limpeza pública, etc. e não aqueles que têm dois meses de férias por ano ou que não aparecem nos parlamentos por 6 meses em anos eleitorais. Finalmente, “falar em questão básica de economia e sobrevivência sem falar em imoralidades, irresponsabilidades, etc. de políticos e não querer entrar no mérito me parece um paradoxo irracional. São eles que determinam onde gastam, de que forma, e quem embolsa as rachadinhas, propinas, etc. e não os servidores públicos que você criminaliza.

          • Dauro Souza disse:

            Em sex, 21 de ago de 2020 às 16:40, Disqus escreveu:

          • Helena Zappas Ocaña disse:

            Então… Antonio Carlos Wanderley se o governo não consegue que o congresso (corrupto) colabore, vetando aumento “neste ano” de pandemia, aos servidores públicos, como tu sugere e qual é a grande articulação que tu acha que o governo deve fazer, para tirar as regalias do próprio congresso???? Diz aí!!!

          • Antonio Carlos Wanderley disse:

            Tratando todos com igualdade como já citei em outros comentários, ou seja, desde a refomra da previdência todos os funcionários da iniciativa privada que foram criminalizados como responsáveis pela “quebra da previdência”, e o “congelamento de salários” para todos os servidores dos executivos, legislativos, judiciário e forças armadas. Não defendeo aumento em meio a esta pabndemia mas você parece não saber que vários estados e municípios estão com os salários de servidores sem, sequer, reposição inflacionária há 6, 9 anos enquanto legislativos judiciário e forças armadas além de aumentos reais, ainda, continuam com suas promoções, privilégios, etc. Lembre que profissionais da saúde, da educação, segurança, etc. “são servidores dos executivos”, portanto, além de ganharem os menores salários são os que não terão reposição. Meu racioncínio é simples, os recursos adveem do mesmo lugar, portanto, é absolutamente imoral que sejam “distribuídos” de fomra diferente.

        • Antonio Carlos Wanderley disse:

          Acho que você deveria ler novamente ou pedir para alguém desenhar. Não se trata de “dar aumento” e sim de “não proibir já que vários estados emunicípios, sequer, concedem as reposições inflacionárias há anos”. Com mnha inteligência, foi o que afirmei em todos meus posts, “que é inaceitável o tratamento desigual”, portanto, não sou contra impedir aumentos na situação atual desde que fosse para todos e não seletivamente. Infelizmente a maioria da população, por falta de discernimento, também elegeu os servidores que menos ganham como “bodes expiatórios”, já que a população “acha” que são os que ganham bônus Covid-19 de 100 mil para enfrentar a pandemia, auxilio moradia, verbas isentas de IRPF que recebem só apresentando notas fiscais de combustíveis, restaurantes, etc.

  32. Jorge Moraes disse:

    É fácil de resolver! Convocação da imprensa nacional e internacional e dizer não consigo governar o país com tantos só pensando no melhor para mim e minha família! Só pensando o que é melhor para mim, os demais brasileiros que se explodam…

    • cbetti disse:

      Paulo guedes tem comprometimento com povo? os servidores paulista por rexemplo estão sem aumento desde 2014 e todas categorias estão ciente que não e momento de aumento salarial , reajuste ou algo parecido, os que estão votando é sim a usurpação de direitos previstos em leis como quinquenio, sexta parte que o servidor trabalha 20 anos para conquistar e quando falta alguns meses ou ate mesmo poucos anos vem perder este direito.

  33. Alex Garcia disse:

    É isso aí, servidores querendo aumento salarial enquanto o povo está perdendo emprego e está sem dinheiro. Isso aí, e quando o povo critica o servidor público não gostam. O servidor público é fol gado sim, aproveitador, oportunista e desumano com a atual situação das pessoas do Brasil.

    • cbetti disse:

      momento algum servidores estão solicitando aumento salarial, alias estamos desde 2014 sem e sabemos que não é momento, a midia e a elite esta vendendo isso.

    • Antonio Carlos Wanderley disse:

      Há muitos anos os servidores dos executivos deixaram de receber até a reposição inflacionária. Sabe quem são os que você tacha de oportunistas? São os médicos que atendem teus filhos nos hospitais públicos, são os professores que poderão garantir um futuro meno pior a teus filhos, são os policiais que enfrentam criminosos bem armados para proteger tua familia. Não confunda “servidores públicos” com servidores dos legislativos, judiciário e forças armadas que recebem aumentos reais todos os anos e aqueles auxilios imorais muitas vezes maiores que a maioria dos servidores públicos dos executivos. Antes de escrever asneiras verifique no portais dos governos quanto ganham.

      • Marco Ullmann disse:

        Ô, meu amigo! Estou ao seu lado e concordo com os seus argumentos. Agora, colocar as FFAA em um patamar onde ela nunca esteve, é complicado. Que tal falar apenas sobre o que conheces?

      • Alex Garcia disse:

        Pelo menos vocês, servidores, têm o emprego e salário garantido, mas o povo que não é servidor não tem né.

        • Antonio Carlos Wanderley disse:

          Volto a repetir, não confunda “servidores públicos” com servidores do judiciário, dos legislativos, forças armadas e estatais. As despesas com pessoal possuem limites e se atingir as reposições ficam proibidas. Nenhum funcionário do setor privado tem estabilidade, entretanto, tem FGTS, nunca fica sem a reposição inflacionária ou dependendo dos sindicatos aumentos reais. Os salários não são garantidos se não houver recursos para pagar, é só olhar os casos de servidores recebendo salários parcelados, 13ª com 2 anos de atraso, aliás, vários contratados para enfrentar a pandemia que estão trabalhando há meses sem receber. Volto a repetir, se as mesmas normas e as mesmas condições fossem impostas a todos os poderes e às forças armadas eu seria a favor, entretanto, criminalizar alguns para “ficarem bonitos na foto” com o judiciário, parlamentos e forças armadas é mais que injusto, é criminoso. “Jogam para a torcida” instigando a população contra os médicos, policiais, professores, etc. e, infelizmnete, por ingenuidade ou falta de conhecimento, recebem apoio da população. É só consultar os salários dos poderes disponíveis nos sites de informação. Ah! é bom dar uma olhada na quantidade e nas funções e salários dos cargos comissionados, aqueles nomeados por entregarem panfletos de campanha ou angariarem recursos para campanhas e caixas 2.

  34. indignado disse:

    PRIVATIZA TUUUUUUUUUUUUUDO. INCLUSIVE O SENADO – CONGRESSO – PREFEITURAS…O POVO NÃO AGUENTA MAIS!

    • João Paulo disse:

      Privatizar só vai piorar a situação. Existirá um contrato que garantirá à empresa privada um lucro mínimo e um reajuste anual pago com dinheiro público, não importe o que ocorra. O mundo pode acabar e mesmo assim teremos que pagar o que estiver no contrato.

    • Macedo Junior disse:

      A CULPA É DO ELEITOR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via